conecte-se conosco

Política Nacional

Bolsonaro diz que vai dar voadora em quem praticar corrupção em seu governo

Publicado

 

 

bolsonaro

Bolsonaro diz que dará voadora em quem praticar corrupção em seu governo – Marcello Camargo/Arquivo/Agência Brasil

O presidente  Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta quarta-feira (14), que, se alguém andar fora da linha em sua gestão, levará “uma voadora no pescoço”. A frase foi dita uma semana após dizer que acabou com a Lava Jato por não haver mais corrupção em seu governo.

“Se acontecer alguma coisa, a gente bota para correr, dá uma voadora no pescoço dele. Mas não acredito que haja no meu governo”, disse Bolsonaro.

Em conversa com apoiadores na frente do Palácio da Alvorada, o presidente tocou no assunto ao informar que a Polícia Federal estava realizando uma operação em Roraima.

“Ah, acabou a Lava Jato, pessoal? A PF está lá em Roraima hoje. Para mim não tem. No meu governo, não tem porque botamos gente lá comprometida com a honestidade, com o futuro do Brasil”, disse Bolsonaro, fazendo referência ao discurso que fez no Palácio do Planalto no dia 7 de outubro.

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Projeto assegura vacinação de adolescentes contra HPV em 2021

Publicado


Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
84ª Reunião Técnica por Videoconferência - O estado atual do desenvolvimento da vacina de Oxford. Dep. Alexandre Padilha(PT - SP)
Alexandre Padilha: a vacinação de crianças e adolescentes foi prejudicada pela pandemia

O Projeto de Lei 4798/20 estabelece que o calendário de disponibilização da vacinação contra o vírus HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS), em 2021, incorpore crianças e adolescentes que completarão 15 anos até 31 de dezembro do próximo ano.

A proposta foi apresentada pelo deputado Alexandre Padilha (PT-SP) à Câmara dos Deputados.

Desde 2014, a vacina contra HPV é fornecida gratuitamente pelo SUS a meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14, com o objetivo prevenir os cânceres de colo do útero, vulva, vagina, pênis, ânus, boca e orofaringe.

A vacina é fornecida em duas doses e está disponível na rede pública de saúde durante todo o ano. Padilha ressalta, no entanto, que o calendário de vacinação foi prejudicado pela pandemia de Covid-19.

“Com a pandemia, milhões de crianças deixaram de frequentar as aulas, seguindo as recomendações sanitárias de proteção. Assim, foi prejudicada a divulgação e a conscientização dessas crianças para a importância da vacinação. A proposta visa a corrigir essa lacuna”, explica.

O texto acrescenta a medida à Lei 13.979/20, que trata do enfrentamento da Covid-19 no Brasil.

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Pierre Triboli

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana