Senador Contarato vai à Justiça se Bolsonaro indicar filho para embaixada

Senador Fabiano Contarato Foto: Agência Senado

O senador Fabiano Contarato usou suas redes socais para afirmar que entrará na Justiça caso o presidente Jair Bolsonaro indique o filho, Eduardo Bolsonaro, para a embaixada dos Estados Unidos. “Isso é nepotismo”, afirmou ele. 

“Nepotismo viola a Constituição Federal. O Art. 37 da nossa Constituição determina a observância aos princípios norteadores da Administração Pública, quais sejam: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, sendo, inclusive, autoaplicáveis”, explicou ele numa postagem feita no Twitter. 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na tarde desta quinta-feira (11) que pode indicar um de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

“Está no meu radar sim, existe essa possibilidade”, declarou o presidente. Questionado durante entrevista, Bolsonaro também afirma que o Eduardo Bolsonaro poderia ser a pessoa adequada para o cargo e daria conta do recado perfeitamente em Washington, ressalta o presidente.

Segundo Bolsonaro, cabe ao filho decidir se aceita renunciar ao cargo na Câmara para assumir a função nos Estados Unidos. Mas ressalta que, agora, só depende de Eduardo.

A vaga para embaxador nos EUA está aberta desde abril quando Sergio Amaral foi transferido.