conecte-se conosco


Estado

Aberta licitação para reforma do Edifício Valia no Centro de Vitória

Publicados

em

Governo do Estado abre processo de licitação para contratação de empresa que fará a reforma do Edifício Valia, localizado no Centro de Vitória. O edital está disponível no site do Departamento de Edificações e de Rodovias do Estado do Espírito Santo (DER-ES). A sessão pública acontece no dia 18 de julho, às 14h, no auditório do DER, em Vitória. O valor estimado da obra é de R$ 5.198.813,51.

Localizado na rua Duque de Caxias ao pé da escadaria Maria Ortiz, o prédio foi projetado em 1973, pelo arquiteto Marcelo Vivácqua, importante personalidade da arquitetura capixaba. O projeto do Governo do Estado prevê a reforma e retrofit da edificação – técnica de revitalização em construções antigas adaptando às necessidades atuais –, com instalação de infraestruturas modernas.

A obra integra as ações de revitalização do Centro Administrativo da Capital, projeto prioritário do Governo do Estado. “Avançamos na recuperação de mais um imóvel público na área central da Capital cumprindo as metas propostas no Projeto Cidade Administrativa, desenvolvido pelo Governo do Estado, trazendo para esta região serviços que beneficiarão a economia e o turismo na região onde estão importantes atrativos turístico de nosso Estado”, destaca o secretário de Estado de Turismo Fernando Rocha.

Ainda segundo o secretário, esta é uma ação que vai ao encontro do processo de revitalização do Centro, com utilização de imóveis vazios, proporcionando atração de novas atividades e aumento da circulação de pessoas.

Projeto

Depois de reformado, o prédio será utilizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES), acomodando aproximadamente 70 servidores. O prédio é composto de sete andares, mezanino e cobertura. De acordo com o projeto estão previstos andares corporativos para atividades administrativas e área de lazer na cobertura com vista para a Praça Oito e Baia de Vitória.

Todos os andares receberão áreas de apoio e estruturas de rede, energia, iluminação e climatização conduzidos por calhas, eletrodutos e trilhos, comportando, em média, 30 estações de trabalho, com flexibilidade na composição do layout.

Comentários Facebook

Estado

Recursos da Lei Paulo Gustavo para setor cultural capixaba serão discutidos em Vitória nesta terça (16)

Publicados

em

Por

Evento acontece nesta terça-feira (16), na Casa da Música Sônia Cabral, no Centro de Vitória, a partir das 18h30. Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios.

A Lei Paulo Gustavo vai destinar R$ 75 milhões ao fomento do setor cultural capixaba. Para apresentar e debater os impactos, benefícios e oportunidades dos recursos no Estado, a equipe da Secretaria da Cultura (Secult) realiza um encontro aberto ao público, que acontece nesta terça-feira (16), às 18h30, na Casa da Música Sônia Cabral, localizada no Centro de Vitória.

Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios. Esta divisão decorre de um mecanismo que calcula a população de cada local perante ao fundo de participação dos estados e municípios. Deste valor, aproximadamente 75% serão direcionados ao setor audiovisual e 25% para os demais segmentos da arte e cultura.

“Além da  presença dos empreendedores e fazedores de cultura em geral,  será importante que entidades de todo o Estado conheçam sobre a mobilização em torno da Lei”, afirmou o secretário de Estado da Cultura e presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, Fabrício Noronha.

Lei Paulo Gustavo

Com o objetivo de auxiliar o setor cultural prejudicado pela pandemia da Covid-19, o  Projeto de Lei Paulo Gustavo (PLP 73/21) foi apresentado como recurso de ação emergencial no mês de novembro de 2021 no Senado e em julho deste ano foi promulgada como Lei Complementar 195/22. O nome da Lei homenageia o ator Paulo Gustavo, que faleceu em maio de 2021, devido à Covid-19.

O recurso total de R$ 3,86 bilhões é proveniente do superávit financeiro do FNC (Fundo Nacional de Cultura), e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), recursos financeiros estes que não seriam utilizados no cronograma de pagamento dentro do exercício fiscal e que poderiam ser empregados como fonte de recurso adicional a ser operado diretamente pelos estados e municípios.

Serviço:

Encontrão Capixaba – Lei Paulo Gustavo e seu impacto no ES

Data: 16/08 (terça-feira)

Horário: 18h30

Local: Casa da Música Sônia Cabral, Centro de Vitória.

Aberto ao público.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana