Secretaria de Saúde de Cachoeiro atua na reposição de estoque de vacinas

A Secretaria de Saúde de Cachoeiro de Itapemirim (Semus) está atuando junto à Superintendência Regional de Saúde para regularizar estoque de vacinas no município. A redução temporária do estoque da vacina BCG, de prevenção à tuberculose, e de outros imunobiológicos no município, é decorrência do atraso do abastecimento por parte do Ministério da Saúde (MS), por intermédio do Programa Estadual de Imunizações (PEI).

“A justificativa é que, conforme e-mail recebido da Coordenação Estadual do Programa de Imunizações, estão ocorrendo ajustes operacionais na Vigilância em Saúde do MS”, afirma a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho, ao esclarecer que Cachoeiro está recebendo cota reduzida da vacina DTP (difteria, tétano e coqueluche), por exemplo, desde fevereiro deste ano.

Também segundo ela, a BCG-ID, que é fornecida pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), teve seu prazo de validade expirado no último dia 30 de junho e, devido ao atraso ocorrido recentemente no envio dessa dose, o estado permaneceu sem a vacina até o início deste mês.

“Somente na quinta-feira (4) é que a BCG chegou à Superintendência Regional de Saúde de Cachoeiro (SRSCI), para ser redistribuída aos municípios sulinos”, salienta Luciara, ao lembrar que essa vacina é administrada no recém-nascido, o quanto antes, para imunizá-lo das formas graves da tuberculose (miliar e meníngea).

Ainda de acordo com a secretária, conforme comunicado recebido do MS, a cota da BCG-ID, a partir deste mês, será de 32%, permanecendo assim, reduzida, pelos próximos 90 dias, segundo o Programa Estadual de Imunizações.

“Estamos atuando junto à Superintendência Regional e queremos tranquilizar os moradores de Cachoeiro, informando que a cota de julho será retirada o mais rápido possível, para diminuir o impacto desse desabastecimento para a próxima semana”, acrescenta a secretária.