conecte-se conosco


Estado

Atendimentos via App Procon-ES cresceram 159% em 2020

Publicados

em

 

A internet tem facilitado o acesso do consumidor aos seus direitos e o atendimento on-line, que já é uma tendência, continua crescendo, principalmente em tempos de pandemia. Em 2020, as demandas recebidas via App Procon-ES cresceram 159%, se comparado ao mesmo período de 2019, totalizando 5.618 atendimentos realizados pelo aplicativo, com índice de solução de 65%.

Em 2019, foram concluídas 2.162 demandas. As principais queixas estão relacionadas a compras pela internet, seguros, vendas casadas (inclusão de seguro em vendas sem a autorização do consumidor), empréstimos e companhias aéreas.

O diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, informou que, por meio do aplicativo, disponível para Android, é possível tirar dúvidas, registrar denúncias e reclamações de qualquer lugar e a qualquer hora. O aplicativo permite que o consumidor envie fotos que comprovem a denúncia e dos seus documentos pessoais para a abertura da reclamação.

“Os consumidores, moradores da Região Metropolitana da Grande Vitória, são os que mais utilizam o aplicativo. Essa é uma excelente ferramenta para que consumidores moradores de outras regiões do Estado, principalmente dos municípios onde não tem uma unidade do Procon resolvam os seus problemas de consumo sem precisar se deslocar”, ressaltou Athayde.

Como usar o App Procon-ES

O App está disponível na plataforma Android e o uso da ferramenta é bastante simples. Ao acessá-la, o usuário visualiza uma mensagem informando que as demandas são respondidas em até 72 horas úteis pela equipe Procon-ES.

Na tela, é preciso clicar em “Acessar” para iniciar a inserção dos dados. Em seguida, deve-se preencher as informações cadastrais (nome, CPF, RG, data de nascimento, telefone, e-mail, endereço, cidade, entre outras).

Posteriormente, é preciso inserir o assunto da demanda (alimentos, financeiro, habitação, produtos, saúde, serviços essenciais e serviços privados). Após essa etapa, é necessário relatar o fato e clicar em enviar. Para a abertura da reclamação, é importante enviar fotos dos documentos pessoais, como RG, CPF e documentos que comprovem a relação de consumo, como nota fiscal, ordem de serviço, faturas, boletos, contrato etc., para a notificação do fornecedor.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Governo do ES divulga 46º Mapa de Risco da Covid-19; apenas Piúma em Risco Alto

Publicados

em

 

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (26), o 46º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência a partir desta segunda-feira (01) até o próximo domingo (07). Dos 78 municípios capixabas, 41 estão classificados em Risco Baixo e 36 estão em Risco Moderado. Somente o município de Piúma está classificado como Risco Alto.

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Piúma

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Águia Branca, Anchieta, Aracruz, Baixo Guandu, Boa Esperança, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Domingos Martins, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Iconha, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Linhares, Marilândia, Pedro Canário, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, Vargem Alta, Viana, Vila Pavão, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO BAIXO: Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Apiacá, Atílio Vivácqua, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibitirama, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Jaguaré, Laranja da Terra, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pinheiros, Ponto Belo, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, São Roque do Canaã, Serra. Sooretama e Venda Nova do Imigrante.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana