conecte-se conosco


Saúde

Butantan vai entregar doses da CoronaVac assim que receber aval da Anvisa

Publicados

em

 

 

source
Butantan divulga embalagem oficial da CoronaVac

Embalagem oficial da CoronaVac – Reprodução Twitter Insituto Butantan

O Instituto Butantan disse nesta sexta-feira (15) que vai enviar as 6 milhões de doses ao Ministério da Saúde assim obter o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso emergencial do imunizante.  A pasta pediu ao instituto a liberação “imediata” das doses para o Plano Nacional de Imunização (PNI). O comunicado foi feito pelo Butantan por meio de ofício.

O governo federal fez o pedido das doses após a Índia dizer que a importação de 2 milhões de doses da vacina de Oxford, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca e produzido no país pelo Instituto Serum, poderia atrasar.

“Entregaremos a totalidade das doses requeridas; e solicitamos que V. Senhoria nos informe o quantitativo a ser destinado ao Estado de São Paulo para que o mesmo seja entregue imediatamente ao CDL-SES-SP como de praxe para as demais vacinas produzidas pelo Instituto Butantan”, diz o ofício desta sexta.

Você viu?

“Por fim, ressaltamos que a disponibilização deverá ocorrer tão logo seja concedida a autorização pela agência reguladora”, acrescenta o documento.

A Anvisa deve decidir no domingo (17) se libera o uso emergencial da Coronavac e da vacina de Oxford.

O documento foi enviado ao diretor do Departamento de Logística em Saúde do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, e é assinado por três autoridades da Fundação Butantã. São elas o diretor presidente, Rui Curi, o superintendente Reinaldo Noboru Sato e o diretor Dimas Covas.

No ofício, o Butantan ainda questiona a data e horário em que será iniciada a campanha de vacinação “simultaneamente” em todo o Brasil. “Aguardamos orientação de V. Senhoria quanto ao início da campanha de vacinação, com confirmação de data e horário definidos, considerando que deverá ocorrer simultaneamente em todos os Estados do Brasil”, diz o documento.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Butantan começa a distribuir 3,9 milhões de vacinas contra covid-19

Publicados

em

Por

O governo de São Paulo anunciou hoje (23) o envio de 3,9 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

Hoje (23), será enviado lote com 1,2 milhão de doses e, amanhã (24), serão entregues mais 900 mil frascos da vacina. Até domingo (28), serão liberados mais três lotes de 600 mil doses – previstas para envio nos dias 25, 26 e 28 de fevereiro.

De 5 de fevereiro a 5 de março, o governo paulista estima entregar 5,6 milhões de doses ao PNI, 65% a mais que o volume previsto inicialmente.

“No início de março, o Instituto Butantan vai disponibilizar mais 1,7 milhão de vacinas para a imunização do país, estando previstas remessas de 600 mil doses no dia 2; 500 mil, no dia 4 e 600 mil, no dia 5”, disse o governo de São Paulo, em nota.

As doses enviadas hoje fazem parte do lote de imunizantes envasados no Butantan com o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) enviado pela Sinovac Life Science, da China. O instituto já entregou 90% de todas as vacinas usadas na rede pública do país e criou uma força-tarefa para envasar, em ritmo acelerado, doses para a entrega ao PNI.

Vacinação em São Paulo

O estado de São Paulo ultrapassou a marca de 2 milhões de vacinas aplicadas contra covid-19, às 18h17 do último domingo (21).

Na manhã desta terça-feira, o Vacinômetro apontava 2.070.040 imunizações no estado de São Paulo, sendo 1.665.803 da primeira dose e outras 407.237 para a segunda dose.

Fonte: Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana