PSL decide expulsar Alexandre Frota do partido

A decisão de expulsar Frota do PSL foi anunciada pelo presidente da legenda, Luciano Bivar. Segundo Bivar

O PSL decidiu expulsar Alexandre Frota do partido. O deputado federal foi eleito em São Paulo com mais de 155 mil votos pelo partido de Jair Bolsonaro. Ele tem sido crítico do presidente e do governo e se absteve no 2º turno da votação da reforma da Previdência na Câmara.

A decisão de expulsar Frota do PSL foi anunciada pelo presidente da legenda, Luciano Bivar. Segundo Bivar, Frota entrou em “desalinhamento” com o partido pelas “ofensas” que fez recentemente a integrantes do PSL.

Outro desafeto público de Frota, o senador Major Olímpio (PSL-SP), um dos principais nomes da sigla, afirmou ao deixar a reunião que estava “satisfeito com o partido” após a decisão.

O pedido de expulsão, aprovado por nove votos, partiu da deputada Carla Zambelli (PSL-SP), que declarou recentemente que a situação do parlamentar no partido era “insustentável”.

A saída não acarretará na perda do mandato de Frota, que poderá permanecer como deputado em outra sigla.