conecte-se conosco


Entretenimento

Andressa Urach conta ‘lavagem cerebral’ da Universal para conseguir doações

Publicados

em

 

 

source
Andressa Urach diz que está vivendo à base de calmantes e que só não se mata por causa do filho

Andressa Urach diz que está vivendo à base de calmantes e que só não se mata por causa do filho – Reprodução/Instagram

Enganada, usada, lesada e traída. Andressa Urach vem de uma família que há mais de 30 anos frequenta a igreja Universal e jamais pensou que fosse descer ao inferno justamente por querer dar o seu ‘tudo para Deus’. “

Existem períodos dentro da igreja, que se chamam Fogueira Santa. Neles, eles induzem as pessoas a darem tudo o que elas têm pra Deus, que você tem que dar mais para Deus do que para você. Que você tem que tirar o chão dos seus pés, que você tem que ficar na total dependência de Deus. Que você tem que dar o que você mais gosta, o que mais ama da parte financeira, para poder ajudar a obra de Deus”, relata a modelo e empresária em conversa exclusiva com a coluna.

Andressa revela ainda que não pensava em mais nada quando fazia as doações. Ela começou a abrir os olhos quando o dinheiro acabou, pois o tratamento passou a ser outro. “A partir do momento que secou o dinheiro e eu não tinha mais de onde tirar, eu fui excluída. Então, eu vi que eles não se preocupavam com alma nenhuma, só com o dinheiro. Se tivessem se preocupado com a minha alma, não teriam me sugado até o último centavo e me descartado como um lixo, porque foi assim que eu me senti”.

A modelo rompeu com a Universal em novembro passado e agora entrou na Justiça pedindo as doações de volta. “Eu quero ter condições financeiras de poder dar uma faculdade para meu filho, porque nem nisso eu pensei quando eu doei o meu tudo”.

Por que você decidiu processar a universal?

Porque eu vi que eu fui enganada, que eles não estão preocupados com a minha alma e que é muito difícil você conquistar as coisas. Passei por muita necessidade financeira nos últimos meses e vi que o que eles falavam não aconteceu, porque eles pregam muito dizendo que o altar não deve nada a ninguém.

E eu vi que eu fui enganada com tudo o que eles falavam. A única coisa que eu quero é Justiça. É ter condições financeiras de poder dar uma faculdade para o meu filho, porque nem nisso eu pensei. Não pensei em absolutamente nada. Eu queria dar meu tudo pra Deus e hoje eu vejo que Deus não quer nosso dinheiro e que dinheiro não tem nada a ver com Deus.

Acho que você cobrar, falar para as pessoas que é pra dar o seu tudo pra Deus é muito perigoso, porque muitas pessoas, dentro e fora do Brasil, devem estar lesadas como eu estou. Então eu acho que hoje eu represento muitas pessoas no Brasil e fora do Brasil, que talvez não tenham nem uma casa para morar, porque em amor a Deus deram seu tudo e hoje estão ainda no fundo do poço, como eu estive nesses últimos meses.

Você escolheu a dedo um advogado que já batalhou com a igreja na Justiça antes e ganhou? Ou estou errada?

Escolhi esse advogado porque ele mora aqui no Rio Grande do Sul, então é mais fácil da gente trabalhar. E também porque ele já ganhou causas na justiça contra a igreja. Então ele entende do assunto e é um advogado corajoso de enfrentar a igreja. Foi escolhido por desempenhar um ótimo trabalho como advogado.

Como eram feitas essas doações?

Essas doações mais expressivas eram feitas praticamente a cada seis meses. Existem períodos dentro da igreja, que se chamam Fogueira Santa. Nesse período, eles induzem as pessoas a darem tudo que elas têm pra Deus, que você tem que dar mais pra Deus do que para você.

Que você tem que tirar o chão dos seus pés, que você tem que ficar na total dependência de Deus. Que você tem que dar o que você mais gosta, o que mais ama da parte financeira para poder ajudar a obra de Deus. É isso que eles falam, que Jesus tem que voltar, então a igreja precisa dessas doações para crescer.

Dizem que o teu tudo pra Deus vai salvar muitas almas e eu acreditava nisso. Mas eu vi que quando meu dinheiro acabou, mudou totalmente o tratamento em relação a mim e eles não se preocuparam em nenhum momento com a minha alma, porque se tivessem se preocupado, não teriam me sugado até o último centavo e me descartado como um lixo, porque foi assim que eu me senti. Enquanto tinha muito dinheiro na conta eu era tratada de uma maneira e a partir do momento que secou o dinheiro e eu não tinha mais de onde tirar, eu fui excluída. Então eu vi que eles não se preocupavam com alma nenhuma, só com o dinheiro.

Você se sentiu enganada ou lesada?

Sim. Me senti muito enganada e lesada, porque eu vi que quando eu não tinha mais dinheiro algum, ninguém mais veio me ajudar, me orientar espiritualmente ou perguntar simplesmente se eu estava precisando de um gás para fazer comida pro meu filho. O meses de setembro a novembro foram os piores da minha vida nos últimos anos, porque eu me senti usada, traída, fiquei muito machucada. Eu não tinha condições financeiras nenhuma, porque até meu último salário eu tinha dado na igreja.

Eu já estava negativa no banco e eles nem aí, não estavam preocupados comigo, com meu filho ou com a minha alma, como eles sempre pregavam. Eu me senti um objeto.

Em que momento você percebeu que estava sem dinheiro, sem amparo e resolveu procurar um advogado?

Na verdade, eu estava cega todos esses anos. Eu acreditava muito no que eles falavam. Tinha esperança que eles pudessem me devolver uma parte das doações para que eu pudesse me virar. Eu fui demitida da Record antes do tempo, porque eu tinha contrato até março, e fui demitida com uma mão na frente e outra atrás porque eu assinei o contrato e não vi que não tinha multa rescisória.

Fora que eu tinha doado na última Fogueira Santa, meses atrás, todo o meu salário, o meu carro, porque eu tinha ainda um I30 blindado, e eu tinha doado. Então fiquei sem carro, tive que financiar outro, em 60 vezes de R$ 1 mil, porque eu tinha dado o meu tudo pra Deus. Já tinha ido mais de R$ 2 milhões em Fogueira Santa nos últimos dois anos e quando eu vi que eles me demitiram com uma mão na frente e outra atrás e me ignoraram, eu implorei para eles me devolverem pelo menos uma parte das doações pra que eu pudesse abrir uma pequena empresa e pudesse me sustentar. Eu não sabia nem por onde começar, porque a minha vida era a Igreja, foram seis anos dedicados à Igreja. Eu sonhava ser missionária, então quando me dei conta de que eu tinha sido sugada e depois passei a não ser mais útil para eles, eu me vi no fundo do poço sem o carinho, o amor e o amparo deles e, principalmente sem a preocupação com a minha alma, como tanto eles pregavam. Isso foi o que mais me machucou.

Conhece outras pessoas que foram lesadas pela igreja? >Existem muitas pessoas que foram lá para ouvir falar de Deus, para receber um conforto. Normalmente pessoas que estão sofrendo em desespero e acreditam que Deus vai fazer um milagre a partir do momento que elas deem o tudo delas pra Deus, só que eu vejo que Deus não é mágico, não faz cair dinheiro na cabeça da gente do nada. E eu vivi isso nos últimos meses. Deus não tem obrigação nenhuma de nos dar nada. Nós temos que trabalhar e correr atrás. São poucas as pessoas que realmente vão te ajudar no momento em que você mais precisa. Quais argumentos eram usados para te convencer a fazer essas doações para a igreja? Eles usam muito a palavra de Deus, alguns versículos isolados da Bíblia. Exemplo: Abraão deu Isaac, que era o próprio filho, para Deus e depois Deus devolveu o Isaac vivo para ele. Eles usam também algumas histórias da Bíblia para dizer que você tem que dar o tudo pra Deus, que tem que tirar o chão dos seus pais, que você tem que ficar na total dependência de Deus. São palavras que induzem a gente a realmente dar tudo pra Deus e, no fundo, nos traz um temor, porque é como se no fundo você não fizesse esse sacrifício pra Deus, era como se você não fosse digno pra Deus. Então você se sente sutilmente manipulado e induzido a ficar no zero, acreditando que Deus vai um dia, de alguma maneira, te restituir, nem que seja no céu. Mas sabendo que o altar não deve nada a ninguém e que ninguém vai te desamparar, na teoria.

Você se arrepende de ter entrado na Igreja Universal?

A minha família inteira frequenta a Igreja Universal há mais de 30 anos. Todas essas pessoas que estão lá dentro, na verdade, elas estão cegas, porque elas são movidas às pregações onde a gente é induzido a não frequentar outras igrejas. Então a gente acaba ficando muito preso, até com medo de ser rebelde, porque eles falam muito que Lúcifer foi rebelde.

Então você acaba tendo medo de sair da Igreja e virar Lúcifer. Eles usam muito a palavra dizendo que você vai ficar endemoniado, que você vai ficar sete vezes pior do que quando você chegou à Igreja. Existem pregações utilizando a Bíblia e o Velho Testamento, que faz com que você fique com medo até de não frequentar a igreja. Se eles estivessem preocupados com a minha alma, eles tinham me devolvido pelo menos uns R$ 100 mil desses R$ 2 milhões que eu doei para eu abrir uma empresa pra mim.

Acredita que você vem sendo alvo de algum tipo de perseguição por parte da igreja?

Já vi no Facebook de um pastor da igreja falando de mim e usando a minha imagem, porque eles costumam falar mal de todas as pessoas que saem da igreja. Falam mal de ex-pastores, de ex-esposas de pastores, de ex-obreiros. Falam muito mal de todos que saem, porque acham que só a Igreja Universal que vai levar à salvação.

Falam que os ex-pastores e ex-obreiros são caídos, então eu acredito que não seja só eu que eles falam mal e sim de todas as pessoas que um dia serviram à obra de Deus dentro da Universal e depois saiu. Para eles, a gente acaba sendo como Lúcifer, que foi rebelde, que não obedeceu, porque eles ensinam a gente a dizer amém para tudo. Eu represento muitas pessoas que passaram o que eu passei.

Quando você comunicou que deixaria a igreja e disse que queria seu dinheiro de volta, o que eles disseram? Qual foi a reação da igreja?

No início eles disseram que iriam me devolver pelo menos uma parte, porque eu expliquei que eu tinha dado toda a minha aplicação, porque eu tinha R$ 1 milhão aplicado e eu me sustentava com a renda desse dinheiro.

Quando eu expliquei que eu tinha doado tudo, mostrei todos os carros que doei: a Porsh, a Land Rover, tudo e a única coisa que faltou doar, e que não foi doada por pouco, foi a minha casa. Eu sonhava fazer a obra de Deus e eles falam que para você ser missionária ou pastor dentro da Igreja Universal você não pode ter nada no seu nome, só as suas roupas.

Então eu sonhava servir a Deus e tinha feito até exame de sangue para entrar na obra de Deus. Eu fazia aulas de missionária para futuramente servir a Deus. No início falaram que iam me devolver o dinheiro e chegaram a me chamar lá. Eu fui, mostrei todos os documentos e provas das doações. Eles iam me devolver, mas houve provavelmente uma conversa interna com os líderes da igreja e houve a decisão de não me devolver porque iriam abrir precedentes para outras pessoas pedirem de volta suas doações.

Me disseram que se talvez eu tivesse ficado quieta e não falado nada, talvez eles me devolvessem. Mas como eu acabei demonstrando a minha indignação na imprensa sobre o que estava acontecendo, eles não teriam como me devolver. Fiquei muito mal. Se não fosse meu marido pagar as contas e o meu amigo Cacau me emprestar dinheiro, eu certamente nem sei o que teria acontecido naquele ato de desespero que eu estava.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Paulo Gustavo completa um mês internado por Covid-19; entenda situação do ator

Publicados

em


source
Paulo Gustavo integrou produções no cinema, na TV e no teatro
Reprodução Instagram

Paulo Gustavo integrou produções no cinema, na TV e no teatro

O estado de saúde do ator  Paulo Gustavo continua crítico e ele segue intubado na UTI de um hospital na Zona Sul do Rio. Nesta terça-feira (13), faz um mês que o humorista foi internado em decorrência da COVID-19 . Durante este período, o quadro clínico do artista apresentou altos e baixos e ele foi submetido a diferentes tipos de tratamento.

Internação

A hospitalização de Paulo Gustavo foi divulgada por sua assessoria  de imprensa no dia 15 de março e pegou os fãs de surpresa. Dois dias antes, ele compartilhou uma mensagem de feliz aniversário para o marido nas redes sociais, sem mencionar qualquer problema de saúde. Seguindo orientação médica, ele procurou assistência para acompanhar a evolução de seu quadro clínico. Na ocasião, não foram divulgados maiores detalhes sobre o estado do ator. Nas redes sociais, seu marido, Thales Bretas , afirmou que o ator melhorava a cada dia e agradeceu a artistas e fãs pelas mensagens de carinho.

Intubação

No dia 21 de março, oito dias após sua internação, o ator foi intubado, por precaução, após sentir certa dificuldade para respirar. O objetivo foi evitar uma piora mais grave e tratar de forma mais segura a Covid-19. Nas redes sociais, Thales falou sobre o estado de saúde do marido e explicou que o procedimento era “mais um passo na cura da infecção pelo COVID-19”.

“Foi sedado e intubado para que a cura consiga se estabelecer nos seus pulmões sem cansá-lo tanto com a falta de ar que o incomodava. Estou calmo, confiante e tenho certeza de que será um passo importante pra melhora completa do nosso guerreiro!!! Ele que é jovem, saudável, sem comorbidades e supercuidadoso, está passando por isso”, disse o dermatologista.

Sinais de melhora

Paulo Gustavo e Thales Bretas
Reprodução Instagram

Paulo Gustavo e Thales Bretas

Quatro dias após ser intubado, no dia 25 de março, seu marido novamente se pronunciou sobre o estado de Paulo Gustavo , afirmando que o ator havia apresentado uma melhora. Na publicação, Thales conta que Paulo Gustavo estava respondendo bem ao respirador mecânico, e que a melhora era lenta, mas progressiva.

Em um boletim médico divulgado em 1de abril, a equipe afirmou que Paulo Gustavo seguia “tendo evolução favorável no tratamento contra o coronavírus”. Ainda de acordo com o boletim, o artista havia apresentado melhora evidente nas 48 horas anteriores, e a família agradeceu as mensagens de apoio:

”Nas últimas 48 horas, o paciente apresentou sinais mais evidentes de recuperação da função pulmonar, corroborados por uma tomografia computadorizada realizada hoje. A cada dia temos mais certeza da sua plena recuperação, cuja data ainda não é previsível”.

Agravamento do quadro

Apenas um dia após a nota divulgada sobre uma melhora no estado de saúde do comediante,  Thales Bretas anunciou que Paulo apresentou um agravamento do estado de saúde, foi submetido a uma terapia por ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea). De acordo com o boletim médico divulgado pela assessoria do ator, de 42 anos, ele ”chegou a apresentar sinais de melhora, mas devido ao agravamento do quadro clínico, teve que passar por reajustes terapêuticos”. Em entrevista ao EXTRA, o médico intensivista Victor Cravo explicou o que é esse tratamento:

— O ECMO é uma terapia feita através de uma máquina, que substitui a função de troca de oxigênio que o pulmão faz. Com isso, você consegue descansar o pulmão até ele poder ser exigido novamente e conseguir fazer essa troca. O paciente tem um sangue passando por uma máquina, que tem uma membrana, e essa membrana oferta o oxigênio e leva o gás carbônico, exatamente o que o pulmão faria — explica Cravo.

No mesmo dia, o  pai de Paulo Gustavo, Júlio Marcos, quebrou o silêncio falou sobre o estado de saúde do filho.

Você viu?

”Nesse momento em que todo o planeta está tão triste, precisamos alavancar e elevar nossa fé! Nosso amigo Paulo Gustavo, está enfrentando uma árdua e dolorosa luta! Por isso, nesse domingo de Páscoa, abençoado, vamos unir nossa fé, com muita força e energia, às 18 horas, um horário muito forte num dia muito especial! Cada um com sua fé, religião, crença, mas principalmente muita energia! ”, escreveu Júlio no Instagram.

Já no dia 3 de abril,  Thales Bretas postou uma foto ‘idoso’ com Paulo Gustavo, indicando que acreditava que os dois ainda irão envelhecer juntos.

“Eu falei que vamos ficar velhinhos juntos!!!”, afirmou ele na postagem, feita na noite de sábado, dia 3. “E assim que vamos comemorar nossas bodas de ouro! Tenho certeza!!! Essa fase vai passar!!! E nós vamos ter mais essa história de superação pra contar, juntos! Só nos fortalece”, disse Thales, que também fez um apelo aos fãs e pediu para que não acreditassem em fake news sobre uma suposta morte do marido.

Pleuroscopia e doação de sangue

Paulo Gustavo, ator e comediante
Reprodução Instagram

Paulo Gustavo, ator e comediante

No dia 3 de abril, Paulo Gustavo passou por uma pleuroscopia, procedimento que serve para a equipe médica ter uma melhor compreensão da situação dos pulmões do paciente. Nela, foi identificada uma fístula bronco-pleural, que impedia a adequada ventilação mecânica, tendo sido imediatamente corrigida.

Fístulas broncopleurais representam uma comunicação anormal entre os brônquios e a pleura, membrana que reveste os pulmões, o que ocasiona uma passagem de ar incorreta no organismo.

Em linguagem resumida, quando há a detecção de uma fístula bronco-pleural significa que foi identificado, no paciente, um vazamento de ar dos brônquios para a pleura, local no corpo onde não deve haver ar.

Nos dias 4 e 9 de abril, ele foi submetido à toracoscopia, procedimento para correção dos problemas apresentados. Neste intervalo de tempo, Paulo Gustavo precisou realizar transfusões de sangue e seu marido pediu aos fãs e amigos que ajudassem a abastecer os bancos de sangue com doações em nome do ator. Diversos famosos aderiram à campanha, como as atrizes Claudia Raia e Monique Alfradique .

Estado crítico

Déa Lúcia e Paulo Gustavo
Reprodução Instagram

Déa Lúcia e Paulo Gustavo

O último boletim médico sobre o estado de saúde de Paulo Gustavo foi divulgado no último domingo (11), e dizia que o quadro do ator havia piorado, indicando complicações pulmonares e hemorrágicas. Através das redes sociais, Thales Bretas afirmou que o caso de Paulo era muito difícil, mas que acredita na melhora do marido.

“O quadro clínico do meu amor está difícil, mas para ele nada é impossível, e nem pra Ele, nosso Deus, e essa dupla poderosa vai trazer ele de volta pra casa”.

Diante da situação grave do ator, artistas e fãs se uniram em uma corrente de oração por sua melhora. Tatá Werneck postou uma foto com o humorista, pedindo por sua recuperação: “Hoje é dia de Vitória! Hoje é dia de cura! Para o Paulo Gustavo. Para todos que precisam. Senhor, meu amor pelo senhor é tremendo! É inabalável! Paulo com os filhos no colo, em sua casa, com sua mãe, sua irmã, seu marido, sua amiga fiel e todos nós vibrando sua vitória e seu milagre! Esse é meu final de copa do mundo! Está chegando esse dia”, compartilhou a atriz.

Além dela, outros artistas como Marcos Veras, Ingrid Guimarães, Maria Flor, Leandro Hassum e Débora Nascimento se manifestaram na postagem em prol da superação do ator.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana