conecte-se conosco

Nacional

Antecipação de feriados incentiva aglomerações, diz Janaina Paschoal

Publicado


source
a deputada estadual janaína paschoal
Sérgio Galdino

“Depois que ouvi o desespero do pessoal da Baixada, eu caí na real”, diz Janaína Paschoal sobre antecipação de feriados


Hoje, 22, a deputada Janaina Paschoal (PSL) afirmou não estar de acordo com o  adiantamento do feriado de 9 de julho  em São Paulo, apesar de, inicialmente, ter se manifestado a favor. Para ela, a antecipação de feriados é “incompatível” com a finalidade de incentivar que pessoas fiquem em casa.

Ela explicou que viu a medida de outra forma após diálogos com deputados de cidades do interior e do litoral paulista. “Depois que ouvi o desespero do pessoal da Baixada com essa chegada em massa de turistas, eu realmente caí na real. Se a finalidade é o isolamento, fazer um feriado de seis dias é incompatível com essa finalidade”, afirmou.

Janaina justificou que não vê um megaferiado como a melhor maneira de incitar a população a fazer isolamento social , mas de incentivá-lo.

A deputada estadual comparou a medida com a tentativa de  novas regras de rodízios de carros implementadas pelo prefeito, Bruno Covas (PSDB). “O tal rodízio jogou as pessoas no transporte público e favoreceu a aglomeração”, disse.

Janaina relembrou que foi vítima do Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus, e afirma ter “sofrido muito” e que quase chegou a falecer. Ela afirmou que entende preocupação de gestores, mas se preocupa com “falta de planejamento” e “divulgações em cima da hora”.

A deputada também deu sua opinião sobre a implementação de lockdown na capital paulista. Ela diz que não acredita que seja o caso, já que a ocupação das UTIs se mantiveram muito abaixo dos 90%, apesar de reconhecer que esse número chegou a 92% em um dia.

Leia também: Resposta sobre lockdown em SP sai na quarta, diz Covas

“O Ministério da Saúde anunciou novos leitos, o governador [João Doria, do PSDB] está contratando, imagino que a peso de ouro, leitos no sistema privado. Não me parece justificável instituir um lockdown aqui, pelo menos não agora”, disse.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Em meio a atrasos com dados, site do Ministério da Saúde fica fora do ar

Publicado

 

 

O site do Ministério da Saúde ficou fora do ar na noite da última sexta-feira (05), no endereço onde os dados de caso e óbitos ocnfirmados da Covid-19 é divulgado. Durante um longo tempo, o endereço ficou com a mensagem: “Site em manutenção”. A medida acontece após pronunciamento de Bolsonado, exigindo reformulações na forma como são divulgados os dados.

Leia também: Covid-19: Pelo 4º dia consecutivo, Brasil registra mais de mil mortes em 24h

Ministério da Saúde
Reprodução

Site do Ministério da Saúde ficou fora do ar

Nos últimos dias, o Ministério da Saúde começou a atrasar a divulgação dos dados diários sobre o coronavírus no Brasil. Na sexta, Bolsonaro confirmou que os atrasos partiram dele. “Ninguém tem de correr para atender a Globo”, afirmou.

Leia também: Por que a OMS agora recomenda uso de máscara em público contra covid-19?

Os dados de casos e óbtos eram atualizados às 19h, mas desde o último dia 3, passou a ser divulgado por volta das 22h, quando o “Jornal Nacional” já estava encerrado. “Acabou matéria no Jornal Nacional”, havia dito Bolsonaro ao destacar os atrasos. O Ministério da Saúde, por sua vez, negou que os dados estavam sendo retidos propositalmente, mas não comentou sobre a suspensão dos serviços do site até então utilizado.

Na noite de sexta, a Globo interrompeu a novela para fazer plantão e anunciar as 1.005 mortes por coronavírus no Brasil nas últimas 24h.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana