conecte-se conosco


Destaque

Anchieta recebe R$ 8 milhões para construção de escola e revitalização da Orla de Castelhanos

Mais de R$ 8 milhões foram destinados ao município de Anchieta, na manhã desta segunda-feira (25), pelo governador do Estado, Renato Casagrande. O recurso será utilizado para obras de reurbanização da orla da Praia dos Castelhanos e a construção do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Tom e Jerry, no bairro Iriri. A assinatura dos […]

Publicados

em

Mais de R$ 8 milhões foram destinados ao município de Anchieta, na manhã desta segunda-feira (25), pelo governador do Estado, Renato Casagrande. O recurso será utilizado para obras de reurbanização da orla da Praia dos Castelhanos e a construção do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Tom e Jerry, no bairro Iriri. A assinatura dos convênios e da ordem de serviço contou com a presença de autoridades estaduais e locais.

Com as intervenções, a orla do bairro vai passar a contar com calçadão, ciclovia, drenagem e pavimentação, quiosques em forma de concha, banheiros, bancos, bicicletário, lixeiras e paisagismo. O valor do convênio é de R$ 6.494.840,80 e o pagamento será feito em parcelas. No local, já estão sendo executadas obras emergenciais para a contenção da erosão marítima, que também estão sendo executadas via convênio entre Governo e Prefeitura, no valor de R$ 2.736.365,13.

“A assinatura desse novo convênio é um investimento forte no turismo de Anchieta, que passa por dificuldades muito grandes com a redução de receita [desde a paralisação das atividades da mineradora Samarco]. O turismo é uma alternativa que pode ajudar a diminuir essa dependência econômica. São obras que nos dá segurança que essa região, além de beleza, terá mais receita econômica”, afirmou Casagrande.

O secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, explicou que, a partir de agora, a Prefeitura irá escolher a empresa responsável através de uma licitação, para depois ser dada a ordem de serviço para o início das obras. “A medida que o prefeito prestar contas, vamos repassar as parcelas”, afirmou Vicente. Ele reforçou ainda a importância das obras para moradores, comerciantes e turistas.

Educação

Durante a sua visita ao município, o governador participou da assinatura da ordem de serviço para construção da CMEI Tom e Jerry, que vai oferecer 240 vagas para as crianças da comunidade. “A creche vai dar mais segurança as crianças, que hoje estão estudando em uma pousada. Vai permitir uma melhor formação educacional logo no início da vida. Isso garante, de fato, oportunidade para o resto da vida”, comentou Casagrande.

O subsecretário de Administração e Finanças da Secretaria de Educação (Sedu), Josivaldo Barreto, explica que as obras de construção da unidade de ensino se darão por meio de um convênio entre Governo do Estado e Prefeitura no valor de R$ 1.543.352,20. Ao todo, serão erguidas 12 saldas de aula, numa área total de 1.280,93 metros quadrados. “É um investimento social e um trabalho educacional de extrema relevância, dando condições para que as crianças tenham acesso à escola”, destacou.

Participaram das solenidades, a vice-governadora Jacqueline Moraes; o prefeito de Anchieta, Fabrício Petri; o secretário-chefe da Casa Militar, coronel Aguiar; além de deputados estaduais; autoridades locais; professores; estudantes e moradores.

Comentários Facebook
Propaganda

Destaque

Mercado financeiro prevê queda de 1,96% na economia este ano

Publicados

em

Com a pandemia de covid-19, o mercado financeiro tem piorado a estimativa para a queda da economia este ano. A previsão de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – passou de 1,18% para 1,96%. Essa foi a nona redução consecutiva.

A  previsão para o crescimento do PIB em 2021 subiu de 2,50% para 2,70%. As previsões de expansão do PIB em 2022 e 2023 permanecem em 2,50%.

Dólar

A cotação do dólar deve fechar o ano em R$ 4,60, contra R$ 4,50 na semana passada. Para 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 4,47, contra R$ 4,40 da semana passada.

Inflação

As instituições financeiras consultadas pelo BC reduziram a previsão de inflação para 2020 pela quinta vez seguida. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 2,72% para 2,52%.

Para 2021, a estimativa de inflação segue em 3,50%, assim como para 2022 e 2023.

A projeção para 2020 está praticamente no limite inferior da meta que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, ou seja, o limite inferior é 2,50% e o superior, 5,50%. Para 2021, a meta é 3,75% e para 2022, 3,50%, também com intervalo de 1,5 ponto percentual em cada ano.

Selic

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 3,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic tenha mais uma redução e encerre 2020 em 3,25% ao ano a mesma previsão da semana passada.

Para o fim de 2021, a expectativa é que a taxa básica chegue a 4,50% ao ano. A previsão anterior era de 4,75% ao ano. Para o fim de 2022 e 2023, as instituições mantiveram a previsão em 6% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana