conecte-se conosco

Esporte

Adhemar Ferreira da Silva é homenageado pela World Athletics

Publicado


.

O bicampeão olímpico Adhemar Ferreira da Silva será o único atleta da América do Sul a receber a placa de Patrimônio Mundial da World Athletics, homenagem criada pelo Departamento de Legado da entidade que administra a modalidade.

“Em 2018, essa homenagem foi criada para celebrar os que fizeram a história do atletismo em todo o mundo, e o Brasil é o único país da América do Sul a ganhar essa honraria”, disse à Agência Brasil o presidente da Consuldatle (Confederação Sul-Americana de Atletismo) e integrante do Conselho da World Athletics, Helio Gesta.

Adyel Silva, filha do bicampeão olímpico, celebra a homenagem da World Athletics e lamenta a falta de respeito dos brasileiros pelo legado do pai, que faleceu em 2001. “É sempre bom que, no meu caso, o meu pai, no caso do meu filho, o avô dele seja homenageado. Mesmo vindo de fora do Brasil, esses gestos de respeito e carinho são importantes demais. Ficamos felizes mesmo sabendo que o Brasil não respeita a história de meu pai. Conquistar tudo o que ele conseguiu em uma época em que, para ser atleta olímpico, tinha que ser amador, uma vida praticamente espartana, é um feito admirável”, declarou à Agência Brasil.

Segundo Helio Gesta, a placa em homenagem ao brasileiro medalhista de ouro nos Jogos de 1952, em Helsinque (Finlândia), e de 1956, em Melbourne (Austrália), no salto triplo deve ser instalada no Centro Esportivo Tietê, em São Paulo, em dezembro desse ano. Nesse local funcionava o Clube Tietê, no qual Adhemar alcançou o primeiro dos cinco recordes mundiais da carreira. Em três de dezembro de 1950, o ex-atleta saltou 16 metros cravados (igualando a distância saltada pelo japonês Naoto Tajima).

“Na última reunião presencial da World Athletics, em março, recebi a incumbência de trazer a placa, que já estava pronta. Ela está comigo na minha residência em Manaus. A ideia era instalá-la em março mesmo, após as Assembleias da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) e da Consuldatle, mas a pandemia da covid-19 acabou mudando tudo. E agora nosso plano é formalizar a homenagem no final desse ano”, explicou Helio Gesta.

Além de Patrimônio Mundial da World Athletics, o triplista será consagrado esse ano ao entrar no Hall da Fama do COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Atletas históricos como Jesse Owens, Emil Zatopk, Paavo Nurmi, Fanny Blankers-Koen e Abebe Bikila, e competições como a Maratona de Boston, Penn Relays e o Memorial Van Damme, já integram a lista de condecorados pela entidade máxima do atletismo.

Técnico alemão também é homenageado

O alemão Dietrich Gerner, técnico e grande orientador do bicampeão olímpico, também vai ser homenageado. Ele foi escolhido por ser considerado a “primeira lenda” entre os treinadores da América do Sul.

A tradicional Corrida Internacional de São Silvestre também será homenageada por sua importância histórica. A disputa, criada em 1925, chega a contar com 30 mil participantes e tem 15km de distância. O prêmio será entregue à Fundação Cásper Líbero, dona dos direitos do evento.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
publicidade

Esporte

Ceará e Fortaleza se enfrentam em semifinal da Copa do Nordeste

Publicado


.

A primeira semifinal da Copa do Nordeste terá nada menos que o Clássico-Rei. Ceará e Fortaleza garantiram classificação na tarde deste sábado em dois jogos disputados em Salvador (BA). No Barradão, o Tricolor de Aço derrotou o Sport, nos pênaltis, após o empate em 0 a 0 no tempo normal. No Estádio do Pituaçu, o Vozão segurou o Vitória mesmo com um homem a menos em boa parte do segundo tempo e venceu por 1 a 0.

No Barradão, Fortaleza e Sport encontraram muita dificuldade de criação e a partida praticamente não teve lance de perigo no primeiro tempo. Quem chegou mais perto do gol foi o Tricolor de Aço, aos 28 minutos. David recebeu cruzamento da esquerda e ajeitou para Wellington Paulista. O atacante Romarinho se antecipou ao camisa 9 e, desequilibrado, finalizou. Mesmo assim, a bola passou tirando tinta da trave direita do goleiro Maílson.

O segundo tempo começou com o Sport dominando totalmente as ações. Logo aos três minutos, Hernane quase fez um golaço. Ele recebeu a bola no meio de campo, viu o goleiro adiantado e tentou fazer de cobertura. Felipe Alves conseguiu se recuperar e voou para evitar o gol.

O Rubro-Negro continuou melhor até os 35 minutos, quando o Fortaleza passou a trocar mais passes e avançou com qualidade na área adversária. O time de Rogério Ceni quase chegou ao gol da vitória aos 37 minutos. Após cobrança de escanteio pela direita de Juninho, Romarinho dominou e chutou forte. A bola passou muito perto do travessão. Aos 39 minutos, mais uma chance do Fortaleza. Felipe arriscou de perna direita, rasteiro, de longe, e quase marcou.

Apesar do esforço, ninguém conseguiu abrir o placar e a definição do semifinalista foi para a disputa de pênaltis . O Sport perdeu suas duas primeiras cobranças. Na primeira, Felipe Alves defendeu o chute de Leonardo Barcia. Depois, Patric isolou a bola, jogando por cima do gol. O Fortaleza converteu todos os pênaltis e venceu a disputa por 4 a 1.

Ceará segura Vitória

No Estádio do Pituaçu, Ceará e Vitória fizeram a outra partida das quartas-de-final da tarde deste sábado (25). Apesar de poucas chances, o Vozão foi melhor no primeiro tempo e acertou a trave adversária em um chute de Eduardo, aos 39 minutos. Cinco minutos depois, Vina arriscou e a bola desviou na mão de Thiago Carleto. Pênalti para o Ceará que o próprio Vina cobrou para abrir o placar.

Na segunda etapa, o Rubro-Negro partiu para o ataque tentando o empate, mas o Ceará não tinha muitos problemas para conter as investidas. Aos 15 minutos, o panorama mudou. Caicedo recebeu a bola em profundidade e foi derrubado por Luiz Otávio na entrada da área. O zagueiro do Vozão recebeu cartão vermelho. Na cobrança de falta, Carleto chutou com força obrigando Fernando Prass a fazer grande defesa.

Apesar da superioridade numérica, o Vitória não chegou com perigo. Aos 44 minutos, o Rubro-Negro também perdeu um jogador. Gerson Magrão recebeu cartão vermelho por falta em Jacaré. No minuto seguinte, Mateusinho finalizou com força de fora da área e Fernando Prass salvou o Ceará. Foi o último suspiro do Vitória. O Vozão segurou o resultado até o fim e garantiu vaga na semifinal para enfrentar o Fortaleza.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana