conecte-se conosco


Saúde

Boletim Coronavírus: 20,5 mil mortes e 309,5 mil casos confirmados no RJ

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registra, até esta sexta-feira (30/10), 309.496 casos confirmados e 20.565 óbitos por coronavírus (Covid-19) no estado. Há ainda 473 óbitos em investigação e 2.162 foram descartados. Entre os casos confirmados, 283.728 pacientes se recuperaram da doença.

Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira:

Rio de Janeiro – 118.835

Niterói – 15.652

São Gonçalo – 14.934

Belford Roxo – 11.186

Duque de Caxias – 10.911

Macaé – 9.417

Nova Iguaçu – 7.811

Campos dos Goytacazes – 7.702

Teresópolis – 7.493

Volta Redonda – 7.470

Angra dos Reis – 6.251

Itaboraí – 5.022

Magé – 4.461

Maricá – 4.000

São João de Meriti – 3.952

Nova Friburgo – 3.788

Barra Mansa – 3.656

Três Rios – 3.320

Itaperuna – 3.121

Resende – 3.106

Cabo Frio – 2.951

Petrópolis – 2.870

Itaguaí – 2.696

Queimados – 2.696

Rio das Ostras – 2.457

Rio Bonito – 2.166

Guapimirim – 2.124

Mesquita – 1.892

Araruama – 1.777

Nilópolis – 1.587

São Pedro da Aldeia – 1.428

São João da Barra – 1.290

Barra do Piraí – 1.266

Santo Antônio de Pádua – 1.249

Saquarema – 1.248

Casimiro de Abreu – 1.198

Mangaratiba – 1.137

Paraíba do Sul – 1.114

Paraty – 1.031

Tanguá – 934

Seropédica – 901

Paracambi – 899

Vassouras – 864

Iguaba Grande – 854

Bom Jesus do Itabapoana – 852

Piraí – 834

Conceição de Macabu – 771

Valença – 758

Varre-Sai – 713

Porciúncula – 712

Cachoeiras de Macacu – 698

Sapucaia – 670

São Francisco de Itabapoana – 638

Natividade – 634

Japeri – 622

Armação dos Búzios – 577

Pinheiral – 566

Quissamã – 563

Miracema – 529

São José do Vale do Rio Preto – 497

Porto Real – 469

Itatiaia – 428

Cardoso Moreira – 421

Itaocara – 419

Cordeiro – 410

Cantagalo – 397

Italva – 368

Laje do Muriaé – 350

Carapebus – 347

Rio Claro – 321

Miguel Pereira – 306

Silva Jardim – 293

São Fidélis – 291

Mendes – 284

Areal – 277

Carmo – 261

Arraial do Cabo – 235

Engenheiro Paulo de Frontin – 229

Cambuci – 216

Sumidouro – 215

Aperibé – 205

Bom Jardim – 204

Paty do Alferes – 200

Quatis – 171

Comendador Levy Gasparian – 168

São José de Ubá – 150

Santa Maria Madalena – 125

Macuco – 121

São Sebastião do Alto – 89

Duas Barras – 78

Trajano de Moraes – 68

Rio das Flores – 29

As 20.565 vítimas de Covid-19 no estado foram registradas nos seguintes municípios:

Rio de Janeiro – 12.119

Duque de Caxias – 788

São Gonçalo – 784

Nova Iguaçu – 666

Niterói – 513

São João de Meriti – 488

Campos dos Goytacazes – 426

Belford Roxo – 325

Petrópolis – 263

Magé – 245

Volta Redonda – 240

Itaboraí – 230

Nilópolis – 204

Angra dos Reis – 200

Mesquita – 189

Barra Mansa – 179

Macaé – 172

Cabo Frio – 168

Teresópolis – 167

Nova Friburgo – 158

Itaguaí – 138

Maricá – 132

Resende – 113

Itaperuna – 87

Rio das Ostras – 85

Saquarema – 78

Araruama – 71

Queimados – 71

Seropédica – 71

Três Rios – 71

Guapimirim – 69

Barra do Piraí – 62

Rio Bonito – 62

São Pedro da Aldeia – 60

Mangaratiba – 43

Tanguá – 43

Japeri – 42

Iguaba Grande – 38

Paracambi – 38

Cachoeiras de Macacu – 35

Paraty – 34

Itaocara – 32

São Fidélis – 31

Sapucaia – 30

Casimiro de Abreu – 29

Vassouras – 27

Paraíba do Sul – 25

Valença – 24

Bom Jesus do Itabapoana – 23

São Francisco de Itabapoana – 23

Porciúncula – 22

Santo Antônio de Pádua – 21

Quissamã – 20

São José do Vale do Rio Preto – 19

Pinheiral – 18

Porto Real – 17

Armação dos Búzios – 16

Miguel Pereira – 16

Conceição de Macabu – 15

Rio Claro – 15

Pirai – 14

Sumidouro – 14

Italva – 12

Itatiaia – 12

São João da Barra – 12

Areal – 9

Silva Jardim – 9

Aperibé – 7

Cambuci – 7

Arraial do Cabo – 6

Paty do Alferes – 6

Miracema – 5

Natividade – 5

Santa Maria Madalena – 5

Bom Jardim – 4

Carapebus – 4

Carmo – 4

Comendador Levy Gasparian – 4

Engenheiro Paulo de Frontin – 4

Rio das Flores – 4

São Sebastião do Alto – 4

Cardoso Moreira – 3

Duas Barras – 3

Macuco – 3

Mendes – 3

São José de Ubá – 3

Cantagalo – 2

Laje do Muriaé – 2

Quatis – 2

Varre-Sai – 2

Cordeiro – 1

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Especialista defende que crianças a partir de 3 anos também sejam imunizadas o quanto antes

Publicados

em

Por

Projeto Curumim começou a testar o uso da vacina Coronavac no público de 3 a 17 anos no Espírito Santo

Teve início nesta segunda-feira (17) o projeto Curumim, realizado pelo grupo de pesquisa em vacinas do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam), que testa o uso da vacina Coronavac no público de 3 a 17 anos no Espírito Santo. O estudo, que terá a participação de 1.280 crianças e adolescentes, possibilitará o conhecimento sobre eficácia, produção de anticorpos e células de defesa nessa faixa etária.

“À medida que temos um aumento do número de casos de Covid na população, é extremamente importante a imunização do maior número de pessoas, e isso inclui as crianças. Até o momento já temos estudos de segurança e eficácia de crianças até os 3 anos de idade, portanto, assim que seja possível elas devem ser imunizadas”, alerta o infecto pediatra da Unimed Vitória Pedro Peçanha.

O especialista reforça que toda iniciativa estabelecida de forma séria, estruturada e segura, como avalia ser o caso do projeto em questão, deve ser valorizada. “A Coronavac já é utilizada em crianças acima dos 3 anos em outros países e demonstrou potencial para criação de anticorpos, sem efeitos adversos graves. Sua tecnologia é conhecida, o que a torna uma opção para a imunização das nossas crianças”.

Vale ressaltar que a Coronavac está em avaliação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a análise do uso em crianças de 3 a 11 anos. Peçanha ressalta ainda que a não vacinação em massa desse público pode comprometer o retorno às aulas. “Pode chegar a ocorrer atrasos e interrupções no ano letivo caso as crianças não estejam devidamente vacinadas”.

No último sábado (15) crianças a partir de 5 anos com comorbidades começaram a ser vacinadas com o imunizante da Pfizer. De acordo com declaração do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, a expectativa do Estado é vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos com a primeira dose até março.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana