‘Ele não estava armado, acho que ela agiu de má fé’, diz tia de suspeito morto após assaltar PM em Cariacica

A familiar de um jovem morto ao tentar assaltar uma policial militar, na noite da última quinta-feira (25), em Cariacica, conversou com a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, na manhã desta sexta-feira (26). Segundo a tia do rapaz, identificado apenas como Warley, ele costumava ser um rapaz tranquilo, até se envolver com o crime, por meio de amizades.

“Ele era um menino bom. Bem família. (Ele) está deixando dois filhos, porque a namorada dele está grávida agora. Sei que o ato dele não foi certo, ele mesmo falava que as amizades induzem, mas não é fácil para a família”, disse.

Questionada se a família aconselhava o rapaz, ela disse que “Sim, foram muitos e muitos conselhos […] mas, infelizmente, perdeu a vida […] Sempre que eu via ele, eu falava: cuidado com quem você anda. E ele falava ‘não, tia. Pode deixar que está tudo tranquilo’ […] a família nunca imaginou passar por essa perda, essa dor”, relatou a tia.

A mulher falou ainda sobre a ocasião do crime, na qual Warley e um adolescente, portando uma arma falsa, tentaram assaltar a policial e uma amiga. “Ele não estava armado […] acho que ela (a policial) agiu de má fé, dando um tiro fatal. Mesmo assim, ele foi socorrido, mas veio a óbito no São Lucas, e foi isso […] meu pai, que é avô dele, está sem acreditar também”, disse a mulher.

O crime

Uma policial militar foi vítima de uma tentativa de assalto, na noite da quinta-feira (25), no bairro São Francisco, em Cariacica. Durante a ação dos criminosos, a policial reagiu e baleou um dos suspeitos, identificado apenas como Warley, de 19 anos, que morreu. Outro suspeito, um adolescente de 15 anos, tentou correr, mas foi baleado no pé e levado para a delegacia.