conecte-se conosco

Mulher

11 mulheres trans inspiradoras para seguir nas redes sociais

Publicado


source
A travesti Erika Hilton, eleita vereadora de São Paulo no último domingo, 15, foi a mulher mais votada nesta para a câmara
Divulgação/Instagram/hilton_erika

A travesti Erika Hilton, eleita vereadora de São Paulo no último domingo, 15, foi a mulher mais votada nesta para a câmara

De acordo com a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), no último domingo, 15, foram eleitos 29 vereadores transexuais  em todo o Brasil, 2 homens e 27 mulheres e travestis. O número representa um crescimento de 262% em relação às eleições municipais passadas, em 2016.

O cenário aponta para uma mudança, de uma sociedade que começa a votar mais em grupos atingidos por discriminações , como negros, indígenas, periféricos, mulheres e a comunidade LGBTI. Diante desse contexto, o Delas elaborou uma lista de 17 mulheres inspiradoras, que vem fazendo a diferença com suas atuações e trabalhos para você conhecer e seguir nas redes sociais.

Ana Flor Fernandes
Estudante de Pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ana Flor já se destaca pelo trabalho científico que vem produzindo sobre gênero, sexualidade, travestilidade e educação. Em suas palestras ela pontua a importância de um currículo transfeminista e a inserção de travestis no curso de Pedagogia. Com 26 mil seguidores no  Instagram e 37,4 mil no Twitter, leva essas e outras discussões importantes para as redes sociais.

Maite Schneider
Co-fundadora dos projetos Transempregos – maior e mais antigo projeto para  viabilizar oportunidades de emprego para a população trans – e o Integra Diversidade – que busca integrar pessoas LGBT dentro de ambientes de trabalho. Maitê é considerada uma ‘top voice’ do LinkedIn e já foi palestrante do TEDx. No Instagram , ela publica reflexões, mensagens motivacionais, discussões sobre discriminação e os contextos de mulheres trans e travestis brasileiras.

Erica Malunguinho
Primeira mulher trans eleita deputada estadual de São Paulo, Erica é mestra em Estética e História da Arte pela Universidade de São Paulo (USP). Ela também é criadora do Aparelha Luiza, centro de fomento cultural voltado para a convivência e circulação de artistas negros. Nas redes sociais,  Erica faz reflexões sociais e apresenta discussões em vídeos curtos e diretos.

Jaqueline Gomes de Jesus
Doutora em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília (UnB), atualmente conduz um pós-doutorado em história. Jaqueline é professora do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) e também da pós-graduação em história da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Jaqueline aborda diversos temas em seus trabalhos, como políticas públicas, feminismos, movimentos sociais, gênero e psicologia.

Ventura Profana
Se autodeminando “missionária e pastora das travestis”, se destaca pelas discussões políticas que faz, desconstruindo noções hegemônicas da sociedade, como o cristianismo, por exemplo. É cantora e tem videoclipes no Youtube. Nas redes sociai s, fez lives com outras pessoas, cantando e discutindo religiosidade, discriminação, realidade das travestis e noções de identidade.

Maria Clara Araújo
Transfeminista, Maria Clara participou do documentário Transparência, de Igor Travassos (PE), no qual aborda suas vivências como mulher trans. Estudante de graduação, foi uma das primeiras na Internet brasileira a ampliar o debate voltado para as travestis inserindo questões sobre classe e raça. Em novembro de 2014, com 18 anos, foi uma das 95 pessoas que recebeu autorização do Ministério da Educação para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) usando o nome social. Na época, essa ainda não era uma portaria do MEC. Já participou de videoclipes (Linn da Quebrada), desfiles de moda, ensaios fotográficos. Nas redes sociais , compartilha o cotidiano e costuma apresentar discussões pontuais e relevantes.

Sara Wagner York
Mestra em Educação pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sara é especialista em Gênero e Sexualidades e em Orientação Escolar. Produz artigos sobre a comunidades LGBTI e suas vivências sobre intersexualidade, travestilidade e educação. Nas redes sociais, está sempre se posicionando politicamente e divulgando os espaços de debate e discussão dos quais  participa. Já organizou livros sobre corpos transgressores e narrativas plurais.

Helena Vieira
É escritora ativista transfeminista. Em 2017, prestou consultoria para a Rede Globo que incluiu uma personagem transexual na novela “A força do querer”. No Instagram, costuma publicar referências de eventos, séries, filmes, debates relevantes para a discussão sobre travestilidade e teoria queer. Já concedeu entrevista para o jornal Nexo , em vídeo, discutindo diversos tópicos relativos à mulheridades e travestilidade de forma crítica.

Ventura Profana faz diversas descontruções em seu perfil do Instagram
Divulgação/Instagram/@venturaprofana

Ventura Profana faz diversas descontruções em seu perfil do Instagram

Luma Andrade
Foi a primeira mulher trans a se tornar professora doutora no Brasil. Foi empossada, em 2013, como professora efetiva da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), no Ceará. Integrante do Instituto de Humanidades e Letras (IHL).

Fe Felicio
Microinfluenciadora, com mais de 10mil seguidores, Fe é uma das donas da página @culturatravesti. No perfil pessoal, publica discussões pertinentes de forma simples e direta como, por exemplo, a importância de naturalizar o afeto, a diferença entre gosto e preconceito, cultura do cancelamento, gatilhos, dependência emocional etc. Graduada, a comunicadora mescla conteúdos mais sérios e políticos com outros mais leves e engraçados, fazendo sucesso no Instagram .

Viviane Vergueiro
Ativista transfeminista e pesquisadora sobre identididade de gênero, costuma utilizar a expressão “cistema”, para se referir às estruturas sociais hegemônicas que mantém a transfobia uma opressão estrutural. É Doutoranda em Estudos sobre Gênero, Mulheres e Feminismos pela Universidade Federa da Bahia (UFBA). Não costuma publicar muitas discussões nas redes sociais, mas vale muito a pena ficar atento(a) ao trabalho que ela vem desenvolvendo.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Looks de Marina Ruy Barbosa: inspire-se no estilo da atriz

Publicado


source

Alto Astral

undefined
Reprodução: Alto Astral

Looks de Marina Ruy Barbosa: inspire-se no estilo da atriz

Além de ser uma das principais atrizes da televisão brasileira e ainda ter um dos cabelos mais desejados do país, Marina Ruy Barbosa chama atenção pelos looks sempre impecáveis e estilosos. Não é por acaso que ela adora frequentar semanas de moda pelo mundo e conta com um guarda-roupa cheio de peças e acessórios de luxo. A boa notícia é que dá para se inspirar no visual da ruiva com o que você já tem em casa.

Conhecida desde a infância, Marina passou por diversas transformações em seu estilo nos últimos anos, mas a elegância das composições e a presença das principais tendências nunca mudaram. Atualmente, os conjuntinhos, a saia midi e os biquínis modernos estão entre as principais apostas das suas produções. Confira essas e outras ideias incríveis!

Como copiar os looks de Marina Ruy Barbosa

Fenda

Looks de Marina Ruy Barbosa: inspire-se no estilo da atriz
Fotos: Reprodução/Instagram | Arte: Larissa Sericava

Marina Ruy Barbosa sabe o poder que uma bela fenda proporciona ao look. Tanto em eventos formais, quanto em vestidos mais “soltinhos” do dia a dia, a atriz não dispensa um recorte lateral na saia – que dá um toque especial de ousadia e elegância.

Blazer

Fotos: Reprodução/Instagram | Arte: Larissa Sericava

Outra roupa curinga no guarda-roupa de Marina é o blazer . A peça é ideal para complementar os mais diversos looks, por isso, a atriz não hesita em investir nela em combinações variadas e estilosas. Combinada com shorts, por exemplo, é possível usar até mesmo nos dias de calor.

Saia midi

Looks de Marina Ruy Barbosa: inspire-se no estilo da atriz
Fotos: Reprodução/Instagram | Arte: Larissa Sericava

O comprimento midi, ou seja, abaixo dos joelhos, está entre as maiores tendências da temporada primavera/verão. Marina Ruy Barbosa já é adepta ao estilo há muito tempo. Essa saia marcou presença entre os looks da atriz na Semana de Moda de Paris, mas também é uma ótima escolha para produções mais casuais e despojadas.

Vermelho

Fotos: Reprodução/Instagram | Arte: Larissa Sericava

Alô, ruivinhas de plantão! Quem disse que vermelho não combina com cabelo acobreado? Essa é uma das cores mais presentes no looks de Marina e não é à toa. O tom cria combinações incríveis com as madeixas da atriz e realça ainda mais sua beleza natural.

Conjuntinho

Looks de Marina Ruy Barbosa: inspire-se no estilo da atriz
Fotos: Reprodução/Instagram | Arte: Larissa Sericava

Os conjuntinhos , especialmente aqueles de moletom, são sucesso absoluto na quarentena. As peças trazem todo o conforto que precisamos no dia a dia, sem deixar de lado o estilo. Nas fotos acima, Marina Ruy Barbosa apostou nas peças da sua própria marca, “Ginger”.

Vestido soltinho

Fotos: Reprodução/Instagram | Arte: Larissa Sericava

Quer uma aposta certeira para os dias quentes? Vale se inspirar nos looks de verão da atriz, com opções mais leves e confortáveis de vestidos . Mesmo em versões de manga longa, a estampa floral chega para agregar um toque mais alegre e feminino, que é a cara da estação.

Moda praia

Looks de Marina Ruy Barbosa: inspire-se no estilo da atriz
Fotos: Reprodução/Instagram | Arte: Larissa Sericava

Falando em verão, não dá para deixar de citar as escolhas dela para a moda praia. Marina Ruy Barbosa é apaixonada por looks com biquíni ou maiô; e não perde uma tendência na hora de aproveitar a praia ou piscina. Top faixa, tons neon e tie-dye são alguns exemplos que prometem bombar na temporada e já fazem parte do visual da musa. Se joga!

Texto: Milena Garcia | Edição: Renata Rocha

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana