conecte-se conosco


Polícia

Bandidos invadem casa de médico legista da PCES e fazem família refém em Vitória

Publicados

em

Dois assaltantes armados invadiram uma casa de luxo e fizeram um médico legista da Polícia Civil, os três filhos e a esposa dele reféns, na noite desta quinta-feira (4), no bairro Ilha do Boi, em Vitória.

De acordo com o boletim da Polícia Militar, o médico Leonardo Lessa, que também é presidente da Associação Médica do Espírito Santo (Ames), contou que quando chegou em casa, por volta das 20h, foi surpreendido pelos dois suspeitos armados e depois foi amarrado juntamente com a mulher e os filhos.

A família ficou sob a mira dos assaltantes por cerca de 2h. Os dois homens roubaram joias, que estavam dentro de um cofre, além de um carro, um notebook e uma pistola .40 com carregador e munição.

“Fui rendido por um deles que portava uma metralhadora, aparentemente caseira e não tinha o que fazer. A nossa sensação é de insegurança e de impotência. O tempo todo eles queriam bens materiais e falaram que não tinham interesse de machucar. Só fomos imobilizados enquanto eles faziam essa busca pela residência. Foi um dano material e psicológico, mas nem falo por mim, falo pelas crianças”, disse o médico.

Antes, os filhos e a esposa do médico foram rendidos pouco depois das 18h.

“Chegaram de maneira agressiva imobilizando as crianças de surpresa, perguntando sobre cofres, bens e pedindo informações sobre minha esposa, sobre mim”, contou.

Ainda segundo relato do médico os suspeitos seriam integrantes de uma organização criminosa que atua na capital capixaba e o reconheceram.

“Meu medo por ser policial era que eles reconhecessem e eles realmente me reconheceram mas nesse aspecto foi “tranquilo”. Eles retiraram minha arma e falaram ‘podem ficar tranquilos porque não vamos nenhum mal com vocês não’, contou o médico.

Militares fizeram buscas mas nenhum suspeito e nem os objetos roubados do imóvel foram localizados.

Comentários Facebook

Polícia

Criança de 7 anos morre após escorregar e bater cabeça em escada na Serra, de acordo com os pais

Publicados

em

Por

Uma menina de sete anos, que não teve o nome revelado, morreu dentro de casa na noite desta quinta-feira (11) em Nova Almeida, na Serra. De acordo com os pais da criança, ela escorregou em um balão cheio de água e, ao cair, bateu com a cabeça em uma escada.

Em depoimento, a mãe da menina, que preferiu não se identificar, disse que ela estava brincando com o irmão em casa quando o acidente aconteceu. A mãe não presenciou a queda, mas chegou a conversar com a filha e a levá-la para um pronto atendimento. Mais tarde, a equipe médica comunicou à família que a criança havia morrido.

Os pais foram levados à Delegacia de Homicídios para prestar depoimento. Depois, foram liberados para acompanhar o corpo no Departamento Médico Legal (DML), em Vitória.

A Polícia Civil informou que, a princípio, o caso foi registrado como morte acidental e o procedimento foi encaminhado para a Divisão de Homicídio e Proteção à Mulher (DHPM), que aguarda o resultado dos exames para definir se haverá instauração de inquérito.

Fonte: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana