conecte-se conosco


Estado

Alerta de tempestades e chuvas intensas no ES continua até amanhã (23); veja quais cidades

Publicados

em

O Espírito Santo continua em alerta para tempestades. Os avisos dos institutos nacionais de Meteorologia (Inmet) e de Pesquisas Espaciais (Inpe) duram até a manhã desta terça-feira (22). De acordo com a Defesa Civil, quase 800 pessoas estão fora de casa por causa das chuvas que atingem o estado.

No Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o alerta de chuvas intensas vale para 75 municípios do estado. De acordo com o aviso, que vale até esta terça, o volume de chuvas pode chegar a até 100 milímetros por dia e os ventos a 100 km/h. Há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Já o alerta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) é valido para 36 municípios do estado. A previsão é de pancadas de chuva fortes, acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de vento pontuais.

Cidades em alerta no Inmet:

  1. Alegre
  2. Alfredo Chaves
  3. Alto Rio Novo
  4. Anchieta
  5. Apiacá
  6. Aracruz
  7. Atilio Vivacqua
  8. Baixo Guandu
  9. Barra De São Francisco
  10. Boa Esperança
  11. Bom Jesus Do Norte
  12. Brejetuba
  13. Cachoeiro De Itapemirim
  14. Cariacica
  15. Castelo
  16. Colatina
  17. Conceição Da Barra
  18. Conceição Do Castelo
  19. Divino De São Lourenço
  20. Domingos Martins
  21. Dores Do Rio Preto
  22. Ecoporanga
  23. Fundão
  24. Governador Lindenberg
  25. Guarapari
  26. Guaçuí
  27. Ibatiba
  28. Ibiraçu
  29. Ibitirama
  30. Iconha
  31. Irupi
  32. Itaguaçu
  33. Itapemirim
  34. Itarana
  35. Iúna
  36. Jaguaré
  37. Jerônimo Monteiro
  38. João Neiva
  39. Laranja Da Terra
  40. Linhares
  41. Mantenópolis
  42. Marataízes
  43. Marechal Floriano
  44. Marilândia
  45. Mimoso Do Sul
  46. Muniz Freire
  47. Muqui
  48. Nova Venécia
  49. Pancas
  50. Pinheiros
  51. Piúma
  52. Ponto Belo
  53. Presidente Kennedy
  54. Rio Bananal
  55. Rio Novo Do Sul
  56. Santa Leopoldina
  57. Santa Maria De Jetibá
  58. Santa Teresa
  59. Serra
  60. Sooretama
  61. São Domingos Do Norte
  62. São Gabriel Da Palha
  63. São José Do Calçado
  64. São Mateus
  65. São Roque Do Canaã
  66. Vargem Alta
  67. Venda Nova Do Imigrante
  68. Viana
  69. Vila Pavão
  70. Vila Valério
  71. Vila Velha
  72. Vitória
  73. Água Doce Do Norte
  74. Águia Branca
  75. Afonso Cláudio

Veja os municípios em alerta no Inpe:

  1. Afonso Cláudio
  2. Alegre
  3. Alfredo Chaves
  4. Anchieta
  5. Apiacá
  6. Atilio Vivacqua
  7. Bom Jesus do Norte
  8. Brejetuba
  9. Cachoeiro de Itapemirim
  10. Castelo
  11. Conceição do Castelo
  12. Divino de São Lourenço
  13. Domingos Martins
  14. Dores do Rio Preto
  15. Guaçuí
  16. Ibatiba
  17. Ibitirama
  18. Iconha
  19. Irupi
  20. Itapemirim
  21. Itarana
  22. Iúna
  23. Jerônimo Monteiro
  24. Laranja da Terra
  25. Marataízes
  26. Marechal Floriano
  27. Mimoso do Sul
  28. Muniz Freire
  29. Muqui
  30. Piúma
  31. Presidente Kennedy
  32. Rio Novo do Sul
  33. Santa Maria de Jetibá
  34. São José do Calçado
  35. Vargem Alta
  36. Venda Nova do Imigrante

Fonte: G1

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Espírito Santo fecha mês de fevereiro com menor número de homicídios dos últimos 25 anos

Publicados

em


O Espírito Santo fechou o mês de fevereiro de 2021 com o menor número de homicídios desde 1996, início da contagem histórica no Estado. O resultado representa uma redução de 24% em relação ao mesmo período de 2020 e decréscimo de 12 mortes violentas, no comparativo com 2019, que era o menor já registrado anteriormente.

Ao todo, foram 82 assassinatos cometidos nos 28 dias do mês, sendo 32 na Região Metropolitana, 22 no norte, cinco no sul, 17 no noroeste e seis na região serrana. De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho, apesar do registro, não há o que se comemorar quando o assunto são mortes, mas cabe destacar o trabalho das forças de segurança no combate ao crime.

“Em janeiro tivemos muitos crimes ligados ao confronto do tráfico de drogas, cerca de 74%, e dentro da dinâmica do programa Estado Presente em Defesa da Vida, intensificamos o monitoramento nesses locais. Nossas polícias e Corpo de Bombeiros, com apoio das guardas municipais, realizaram diversas operações com objetivo de prender lideranças de organizações criminosas em diversas partes do Espírito Santo. Acreditamos que isso tenha grande influência nesse resultado e só posso agradecer ao intenso trabalho realizado pelos profissionais da Segurança Pública”, destacou Ramalho.

Com o fechamento do mês de fevereiro, o ano de 2021 apresenta, até o momento, 190 homicídios dolosos, contra 204 assassinatos em 2020, no mesmo período, também representando o melhor índice para o bimestre dos últimos 25 anos.

O secretário Alexandre Ramalho ainda disse ainda que, apesar do bom resultado na Região Metropolitana, ainda existe um grande trabalho pela frente no restante do Espírito Santo.

“A Grande Vitória demonstra estabilidade e buscamos, diariamente, sufocar a criminalidade para evitar os conflitos e, consequentemente, as mortes. No interior ainda temos um grande desafio, visto que há uma pulverização desses homicídios e por variados motivos. Desde o início do ano, a equipe de Governo envolvida no Estado Presente tem percorrido todas as regiões e ouvido as dificuldades e anseios dos gestores locais, com objetivo de elaborarmos um planejamento melhor e dar uma resposta à nossa sociedade”, enfatizou Ramalho.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, que atua como coordenador executivo do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, ressaltou que a violência letal é, há algum tempo, uma das principais preocupações da população brasileira. “Segundo pesquisa do Instituto Datafolha, 20% acreditam que é o maior problema do país, atrás apenas da Saúde (23%).”

Duboc explicou que, conectado com essa percepção social e com o propósito de salvar vidas, o governador do Estado, Renato Casagrande, implantou em 2011 o Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

“Alcançamos resultados importantes e o Espírito Santo deixou a vexatória posição de segundo estado mais violento do País para ficar na média nacional. Em 2020 registramos 11.103 homicídios, contra 2.034 em 2009. Portanto, o resultado de fevereiro de 2021, com redução de 24% em relação ao mesmo período do ano anterior, aponta que seguimos no caminho certo. Mas, o que precisa ficar claro é que a violência urbana é um fenômeno multicausal e que é preciso ter uma visão sistêmica do problema”, argumentou o secretário.

Segundo ele, a ampliação ao acesso descontrolado a armas e munições em curso no País é um obstáculo para que o Brasil siga reduzindo os indicadores de violência letal.

“A sociedade precisa despertar para discutir mecanismos de controle e rastreamento de armas e munições para reduzirmos os impactos da flexibilização. Prender homicidas, reduzir a impunidade e controlar os instrumentos do crime são medidas imprescindíveis para seguirmos no propósito de salvar vidas”, afirmou Duboc.

O diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves e membro do Fórum de Segurança Pública, Daniel Cerqueira, reforçou esse raciocínio e aponta a importância do uso de informações qualificadas para as tomadas de decisão.

“O Governo do Estado não tem poupado esforços para garantir a paz para os capixabas. São ações baseadas no conhecimento e em evidências científicas, além de medidas para aprimorar a capacidade de governança, bem como qualificar e integrar as informações. O resultado são operações policiais mais qualificadas e ações sociais para garantir melhores alternativas para a nossa juventude”, pontuou Cerqueira.

Mortes de mulheres

Em relação aos homicídios de mulheres os registros no bimestre também apresentam redução. No total, foram 15 casos, sendo que desses, quatro são feminicídios. Em 2020, haviam sido 18 vítimas de assassinato do sexo feminino, com cinco desses casos classificados como feminicídios.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesp
Victor Muniz
(27) 3636-1572 / 99284-3303
[email protected] 

Assessoria de Comunicação da SEP
Claudia Feliz
(27) 3636-4258 / 99507-4071
[email protected] 

Assessoria de Comunicação do IJSN
Eduardo Rabello
(27) 3636-8066 / 99892-5291
[email protected]
 

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana