conecte-se conosco


Agronegócio & Turismo

Cachoeira do Caiado está liberada ao público

Depois que a Prefeitura de Vargem Alta realizou as obras de revitalização na região, a Cachoeira do Caiado, após cerca de 13 meses de interdição recebeu seu laudo de liberação para ser reaberta ao público. Cercada por mata nativa e com 15 metros de queda d´água, a Cachoeira do Caiado é considerada Patrimônio Natural capixaba […]

Publicados

em

Depois que a Prefeitura de Vargem Alta realizou as obras de revitalização na região, a Cachoeira do Caiado, após cerca de 13 meses de interdição recebeu seu laudo de liberação para ser reaberta ao público. Cercada por mata nativa e com 15 metros de queda d´água, a Cachoeira do Caiado é considerada Patrimônio Natural capixaba e um dos principais pontos turísticos do município.
O local sofreu interdição da Defesa Civil após afogamento de um turista, e a Prefeitura cumpriu algumas determinações da Defesa Civil Estadual para conseguir o laudo de reabertura.
Entre as exigências determinadas pela Defesa Civil, estava a construção de barragens, colocação de placas e de boias de sinalização, com indicação de profundidade, acesso para veículos de socorro, como ambulâncias e viaturas, e a colocação de grades de proteção.
Almiro Ofrante Filho, o ‘Mirim’, vice-prefeito que exercia o cargo nas férias de João Altoé, garantiu no mês passado, janeiro de 2019, que a Prefeitura estava fazendo o possível para garantir a segurança e o lazer dos banhistas e que as obras estariam prontas este mês, fevereiro de 2019.
O próprio Mirim fez questão de agradecer à população de Vargem Alta, logo após desembargar o local junto em reunião que contou com o prefeito João Altoé e representantes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros.
“Estaremos, ainda, tentando de todas as formas melhorar ainda mais a Cachoeira do Caiado para que todos de Vargem Alta e turistas possam aproveitar este bênção que Deus no deu”, disse Mirim.

Comentários Facebook
Propaganda

Agronegócio & Turismo

Voos Campos – Rio vão ser retomados em novembro

Publicados

em

O Cessna Caravan leva até nove passageiros e opera em todo o país

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras anunciou o retorno dos voos de Campos dos Goytacazes, no Norte fluminense, para a capital do estado a partir do próximo dia 12 de novembro. O acerto foi anunciado após encontro entre a direção da empresa e executivos de agências de turismo no fim da semana passada, em Barueri (SP). As operações estavam suspensas em razão da pandemia da covid-19.

“Não poderíamos ficar aqui sentados e fomos em busca deste resultado. O alto comando da Azul nos recebeu muito bem. A empresa entendeu a importância da região e a retomada dos voos”, disse Marcelo Miranda, diretor executivo de uma agência de turismo.

De acordo com informações do assessor da presidência da Azul, Ronaldo Veras, e o diretor de Relações Institucionais da empresa, Marcelo Bento, em princípio a retomada dos dois voos diários para o Rio será feita numa aeronave Cessna Caravan, monomotor de nove lugares. À medida em que o mercado se reaquecer, a previsão é de que haja o retorno das viagens através do ATR-72, com capacidade para até 70 lugares.

Desta vez, a rota Rio – Campos – Rio será feita sem escalas em Macaé. Os voos sairão do Aeroporto Santos Dumont (SDU) às 6h20 e 12h40. A volta, saindo do Aeroporto Bartolomeu Lisandro (CAW), acontece às 7h40 e 14 horas (Em consulta do Hoje ES ao site da Azul, cada trecho para compra hoje (05/10) custa entre R$ 801,96 e R$ 809,37).

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana