conecte-se conosco

Ciência e Tecnologia

Apple TV+ se junta a Netflix, Amazon e Disney em grupo antipirataria

Publicado


source

Olhar Digital

Apple
Unsplash/zhang kaiyv

Apple se une a outros serviços de streaming

O serviço de vídeo por streaming Apple TV+ se une ao grupo antipirataria Alliance for Creativity Entertainment (ACE, na sigla em inglês). A Apple entra como membro do corpo diretivo e se junta aos serviços de empresas como Amazon , Netflix , NBCUniversal, Paramount, Disney , BBC, Grupo Globo, Sony Pictures e Warner Bros.

A aliança criada em 2017 começou com pelo menos 30 empresas globais de entretenimento. A iniciativa visa reunir recursos para combater o aumento de serviços ilegais de streaming e provedores não licenciados. A ideia é reunir os principais nomes do mercado para que, juntos, possam combater a pirataria na internet.

A ACE deu boas-vindas ao Apple TV+ como o “mais novo membro que fará parte de seu conselho administrativo”. “A adição do serviço de streaming da Apple fortalece ainda mais a abordagem coletiva da ACE para combater um ecossistema de pirataria que prejudica os criadores”, cita em comunicado.

O corpo diretivo da coalizão é composto pelas empresas que participam desde o início da fundação. A Apple, com o seu serviço Apple TV+ , é a primeira a ocupar um cargo do tipo que entrou depois. Inicialmente, o plano era incluir apenas nove membros nessas posições. A Apple, então, é a nona nomeação – a ACE não informou se mais membros poderão ser acrescentados no futuro.

O que fará a Apple na ACE?

De acordo com um documento obtido pelo site TorrentFreak por uma fonte interna do grupo, os membros de fundação devem se reunir ao menos quatro vezes por ano. Cada empresa precisa nomear um executivo sênior como representante, embora o Apple TV+ não tenha divulgado qual foi o nome escolhido.

Agora que faz parte da ACE, a Apple poderá participar de votações de iniciativas e políticas públicas, estratégias antipirataria, questões orçamentárias, aprovação de novos membros e outros. Ainda no documento, é citado que cada membro do corpo diretivo deve contribuir com US$ 5 milhões por ano.

O Apple TV+ foi lançado em novembro de 2019, depois da criação da coalizão. O serviço está disponível no Brasil por R$ 9,90 mensais.

Ainda sobre pirataria de conteúdo, gravadoras e distribuidoras de música entraram com um pedido de liminar contra a Apple por causa de aplicativos que permitem piratear músicas e estão disponíveis na App Store. Esse caso aconteceu na Rússia e, de acordo com a lei local, exige que a companhia remova os apps da loja.

Comentários Facebook
publicidade

Ciência e Tecnologia

WhatsApp libera papéis de parede diferentes para cada conversa

Publicado

 

 

source

Tecnoblog

undefined

WhatsApp libera papéis de parede diferentes para cada conversa – Foto:Bruno Gall De Blasi

O WhatsApp recebeu melhorias nas opções de papéis de parede e nos stickers. O mensageiro anunciou, nesta terça-feira (1), a busca por figurinhas, configurações para escolher planos de fundo diferentes para cada conversa e mais. As novidades estarão disponíveis aos usuários do aplicativo de mensagens a partir dessa semana.

WhatsApp tem novidades em planos de fundo e stickers

As novidades anunciadas nesta semana levam à versão final do mensageiro recursos antes disponíveis somente no WhatsApp Beta. É o caso dos ajustes de papéis de parede, que agora permitem a escolha de wallpapers específicos para conversas diferentes, sejam elas individuais ou em grupo, para conferir uma identidade visual própria ao chat.

A seleção de planos de fundo com cores sólidas também recebeu melhorias. Agora, os desenhos do papel de parede padrão do mensageiro, conhecidos como WhatsApp Doodles, podem ser levados a outras tonalidades através das definições do mensageiro, caso o usuário queira personalizar ainda mais suas conversas.

A busca por stickers ficou mais fácil. Assim como na versão beta, o usuário poderá localizar as figurinhas tanto por categorias quanto por pesquisa de texto ou com emojis. O mensageiro também anunciou os stickers animados Together at Home (“Juntos em Casa”, em tradução livre), da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Com informações: Engadget e TechCrunch

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana