conecte-se conosco

Nacional

Bolsonaro: Forças Armadas estão preparadas para manifestações como as do Chile

Publicado

source
homem entrando em carro arrow-options
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 18.10.19

Presidente Jair Bolsonaro falou rapidamente com a imprensa na saída do Palácio da Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro informou, na manhã desta quarta-feira  (23) em Tóquio, no Japão, que conversou com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, para as Forças Armadas estarem preparadas para o caso de manifestações nas ruas no Brasil, como ocorre atualmente no Chile.

Indagado sobre previsão de certos analistas de que o próximo país a sofrer turbulências nas ruas pode ser o Brasil, o presidente respondeu. “Nos preparamos. Conversei com o ministro de Defesa sobre a possibilidade de ter movimentos como tivemos no passado, parecidos com o que está acontecendo no Chile , e logicamente essa conversa, ele leva a seus comandantes, e a gente se prepara para usar o artigo 142 (sobre as Forças Armadas), que é pela manutenção da lei e da ordem, caso eles venham a ser convocados por um dos três poderes”, disse o presidente, ao conversar com alguns jornalistas depois do café da manhã.

Leia mais:  PCC perde força em São Paulo após isolamento de 22 líderes

Leia também: Fala de Bolsonaro sobre cocô vira tema de questão de vestibular 

Jair Bolsonaro disse que não se pode ser surpreendido. “Apesar de as Forças Armadas estarem o tempo todo preparadas nas suas atividades constitucionais, essa também não deixa de ser. Logicamente, tem que ser potencializada no momento em que se encontra a America do Sul”, declarou. 

Para o presidente , o que acontece atualmente na América do Sul são articulações do movimentos de esquerda para tentar conquistar o poder. “Não podemos ser surpreendidos, temos que ter a capacidade de nos antecipar a problemas”, disse, acrescentando: “A intenção deles é atacar os EUA e se auto ajudarem para que seus partidos à esquerda tenha ascensão. Dinheiro nosso brasileiro, do BNDES, irrigou essa forma de fazer política”.

Leia também: Presidente do Chile se reúne com lideranças em busca de um acordo 

No dia anterior, o presidente afirmara que um país tranquilo na região era a Argentina, pela tendência de vitória do ”pessoal da Cristina ”. Hoje, ele voltou a manifestar preocupação com essa possibilidade.

Leia mais:  Bombeiros confirmam quinta morte em desabamento de prédio em Fortaleza

“Esperamos que a Argentina escolha um presidente que esteja afinado conosco, como estava, em especial no livre comércio, em defesa da democracia, e não interferência em outros países. É isso que estamos preocupados (com a situação) em quase todos os países da América do Sul”, disse.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Garçom chamado de José Wilker servirá Regina Duarte na secretaria da Cultura

Publicado

por

Se assumir oficialmente a Secretaria Especial de Cultura, Regina Duarte será servida por um garçom conhecido pelo nome de um antigo colega da atriz na novela “Roque Santeiro” (1985) : José Wilker.

“Aqui todos me chamam de José Wilker ou de Leonardo Di Caprio”, diz o copeiro Wilker Francisco Barbosa de Lima Silva, 32 anos, que trabalha há nove anos na secretaria.

“As mulheres aqui falam que eu pareço com ele [Di Caprio], por causa do Titanic. Já José Wilker é por causa do meu nome mesmo. Ficam brincando: ‘José Wilker esta vivo aqui em Brasília! [risos]”, conta.

Ele foi batizado assim porque sua mãe era “apaixonada” pelo ator da Globo, que morreu em 2014 . “Mas na família dela todos os irmãos são José, ela não colocou porque ia ficar muito José”.

Wilker fica na copa do segundo andar do prédio da pasta. O gabinete do secretario fica no quarto. “A gente serve mais secretá¡rio quando tem reunião grande no auditório”, diz ele.

Leia mais:  Rosa Weber nega liberdade a acusado por desabamento no Rio

“Não sou muito fã de novela”, conta Wilker, que não viu “Roque Santeiro”, mas ouviu falar. Para ele, uma possibilidade de Regina para o comando da secretaria “uma novidade”.

Veja a coluna completa de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana