conecte-se conosco

Estado

Aulas presenciais nas escolas da Rede Pública Estadual retornam nesta terça-feira (13)

Publicado


As aulas presenciais das escolas da Rede Estadual retornaram nesta terça-feira (13), seguindo todo o protocolo que a Portaria Conjunta Sesa/Sedu traz, como uso de álcool em gel, uso de máscaras, aferição de temperatura, sinalização de distanciamento dentro das escolas, organização dentro das salas de aulas com nova disposição das carteiras, dentre outras medidas. As aulas retornam por etapa, começando pelo Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Profissional, seguido pelo Fundamental 2 e, por último, Fundamental 1, com intervalo de 15 dias entre uma etapa e outra, após a data de retorno de cada etapa, em regime de revezamento.

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, visitou, na manhã desta terça-feira, três unidades de Ensino na Região Metropolitana, para conversar com alunos e professores. Ele esteve na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Major Alfredo Pedro Rabayolli, em Vitória; e nas escolas de Cariacica EEEFM Ary Parreiras e EEEFM Hunney Everest Piovesan.

“Estamos preparados para receber nossos alunos. Neste primeiro momento, 314 escolas da Rede Estadual estão habilitadas a retornarem com as aulas presenciais, incluindo escolas de Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional. Com base nos Termos de Manifestação de Interesse, assinado pelos pais, estima-se que cerca de 25% dos alunos retornaram, nesta terça-feira (13), para as aulas presenciais”,  afirmou o secretário.

Coube às famílias fazer a escolha quanto à presença ou não de seus filhos na escola. Uma das estudantes que optou em retornar foi Edjane Moreira Oliveira, da 3ª série do Ensino Médio, da Escola Ary Parreiras. “Eu decidi voltar porque eu vi que a escola está muito bem organizada, com o fornecimento de máscaras e todas as demais medidas em combate ao vírus. Em casa é um pouco mais difícil de focar nos estudos e aqui eu consigo aprender mais”, disse a aluna. 

Medidas sanitárias

Com investimento superior a R$ 12 milhões, o Governo do Estado sinalizou os ambientes escolares e colocou à disposição de alunos e profissionais o material de higiene necessário, como álcool em gel, sabonetes, máscaras e equipamentos para uso de álcool em gel. O retorno das aulas presenciais também conta com monitoramento rigoroso das medidas sanitárias adotadas.

Outra medida adotada é a realização do inquérito sorológico com profissionais e alunos da Rede. Serão coletadas pela Secretaria da Saúde (Sesa) amostras da comunidade escolar capixaba durante o inquérito. Também será realizado o Censo Sorológico, em que serão convidados todos os trabalhadores da Rede Estadual de Educação para trazer um mapeamento de 100% dos profissionais. Na escola, alunos e profissionais terão a temperatura aferida todos os dias na entrada para as aulas presenciais. 

Continuidade das atividades remotas

O Programa EscoLAR seguirá complementando as aulas presenciais e preenchendo o tempo da semana em que não terá aula presencial, com aulas remotas. As Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs) permitiram os estudos de forma remota, por meio da transmissão de conteúdos em TV aberta, da utilização da plataforma Google Sala de Aula e do aplicativo do programa cujo acesso contou com o pacote de dados fornecido pelo Governo do Estado.

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação da Sedu
Mirela Marcarini / Geiza Ardiçon / Soraia Camata
(27) 3636-7705 / 7706/ 7707/ 7888 / 99956-2479 / 99802-9043
[email protected] / [email protected][email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Delegado de Polícia: aquele que zela pela legalidade e pela justiça

Publicado


O dia a dia de um delegado de Polícia não pode ser considerado, necessariamente, uma rotina. Os homens e mulheres que ocupam esta função, na Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), são os responsáveis por gerenciar equipes, apurar e investigar fatos, identificar autores, coletar provas, realizar operações policiais e elucidar crimes, dedicando-se à profissão com afinco e desejo de justiça.

Para homenagear esses profissionais – não só no Espírito Santo, como em todo o Brasil – o dia três de dezembro foi instituído como o Dia do Delegado de Polícia. No Espírito Santo, 248 servidores públicos carregam o distintivo vermelho que identifica a categoria. São 197 homens e 44 mulheres desempenhando esta importante função.

Entre eles, está Alan de Andrade, o delegado mais jovem do Estado e um dos mais novos do Brasil. Aos 30 anos, completados em novembro, ele atua como adjunto na Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha.

“Atuar como Delegado de Polícia Civil é uma honra, mas também uma grande responsabilidade. Cabe ao Delegado de Polícia, na maioria das ocorrências policiais, ser o primeiro a se debruçar sobre os fatos e analisá-los e, em muitas vezes, ainda no calor do evento. Deve o profissional aplicar o regramento legal vigente, mas nunca esquecer o social, tanto no que tange às vítimas, testemunhas e familiares quanto àqueles que são apresentados como possíveis transgressores do sistema normativo”, afirmou o delegado.

Alan de Andrade integra os quadros da PCES há seis anos e começou a construir a carreira ainda na adolescência. Aos 16 anos ingressou na faculdade de direito. Aos 23, prestou concurso público por influência de um amigo da faculdade, foi aprovado e iniciou sua trajetória como delegado titular da Delegacia de João Neiva.

Também foi delegado plantonista da 4ª Delegacia Regional de Cariacica, adjunto na Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cariacica e delegado plantonista da 5ª Delegacia Regional de Guarapari, de onde saiu em janeiro de 2019, para integrar a equipe da DHPP de Vila Velha.

“Desejo poder ajudar as pessoas, principalmente aquelas que foram vítimas de crimes ou então os seus familiares, para que elas sintam que não estão desamparadas pelo Estado e que sempre haverá alguém que zelará por elas e por seus direitos”, destacou.

Alan de Andrade ingressou na Polícia Civil com a mesma idade que Ailton Miguel Schaeffer, o delegado de mais longa carreira, ainda em atividade no Espírito Santo. Aos 64 anos, Schaeffer serve à sociedade capixaba há 40 anos como policial civil, sendo cerca de 35 como delegado.

A longa trajetória lhe conferiu a experiência necessária, para atualmente, ocupar a função de chefe do Departamento de Processos Administrativos, setor da Corregedoria da PCES que analisa a conduta dos policiais. Tanto tempo como delegado não apagou, para Schaeffer, o brilho da profissão. Ele conta que ao longo dos anos aprendeu a conviver com todo tipo de pessoas, a conhecê-las e, principalmente, a respeitá-las, agindo até mesmo como conciliador em muitas ocasiões.

“No passado, tudo que acontecia numa cidade ia para a Delegacia para resolver, porque não tinha juizado de pequenas causas, e na justiça demorava muito, então, as pessoas tinham certa resistência em procurar o juizado, e procuravam a solução mais fácil, que era a Polícia Civil. Ali, conversavam com o delegado, pediam solução… até divisa de terreno sem documentação ia parar na delegacia”, relatou Schaeffer.  

O delegado se prepara para a aposentadoria, no primeiro semestre de 2021, mas até lá, segue cumprindo sua função com empenho. Para que os mais jovens alcancem a mesma satisfação que ele obteve ao se dedicar como servidor da área de Segurança Pública, deixa um conselho.

“Primeiro, muita paciência para lidar com o público. Hoje em dia, as pessoas são muito carentes, mais do que quando eu comecei. A população tem uma carência que vai além da segurança pública, às vezes são problemas sobre os quais eles querem desabafar. Às vezes procuram uma delegacia para conversar e o papel do Servidor Público é servir a população da melhor maneira, sempre.”

Texto: Camila Ferreira

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

 

Atendimento à Imprensa:
Olga Samara/ Camila Ferreira
(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/ (27) 3636-9928 / (27) 99297-8693
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana