conecte-se conosco


Mundo

Brasil está fora da lista de países que receberão vacinas dos EUA

Publicados

em

FOTO: BRENDAN SMIALOWSKI/AFP

O anúncio da doação de 500 milhões de doses de vacinas da Pfizer pelos Estados Unidos (EUA) a outros países terminou em decepção para os brasileiros. É que o país ficou de fora da lista de 92 nações anunciadas nesta quinta-feira (10) pela Casa Branca. Os imunizantes serão entregues a países que fazem parte da aliança Covax Facilit feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Apesar de participar do acordo, o Brasil não foi um dos beneficiados uma vez que um dos critérios usados pelo governo dos EUA é a condição econômica dos países beneficiados. Os que receberão as doações são considerados de renda baixa e média-baixa. Segundo esses critérios, o Brasil tem possibilidade de comprar as próprias doses e, por isso, não está entre os beneficiados.

A entrega dos imunizantes será feita até junho de 2022. Entre os escolhidos estão Angola, Afeganistão e Síria. Já no grupo dos que ficarão de fora, estão Argentina, Canadá e Reino Unido.

Dentre os países que estavam na espera das doações, a expectativa era que o Brasil estivesse na lista e recebesse cerca de 25 milhões de doses no primeiro lote.

Washington recebeu duras críticas nos últimos meses devido a demora no compartilhamento de suas vacinas com o resto do mundo. Atualmente o país imunizou 64% dos adultos americanos com ao menos uma dose.

Fonte: Correio Brasiliense

 

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Charlie Watts, baterista do Rolling Stones, morre aos 80 anos

Publicados

em

Por

Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones, no segundo dia do festival inglês — Foto: Andrew Cowie / AFP

Charlie Watts, baterista do Rolling Stones, morreu aos 80 anos. A informação foi confirmada por Bernard Doherty, agente do músico, em comunicado para a imprensa britânica, nesta terça-feira (24).

Charlie passou por um procedimento cirúrgico recentemente. Na ocasião, sem detalhar o motivo da cirurgia, seu representante informou que ele ficaria fora da turnê da banda.

Segundo informações do jornal Daily Mail, Watts morreu no hospital, cercado por sua família.

“Com os ensaios começando em algumas semanas, isso é muito decepcionante para dizer o mínimo, mas também é justo afirmar que ninguém previu isso”, afirmou Watts no anúncio feito em agosto.

“Pela primeira vez, meu ritmo tem estado um pouco estranho. Tenho trabalhado duro para estar completamente bem, mas hoje eu devo aceitar os conselhos dos especialistas que isso demorar mais um pouco”, lamentou.

O músico afirmou ainda não querer que sua recuperação atrase a turnê, que deve passar por Dallas, Atlanta, Los Angeles e Las Vegas.

“Depois de todo o sofrimento causado pela Covid, eu realmente não quero desapontar os fãs do Stones que já estão com seus ingressos com mais um anúncio de adiamento ou cancelamento. Por isso, pedi para meu grande amigo Steve Jordan para me substituir.”

Em 2004, Watts passou por um tratamento contra o câncer. Na época, Jordan também assumiu o posto do baterista nos shows.

Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones, no segundo dia do festival inglês — Foto: Andrew Cowie / AFP

Fonte: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana