conecte-se conosco

Mundo

Acusada de matar filha, mãe é presa sob suspeita de forjar doença terminal de vítima para receber doações

Publicado

Uma mãe no Colorado, nos Estados Unidos, foi presa acusada de assassinar a própria filha. Kelly Renee Turner levantou doações para conseguir arcar com os custos hospitalares e divulgou a lista de coisas que a criança de 7 anos queria fazer antes de morrer. Agora, a mulher é acusada de ter matado a própria filha. Há a suspeita de que a criança sequer estivesse doente.

Ela foi indiciada pela Justiça na última segunda-feira (21) por 13 crimes, incluindo abuso infantil, roubo e fraude de doações no caso da morte da filha, Olivia Grant, em 2017. Na época, acreditava-se que a pequena havia morrido em decorrência de uma série de doenças fatais, que a mãe alegava que a filha tinha.

Com isso, ela e a filha conseguiam presentes, passeios com a polícia e os bombeiros e até uma fantasia de morcego que custou R$ 44 mil dada pela fundação Make-A-Wish, conhecida por realizar um sonho de criança com doenças terminais.

Turner foi presa sem direito a fiança na sexta-feira (18), em um hotel em Denver.

A morte de Olivia

A causa da morte da criança nunca ficou clara. Na época, os médicos disseram que foi falha intestinal, segundo informações da emissora KUSA-TV.

O corpo de Olivia foi exumado no ano passado e não foram encontradas evidências físicas de nenhuma das doenças que Kelly dizia que a filha tinha, incluindo derrames. Agora, a morte da menina está registrada como indeterminada.

A investigação aponta que Olivia estava usando um tubo de alimentação quando foi para o hospital em 2017, e os médicos disseram que sua nutrição era ‘deficiente’. Kelly queria tirar a menina do hospital e assinou uma ordem de não ressuscitação para a filha.

Médicos disseram que a criança não sobreviveria sem o tubo e a mãe tinha a opção de levar a menina em casa com ajuda hospitalar. Olivia morreu semanas depois.

Síndrome de Munchausen

Registros médicos indicam que Olivia só começou a receber tratamento médico para as diversas doenças em 2013, quando a mãe e ela se mudaram do Texas, onde o marido de Turner morava e ficou.

Turner já havia comentado espontaneamente em uma conversa que ela não sofria da síndrome de Munchausen, em que pais ou cuidadores começam a buscar atenção dos outros falando que os filhos ou pessoas que eles cuidam sofrem de doenças graves e terminais.

Turner também é acusada de ter conseguido US$ 539 mil, cerca de R$ 2,1 milhões através de fraude pelo Medicaid, o serviço de saúde do governo.

Outro caso midiático

O caso lembra a história de Dee Dee e Gipsy Blanchard, que ficou tão famosa nos Estados Unidos que vai se tornar série no serviço de streaming Hulu.

A mãe de Gipsy, Dee Dee Blanchard, alegava que a filha sofria de uma série de doenças terminais e elas conseguiam tudo através de doações. Até que, um dia, Gipsy conseguiu matar a própria mãe com a ajuda de um namorado, que ela conheceu pela internet.

Gipsy não tinha nenhuma doença terminal ou crônica e foi presa. A mãe sofria da síndrome de Munchausen.

Com informações do Portal R7

Comentários Facebook
publicidade

Mundo

Catalunha proíbe consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas

Publicado


source
porto de barcelona - espanha
Ralf Roletschek/Creative Commons

Barcelona chegou a decretar novas medidas de isolamento diante do aumento de casos da Covid-19


É comum ver pessoas aglomeradas ao ar livre bebendo na Catalunha . Mas a prática, conhecida como “botellón”, será proibida devido ao novo coronavírus. A partir de hoje (28), quem for flagrado  consumindo bebidas alcoólicas será penalizado.


A restrição foi adotada devido ao novo aumento de casos da Covid-19 no local. No último dia 17,  Barcelona e regiões próximas precisaram recuar em reabertura e fechar os comércios por 15 dias.

O presidente da Catalunha, Quim Torra, tem ameaçado até mesmo fazer decreto de lockdown , caso o aumento da segunda onda seja muito expressivo.

Segundo o porta-voz do governo catalão, Meritxell Budó, os cidadãos que forem pegos praticando o botellón podem ser multados em até 15 mil euros, o que corresponde ao total de R$ 90 mil. O preço mínimo da multa é de 3 mil euros.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana