conecte-se conosco

Cidades

Alunos fazem doação a assistidos no Centro Pop

Publicado

De: Secretaria de Assistência Social
Texto: Érico Miranda| Foto: Fabricio Lima
Criado: 08 de novembro de 2019

Quando feita com técnica e solidariedade, a Assistência Social torna-se mais do que eficaz. Nesta quinta-feira (7), um grupo de 34 alunos do Centro Educacional Adventista do Ibes não apenas conheceu mas também participou do trabalho realizado pela Prefeitura de Vila Velha no atendimento feito às pessoas em situação de rua.

Estudantes do 7º Ano do Ensino Fundamental doaram alimentos, calçados e vestuário aos assistidos pelo Centro Especializado para População em Situação de Rua de Vila Velha (Centro Pop), localizado no bairro Divino Espírito Santo.

“Nós acreditamos que a ação promovida pela escola é uma daquelas que precisa ser otimizada. É uma atuação conjunta entre o poder público e o segundo setor (uma instituição privada), dentro de uma unidade especializada no atendimento à população em situação de rua. A iniciativa dos alunos foi muito oportuna. A Prefeitura de Vila Velha trabalha para — além da alimentação e de outros materiais essenciais à promoção da autonomia deste público — que haja uma real mudança de realidade”, afirmou a secretária municipal de Assistência Social, Ana Cláudia Simões.

Leia mais:  Aulas canceladas em parte da Rede Municipal

A coordenadora pedagógica do Centro Educacional Adventista do Ibes, Simone Natali Finco, explica que a ação realizada pelos alunos tem origem em um trabalho de texto e de apresentação oral sobre as “pessoas invisíveis”.

“O projeto concebido pelos alunos trata sobre as ‘pessoas invisíveis’. Procuramos os moradores do Ibes, de porta em porta, para arrecadar o material doado ao Centro Pop. Não podemos ficar inertes diante dos problemas do próximo”, declarou Simone.

Atendimento

Localizado na Avenida Gonçalves Ledo, nº 16, no bairro Divino Espírito Santo, o Centro Pop é uma unidade da Prefeitura de Vila Velha, vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Atualmente, o aparelho público atende 65 pessoas em situação de rua, em média, diariamente, com alimentação, vestuário e encaminhamentos de saúde e jurídico aos assistidos.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Mural artístico Trilhos da História é inaugurado em Cachoeiro

Publicado

Na noite de quarta-feira (20), Cachoeiro de Itapemirim ganhou mais uma intervenção artística. Foi inaugurado o mural “Trilhos da História”, um painel com pinturas em homenagem a ícones cachoeirenses, que fica na Linha Vermelha, próximo ao Museu Ferroviário Domingos Lage, centro da cidade.

Na solenidade de inauguração, estiveram presentes diversas autoridades do município, representantes das artes e familiares de alguns dos homenageados. Além desses, Neném Doido, Dona Maria Laurinda e Zozô, figuras que ilustram o mural, também acompanharam a cerimônia, que contou com uma programação especial. Foram realizadas diversas apresentações musicais, instrumentais, de dança e de cultura popular e folclórica – roda de capoeira e Caxambu -, que exaltaram cada homenageado e encantaram o público.

Presente na inauguração, o prefeito Victor Coelho ressaltou a importância de mais uma ação artística em Cachoeiro. “É uma emoção muito grande. Cachoeiro continua sendo uma terra em que brotam artistas talentosos. Colorir nossa cidade com homenagens a esses ícones, com certeza, tem deixado nosso município mais belo e mais alegre. Nós sabemos do potencial de Cachoeiro de ser, cada vez mais, bonita. Começamos a demonstrar isso com as revitalizações dos canteiros e paisagismo, e, agora, com as pinturas e isso motiva a vermos nossa cidade mais cuidada e valorizada” completou.

“Este mural é mais ação de reconhecimento a nomes que fizeram e fazem Cachoeiro grande. E além de homenageá-los, podemos, ainda, investir na proposta de educação patrimonial e no sentimento de pertencimento, porque, acreditamos que os cachoeirenses e visitantes, quando virem essa arte maravilhosa, terão a curiosidade de querer saber, caso não saibam, quem foram essas pessoas e isso vai gerar mais amor e cuidado por nossa cidade e nossa história”, afirmou a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Leia mais:  Nevoeiro leva alunos a uma nova experiência no Parque da Fonte Grande

Formado por quatro telas e com, aproximadamente, 52 metros de extensão e 6 metros de altura, o mural recebeu intervenções dos artistas cachoeirenses Rudson Costa e Jeferson Braga Martins, além de Starley Bonfim Silva, de Vitória, que foram selecionados por meio do resultado do edital lançado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult).

Responsável por retratar a tela com os ícones Roberto Carlos, Sérgio Sampaio, Raul Sampaio Cocco, Luz Del Fuego, Carlos Imperial e Arnoldo Silva, Rudson Costa avaliou que, além do valor visual que a arte trará para a cidade, o mural servirá, também, para despertar interesse do cachoeirense pelo município. “O cidadão se sentirá empoderado, porque verá a quantidade de ícones que saíram daqui, para marcar o mundo, cada um a sua maneira. Além disso, é um grande fomento à arte do grafite, tendo, como tela, esses painéis ao ar livre, isso mostra a valorização da gestão com todos os tipos de arte”, salientou. É de Rudson, também, a arte que homenageia as personalidades folclóricas Maria Gasolina, Maria Fumaça, Moringueiro, Delicioso, Neném Doido, Geraldo e Agulha.

Leia mais:  Caminhada da Misericórdia: 24ª edição acontece domingo em Cachoeiro

“Esse painel é um diferencial para a cultura de Cachoeiro, como um dos maiores do estado. O mural veio somar em relação ao aspecto visual da cidade. Certamente, as novas gerações, ao verem essa arte, serão influenciadas a não somente conhecerem quem foram essas pessoas tão ilustres, mas, também, a desenvolverem habilidades artísticas. A arte, cultura e o turismo do nosso município ganham muito com isso”, declara Jeferson Braga Martins, artista que homenageou grandes nomes do cenário literário e cultural de Cachoeiro, como Jece Valadão, Levino Fanzeres, Rubem Braga, Newton Braga, Dedé Caiano e Evandro Moreira.

A terceira tela, composta por mestres da cultura popular, como João Inácio, Dona Canutinha, Dona Maria Laurinda, Dona Isolina, Mestre Salatiel e Mestre Volmir, foi criada por Starley Bonfim Silva. Além de tornar o painel mais uma atração para visitação, no corredor cultural formado pelo Museu Ferroviário, pela Casa de Cultura Roberto Carlos e pela centenária Ponte de Ferro, a intenção da Semcult é, também, valorizar e dar visibilidade ao trabalho dos artistas visuais contemporâneos do município.

Inauguração do painel contou com queima de fogos e cascata de luz

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana