Guaçuí atinge meta da campanha de vacinação contra gripe

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Guaçuí anunciou que conseguiu atingir a meta da campanha de vacinação contra a gripe – influenza. A campanha terminou na nesta sexta-feira (31) em todo o território nacional, mas a meta já havia sido atingida na quarta-feira (29), conforme informação da coordenação da campanha no município.

Guaçuí atingiu uma cobertura de 93,86%, ficando acima da média de cobertura no Estado do Espírito Santo, como destaca o secretário municipal de Saúde interino, Werton dos Santos Cardoso. “Conseguimos atender a quase todo nosso grupo prioritário e ficamos acima da média de cobertura no Estado”, enfatiza o secretário.

A campanha foi iniciada no dia 10 de abril e o município tinha a meta de vacinar 8.244 pessoas que compunham o grupo prioritário. Foram vacinadas as pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, puérperas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, trabalhadores da saúde, professores, portadores de doenças crônicas, policiais civis, militares, bombeiros e outros profissionais das forças de segurança e salvamento. A campanha de vacinação começou com as doses ficando disponíveis na Policlínica e, no Dia D, foi disponibilizada também em todas as outras unidades de saúde do município. Depois, voltaram a ficar à disposição da população apenas na Policlínica até esta sexta.

Também foram disponibilizadas doses nos três distritos de Guaçuí – onde o Dia D foi antecipado para os três dias anteriores à data nacional. Assim como em comunidades mais afastadas da zona rural, além de situações especiais, como levar a vacina até o Lar dos Idosos, na cidade.

O que é gripe (influenza)?

A influenza ou gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório, ocasionada pelo vírus influenza, com elevado potencial de transmissão. Inicia-se com febre, dor muscular e tosse seca. Em geral, tem evolução por período limitado, de um a quatro dias, mas pode se apresentar na forma grave.

A gripe propaga-se facilmente e é responsável por elevadas taxas de hospitalização. Se não for tratada a tempo, a gripe pode causar complicações graves e levar à morte, principalmente, nos grupos de alto risco. Um indivíduo pode contrair a gripe várias vezes ao longo da vida.