conecte-se conosco


Estado

Bandes aborda investimentos em parque industrial e em inovação na Mecshow nesta quinta-feira (04)

Publicados

em

Com a apresentação do banco no evento, empreendedores vão ter acesso às linhas de financiamento destinadas ao setor e aos programas de fomento.

A cadeia produtiva do setor metalomecânico capixaba se reúne, a partir desta terça-feira (02), na MEC SHOW 2022 – Feira da Metalmecânica + Inovação Industrial, que vai acontecer no Pavilhão de Carapina, na Serra. O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) apresentará aos empreendedores participantes as informações sobre o funcionamento de linhas de financiamento e dos Fundos de Investimento em Participações (FIPs), em palestra a ser realizada, nesta quinta-feira (04), às 17 horas.

A equipe de Negócios do Bandes estará presente nos três dias do evento e disponibiliza atendimento aos empresários que pretendem adquirir insumos e maquinário ou ampliar e modernizar as instalações. Os empreendedores poderão ter acesso às linhas de financiamento destinadas ao setor, por meio dos programas de fomento e incentivos destinados à indústria metalomecânica.

Uma das mais importantes cadeias produtivas capixabas, a indústria metalmecânica incorpora todos os segmentos responsáveis pela transformação de metais nos produtos desejados, desde a produção de bens até serviços intermediários, incluindo máquinas, equipamentos, veículos e materiais de transporte.

A apresentação do Bandes focará em dois pontos principais: a modernização do parque industrial, por meio da Indústria 4.0, e o investimento em inovação, com aquisição de novas tecnologias. A apresentação será conduzida pelo diretor de Negócios do Bandes, Marcos Kneip Navarro, e pelo gerente de Comercial e de Relacionamento do banco, Ezequiel Loureiro.

Kneip destacou que o banco disponibiliza aos empreendedores capixabas uma variedade de soluções de fomento que possibilitam o desenvolvimento das empresas. “Em um momento de retomada dos investimentos, é necessário apresentar aos empresários as alternativas adequadas para cada modelo de negócios. O setor metalomecânico pode contar com o Bandes tanto para o incremento de programas de fomento produtivo quanto para a participação acionária e a concessão de financiamento ao investimento, capital de giro e à inovação. O Bandes possui, por exemplo, linhas de financiamento que atendem o conceito de Indústria 4.0 que reforçam a automação e adoção de novas tecnologias no processo de produção”, salientou.

O diretor de Negócios do Bandes acrescentou que o acesso ao crédito produtivo contribui para o estimulo das atividades inovadoras nas empresas, para o aumento da eficiência produtiva e na melhoria da competitividade da economia capixaba. “Empresários do setor que pretendem adquirir insumos e maquinário ou ampliar e modernizar suas instalações podem contar com o atendimento Bandes, que estará com técnicos do banco presentes nos três dias do evento”, disse Kneip.

Os empreendedores poderão ter acesso às linhas de financiamento do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo e destinadas ao setor e aos programas de fomento, além de acessar os incentivos destinados à indústria metalmecânica.

Tradição do setor metalmecânico capixaba

No Espírito Santo, o setor metalmecânico envolve diferentes segmentos da economia local, entre eles: mineração, metalurgia e siderurgia. Ao longo das últimas quatro décadas, desenvolveram-se no Estado segmentos industriais e de serviços impulsionados pelos chamados “grandes projetos”, formando uma ampla rede de fornecedores nas áreas de metalmecânica (fabricação de peças e componentes, montagem e manutenção), eletroeletrônica, engenharia de projetos, construção civil e outros serviços tecnológicos especializados.

Serviço:

MEC SHOW 2022 – Feira da Metalmecânica + Inovação Industrial

Data: 02 a 04 de agosto – (esta terça-feira até quinta-feira)

Local: Pavilhão de Carapina – Serra

Mais informações: www.mecshow.com.br/

Informações sobre linhas de financiamento:

www.bandes.com.br/faleconosco

Comentários Facebook

Estado

Recursos da Lei Paulo Gustavo para setor cultural capixaba serão discutidos em Vitória nesta terça (16)

Publicados

em

Por

Evento acontece nesta terça-feira (16), na Casa da Música Sônia Cabral, no Centro de Vitória, a partir das 18h30. Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios.

A Lei Paulo Gustavo vai destinar R$ 75 milhões ao fomento do setor cultural capixaba. Para apresentar e debater os impactos, benefícios e oportunidades dos recursos no Estado, a equipe da Secretaria da Cultura (Secult) realiza um encontro aberto ao público, que acontece nesta terça-feira (16), às 18h30, na Casa da Música Sônia Cabral, localizada no Centro de Vitória.

Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios. Esta divisão decorre de um mecanismo que calcula a população de cada local perante ao fundo de participação dos estados e municípios. Deste valor, aproximadamente 75% serão direcionados ao setor audiovisual e 25% para os demais segmentos da arte e cultura.

“Além da  presença dos empreendedores e fazedores de cultura em geral,  será importante que entidades de todo o Estado conheçam sobre a mobilização em torno da Lei”, afirmou o secretário de Estado da Cultura e presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, Fabrício Noronha.

Lei Paulo Gustavo

Com o objetivo de auxiliar o setor cultural prejudicado pela pandemia da Covid-19, o  Projeto de Lei Paulo Gustavo (PLP 73/21) foi apresentado como recurso de ação emergencial no mês de novembro de 2021 no Senado e em julho deste ano foi promulgada como Lei Complementar 195/22. O nome da Lei homenageia o ator Paulo Gustavo, que faleceu em maio de 2021, devido à Covid-19.

O recurso total de R$ 3,86 bilhões é proveniente do superávit financeiro do FNC (Fundo Nacional de Cultura), e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), recursos financeiros estes que não seriam utilizados no cronograma de pagamento dentro do exercício fiscal e que poderiam ser empregados como fonte de recurso adicional a ser operado diretamente pelos estados e municípios.

Serviço:

Encontrão Capixaba – Lei Paulo Gustavo e seu impacto no ES

Data: 16/08 (terça-feira)

Horário: 18h30

Local: Casa da Música Sônia Cabral, Centro de Vitória.

Aberto ao público.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana