Cartórios fecham as portas no Estado por causa da baixa arrecadação

A Corregedoria do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) decidiu desativar 51 cartórios, em 30 comarcas.

São unidades deficitárias, que arrecadam menos do que o necessário para manter as próprias atividades.

A lista com os cartórios desativados foi publicada no último dia 24 pela Corregedoria Geral de Justiça. É o Provimento 35/2019, que apontou “absoluta inviabilidade econômico-financeira” dessas unidades.

A decisão estabelece que os serviços oferecidos por um cartório extinto serão transferidos para outro, que exerce as mesmas atividades, na sede do município. As serventias desativadas, em geral, emitem escrituras, certidão de nascimento, casamento e óbito.

Diretor de registro Civil do Sindicato dos Notários e Registradores do Estado do Espírito Santo (Sinoreg), Paulo Barreto diz que a baixa arrecadação em alguns cartórios se dá, entre outros fatores, por causa de concessão de gratuidade.

Fonte: Folha do ES