Escolas municipais de Cachoeiro promovem eleições de grêmios estudantis

Em Cachoeiro de Itapemirim, alunos de 15 escolas municipais de ensino fundamental II (do 6º ao 9º ano) estão concorrendo às eleições para nova composição dos grêmios estudantis dessas unidades. O processo eleitoral foi lançado, no fim de junho, em reunião com os gestores dessas escolas. Já as inscrições das chapas ocorreram nesta semana.

A campanha começou na quarta-feira (7) e vai até 30 de agosto. Durante este período, as chapas inscritas, com prévio agendamento pela gestão escolar, passam a divulgar suas propostas por meio de cartazes, panfletos, reuniões e debates, dentre outras ações. A votação será nos dias 5 e 6 de setembro, nas 15 unidades de ensino.

A secretária municipal de Educação, Cristina Lens, esclarece que os nomes das chapas são de livre escolha de seus integrantes, sob a orientação da comissão eleitoral de cada escola, cabendo à comissão organizar todo o processo de eleição, desde a escolha das urnas até o preenchimento da ata da eleição.

As posses dos grêmios serão agendadas entre 16 a 24 de setembro, com cerimonial. “Será um momento de prestigiar os alunos que vão assumir o importante papel de protagonistas estudantis, na educação pública municipal”, destaca a secretária.

Greminhos

A Secretaria Municipal de Educação (Seme) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes) – parceira da iniciativa – reservam para outubro as eleições dos greminhos, para as escolas de ensino fundamental I, que atendem alunos de 1º ao 5º ano, ampliando a ação em 2020 com eleições nas unidades de educação infantil. 

“Consideramos imprescindível a formação e a atuação dos grêmios nas escolas. Isso faz com que os estudantes, desde pequenos, já comecem a desenvolver o sentimento de cidadania e de pertencimento às instituições escolares, permitindo que eles, de fato, zelem por esses espaços e, também, disseminem essas ações nas comunidades. Quando o aluno é um participante de um grêmio, ele atua não só na escola, mas no seu entorno. Por isso, a Seme dedica todos os esforços possíveis na organização dessas agremiações”, avalia Cristina Lens.

Sobre o projeto

O projeto dos grêmios estudantis é amparado pelas leis nº 7398/1985, nº 8069/1990, nº 9394/1996, nº 7217/2015 (Plano Municipal de Educação, Meta 19).

A responsabilidade da implantação das agremiações, na rede municipal, está a cargo da Gerência de Gestão Escolar da Seme e da Gerência do Centro de Referência da Juventude (CRJ) Arildo Valadão, vinculada à Semdes.

“Os grêmios ensinam aos jovens a serem  mais solidários e atentos às questões da coletividade. Por isso essa iniciativa tem o nosso apoio irrestrito”, salienta a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Márcia Bezerra.