Produtor de amêndoas de cacau de Alegre recebe premiação

Carlos Tatagiba Martins ficou com o 2° lugar na categoria “Demais Municípios do Espírito Santo”

Para celebrar a entrega do prêmio do 3º Concurso da Qualidade de Amêndoas do Cacau Capixaba, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac/ES) realizaram a cerimônia de entrega ao produtor Carlos Tatagiba Martins, que ficou com o 2° lugar na categoria “Demais Municípios do Espírito Santo”.

O concurso teve por objetivo premiar, reconhecer e incentivar os produtores de cacau através da qualidade das amêndoas de cacau, produzidas no Espírito Santo, visando à conquista de um mercado diferenciado, agregando valor à produção, gerando qualidade de vida no campo e estimulando o desenvolvimento da capacidade técnica das propriedades produtoras através da profissionalização dos produtores na pós-colheita do cacau, na produção de um cacau de qualidade.

O responsável pela Ceplac, Carlos Alberto Spaggiari Souza, esteve na cerimônia e ressaltou a importância do trabalho que está sendo desenvolvido em parceria com o Incaper. “A atividade cacaueira é uma excelente alternativa de diversificação agrícola, sobretudo na produção e processamento de amêndoas de cacau de qualidade”, disse.

O coordenador do Centro Regional de Desenvolvimento Rural Caparaó, Ricardo Eugênio Pinheiro, afirmou que, de acordo com o IBGE (2018), o município de Alegre tem sete hectares de cacau plantados. Parte da plantação foi fomentada pelo Programa Estadual Reflorestar que tem o objetivo de manter, recuperar e ampliar a cobertura florestal, com geração de oportunidades e renda para o produtor rural, através da adoção de práticas de uso amigável dos solos.

Os produtores de amêndoas de cacau, Carlos Tatagiba Martins e a Márcia Gava, são agricultores familiares da Comunidade Oriente, que pertencia ao município de Alegre, e atualmente pertence ao município de Jerônimo Monteiro.

A família vem sendo assistida pelo escritório local do Incaper de Alegre desde 2016 com ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) voltadas para recuperação de mata ciliar através de sistemas agroflorestais com atividade cacaueira; cursos promovidos pelo instituto em parceria com a Ceplac, como Poda de Cacau; Enxertia de Cacaueiros e Derivados de Cacau; e através da mobilização e incentivo da participação dos produtores de amêndoas de cacau nos concursos da qualidade do cacau capixaba no ano de 2018 e 2019.

“Estamos muito honrados em celebrar este momento, além de valorizar o nosso produtor Carlos Tatagiba Martins pela sua dedicação e muito trabalho, também podemos dar visibilidade a nossa região na produção de amêndoas de cacau, e com qualidade. É o resultado de um trabalho em parceria que é fundamental para continuarmos fomentando a atividade cacaueira no sul do Estado”, ressaltou a coordenadora do Escritório Local do Incaper de Alegre, Aline Chaves Pereira.

O concurso

No 3º Concurso da Qualidade de Amêndoas do Cacau Capixaba contou com 31 amostras inscritas só na “Categoria Linhares”, além de 19 na categoria “Demais municípios do Espírito Santo”, contando com participantes de 11 cidades capixabas. O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Agricultura de, da Prefeitura de Linhares, Ceplac-ES, Chocolates Garoto, com a co-realização do Incaper, Sebrae, Faes/Senar/SRL, com apoio institucional da Acal, Apropeba, Coopercau, Centro de Inovação do Cacau (CIC) e a organização do Instituto Ampliê.

Confira os vencedores:

Categoria Linhares
1º lugar: Caroline Burnier Pacheco – 7 pontos
2º lugar: Arthur Luiz Magnago Heleodoro – 6.25 pontos
3º lugar: Dilson Rangel Vieira – 5.87 pontos

Categoria Demais cidades do Espírito Santo
1º lugar: Carlos Antônio Almenara Pelisson (Conceição da Barra) – 6.13 pontos
2º lugar: Carlos Tatagiba Martins (Alegre) – 6.0 pontos