conecte-se conosco


Polícia

Agente penitenciário se suicida após matar namorada com tiro acidental

O agente penitenciário Francisco Moacir Nunes Junior, de 37 anos, matou com um tiro a namorada Iara Coelho da Silva, de 30, durante uma briga do casal, em Sorocaba, na noite de sábado (23). De acordo informações da Polícia Militar, Moacir Nunes colocou o corpo de Iara no carro e viajou até a casa dos […]

Publicados

em

O agente penitenciário Francisco Moacir Nunes Junior, de 37 anos, matou com um tiro a namorada Iara Coelho da Silva, de 30, durante uma briga do casal, em Sorocaba, na noite de sábado (23).

De acordo informações da Polícia Militar, Moacir Nunes colocou o corpo de Iara no carro e viajou até a casa dos seus pais, em Itapetininga, a 65 km de distância, onde se matou.

A irmã informou que ele estava nervoso, contou que brigou com a namorada, e que a arma havia disparado acidentalmente e atingido Iara.

Depois, o agente penitenciário disse que amava todos e pediu perdão aos familiares. Vendo que ele estava nervoso, a mãe não o deixou sair pelo portão, mas ele pulou o muro. Em seguida, a família ouviu o disparo.

Segundo o portal Uol, o casal estava junto havia mais de um ano e morava na zona leste de Sorocaba. Francisco Junior trabalhava como agente penitenciário em Mairinque, cidade vizinha.

Conforme relatou aos familiares, a namorada havia encontrado mensagens de outra mulher em seu celular e ele saíra de casa, mas voltou para pegar seus pertences. Os dois discutiram e ela teria tentado tirar o revólver de sua mão, quando houve o disparo.

Comentários Facebook
Propaganda

Polícia

Estelionatário da Bahia é detido na Serra após monitoramento do Cerco Inteligente do Governo do Estado

Publicados

em

Por

A Polícia Civil do Espírito Santo, por meio da Superintendência Interestadual e de Captura (Supic), prendeu, na última segunda-feira (20), um homem de 45 anos, que tinha um mandado de prisão em aberto pelo crime de estelionato, cometido em Itamaraju, na Bahia. A prisão ocorreu no bairro Nova Almeida, na Serra, e foi coordenada pelo chefe da Supic, delegado Júlio César. O monitoramento dos locais para onde o suspeito se dirigia só foi possível por conta do Programa Cerco Inteligente, do Governo do Estado.

De início, a análise dos dados foi feita através de uma placa de veículo. Com essa informação em mãos, a Gerência de Inteligência (Gint) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo (Sesp) passou a monitorar as passagens do automóvel durante alguns locais e horários, levantando informações sobre sua atividade. Com isso, foi repassada a informação de um ponto de bloqueio onde seria possível deter o infrator e cumprir o mandado de prisão.

Após o recebimento dos dados, equipes da Superintendência Interestadual e de Captura (Supic) se posicionaram no ponto indicado. Ao avistar o carro do suspeito, que se aproximava de uma revenda de veículos, as equipes policiais se dirigiram até o acusado e lhe deram voz de prisão.

O homem foi levado até a 3ª Delegacia Regional de Serra, onde foram realizados os procedimentos de praxe e, posteriormente, o acusado foi conduzido até o Centro de Triagem de Viana (CTV), onde permanecerá à disposição da Justiça. A necessidade de recambiamento de presos é uma decisão judicial.

Dados aliados à Segurança Pública

O monitoramento dos locais para onde o suspeito se dirigia só foi possível por conta do Programa Cerco Inteligente, um sistema integrado de monitoramento e combate aos crimes de trânsito, ambientais, fiscais e de segurança pública. Com equipamentos de alta tecnologia que geram informações em tempo real, o Cerco Inteligente é mais uma ação do Governo do Estado, por meio do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, idealizado para garantir a segurança dos capixabas e evitar a evasão de recursos e fraudes fiscais.

O sistema consiste em captar, por meio dos equipamentos instalados nas rodovias, o peso total, por eixo e por roda, de veículos que trafegam no Estado, sem a necessidade de o veículo se deslocar da via, podendo trafegar a até 100 quilômetros por hora; a placa, por meio de uma câmera de leitura; e outras características do veículo – cor, marca, modelo, velocidade, adesivos e outras marcas –, por meio de uma câmera de contexto.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana