conecte-se conosco


Cidades

Aquidaban e Independência recebem próximas barreiras sanitárias

Publicados

em


.
O trabalho será realizado, de segunda (3) a sexta (7), das 8h às 11h
Foto: Márcia Leal/PMCI

Na próxima semana, a Prefeitura de Cachoeiro realizará barreiras sanitárias e educativas de combate da Covid-19 nos bairros Aquidaban e Independência.

O trabalho será realizado, de segunda (3) a sexta (7), das 8h às 11h, no entroncamento da rua Purus com a avenida Jeremias Sandoval, no bairro Aquidaban, e na avenida Monte Castelo, no Independência.

A ação conta com aferição de temperatura dos condutores e passageiros, para identificar pessoas com febre, um dos sintomas da doença, além de orientar sobre prevenção e tratamento da Covid-19 e entregar materiais informativos e de higiene.

Nesta semana, as barreiras sanitárias realizadas nos bairros Novo Parque e Gilberto Machado abordaram 3137 pessoas. No primeiro ponto, foram 2138, em 1688 veículos, e apenas uma apresentou sintoma, sendo orientada a procurar os serviços de saúde. Já no segundo local, foram 999 pessoas, em 785 veículos. Nenhuma apresentou sintoma.

Guardas-civis municipais, agentes de trânsito e servidores das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico (Semdec), Esporte e Lazer (Semes), Defesa Civil e estudantes do curso técnico de enfermagem do Centro Educacional atuam no trabalho.

O coordenador do Sistema de Comando em Operações (SCO) da Prefeitura, Ruy Guedes, explica que o intuito é levar as barreiras para os bairros que estão com maiores índices de contaminados pelo coronavírus. “É uma ação de prevenção de extrema importância, para alertar que a população deve manter o autocuidado”, afirma.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

PCES lança projeto ‘Homem que é Homem’ em Castelo

Publicados

em

 

A Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher, lançou, na manhã dessa terça-feira (23), o projeto ‘Homem que é Homem’, no município de Castelo, sendo a 13ª cidade a ser contemplada com esta ação.  O projeto visa a contribuir para a redução da violência contra a mulher no Estado, atuando numa perspectiva preventiva (socioeducativa).

A solenidade aconteceu no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Castelo e foi mediada pela coordenadora do projeto, delegada Natalia Tenório Sampaio, que destacou a importância do projeto.

“Nestes grupos reflexivos, homens autores de violência são levados a refletir sobre as relações de gênero, formas pacíficas de lidar com os conflitos, identificação e reflexão a respeito das violências vivenciadas nas suas relações, bem como aspectos relativos à relação familiar, propondo a estes homens, nas dinâmicas propostas nos grupos, pensar o espaço subjetivo ocupado na família como um lugar democrático de convivência”, conta.

O município de Castelo foi a 13ª cidade a ser contemplada com esta ação.  O projeto vem sendo desenvolvido nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Linhares, Marataízes, Aracruz, Colatina, Guarapari, Viana, Montanha, São Gabriel da Palha. As cidades de Cachoeiro do Itapemirim e São Mateus já concluíram todo o trâmite para a execução do projeto em seus territórios e estão organizando as datas para o lançamento.

Para a chefe da Divisão Especializada da Mulher, delegada Claudia Dematté, a Divisão tem feito um papel importante no combate a violência doméstica e familiar contra a mulher, enviando todos os esforços para combater este tipo de violência, de maneira integral e efetiva.

“A Polícia Civil do Estado, por meio da Divisão, têm realizado todos os esforços para combater a violência doméstica contra a mulher. Para além do enfrentamento, numa maneira preventiva, mantém-se firme na necessidade de reprimir, a exemplo da realização rotineira, das ‘Operações Marias’”, destaca a delegada Claudia Dematté .

Autoridades

Também estiveram presentes na solenidade: Superintendente de Polícia Regional Sul, delegado Faustino Antunes Simões Filho, titular de Castelo; delegado Marcelo Meurer Ramos, titular da 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim; delegado Rômulo Carvalho Neto, Gerente do projeto ‘Homem que é Homem’ da PCES; Gerente de proteção à mulher da Sesp, delegada Michelle Meira Costa; investigadora Renata Duarte Lima Marchini, Psicóloga da PCES e do projeto, Marcella demoner Borges Coutinho Rohr.

Do município de Castelo, as autoridades presentes foram: prefeito de Castelo, João Paulo Silva Nali; juíza de direito da 2ª vara da comarca de Castelo; Valquíria Tavares Mattos, promotor de Justiça de Castelo, Zenaldo Baptista de Souza; comandante do 1º pelotão da 3ª CIA de Polícia Militar de Castelo; capitão Alex Paneto, procurador geral do município de Castelo; Ademir da Silva Júnior, secretária municipal de assistência social, Cristiane Soares Ferreira; técnicas que irão executar o projeto em Castelo, psicóloga Eliane Maria Pizol Colodete e assistente social Fernanda Buen.

O projeto

Lançado em 2015 e idealizado por psicólogas e assistentes sociais da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), o Projeto ‘Homem que é Homem’ foi elaborado com a finalidade de contribuir para a redução da violência contra a mulher no Estado, atuando numa perspectiva preventiva (sócio educativa). Tendo em vista os excelentes resultados atingidos, a partir do ano de 2017 a Polícia Civil do Espírito Santo passou a expandi-lo para municípios do interior do Estado, após estabelecer parcerias com as prefeituras municipais interessadas em executar o projeto em seus territórios.

A partir do ano de 2019, o Projeto foi inserido no eixo de proteção social do Programa Estado Presente em Defesa da Vida , fazendo com que o projeto fosse para os municípios do interior,  com o objetivo de reduzir a violência, garantindo a redução de vulnerabilidades e promoção de cidadania a todo Estado, em que pese a priorização de alguns territórios.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana