Patrões amarram empregada doméstica em árvore como punição

Uma empregada filipina foi amarrada em uma árvore pelos patrões, na cidade de Riyadh, Árabia Saudita, depois de ter deixado alguns móveis caros no sol. A mulher, identificada como Lovely Acosta Baruelo, de 26 anos, trabalhava para uma família rica do país a alguns meses.

A foto de Lovely amarrada foi tirada por uma colega de trabalho, também filipina. Segundo relatos, os patrões a deixaram no sol para que ela sentisse na pele os riscos de deixar os móveis expostos a radiação.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, o Departamento de Relações Exteriores ajudou a mulher a voltar para as Filipinas, onde desembarcou na última quinta-feira (9), mesmo dia em que as autoridades souberam do caso.

“A Embaixada das Filipinas em Riyadh reportou que o caso de Lovely Baruelo foi denunciado no dia 9 de maio, e ela foi repatriada no mesmo dia. Baruelo foi punida pelo empregador, que a amarrou em uma árvore”, disse uma nota das autoridades.

Uma colega de trabalho de Lovely disse que os patrões os machucam sempre que eles cometem algum erro.

Depois de voltar para casa, a mulher postou um desabafo. “Obrigada a todos os que me ajudaram. Eu gostaria de pedir ajuda também aos outros filipinos no país. Eles são as pessoas que me ajudaram e postaram as fotos, e eu temo pela segurança deles. Espero que sejam resgatados também”, escreveu.

“E o velho vai encontrar seu karma, é só esperar. Continue descontando os nossos salários. Esse é o motivo da sua falta de saúde. Isso é o seu carma por todas as coisas erradas que você fez”, concluiu.