conecte-se conosco

Cidades

Cachoeiro: calçadão da Beira Rio terá mais acessibilidade e novos atrativos

Publicado

Rampas de acesso estão sendo construídas ao longo da via; projeto prevê instalação de mais equipamentos de academia. Foto: Projeto/PMCI

 

.

O calçadão da avenida Beira Rio, em Cachoeiro de Itapemirim, terá mais recursos de acessibilidade e novos atrativos de esporte e lazer. O local passa por reforma, desde novembro do ano passado, com o objetivo de proporcionar melhores condições para pedestres e praticantes de atividades físicas.

Estão sendo construídas quatro rampas de acesso, sendo três delas ao longo da via – em frente às faixas de pedestres – e uma na parte da calçada que faz cruzamento com a ponte Juscelino Kubitschek. Outra melhoria em acessibilidade é a colocação de piso tátil (faixa em alto-relevo que auxilia na locomoção) por toda a extensão do calçadão.

Nas últimas semanas, foram iniciadas intervenções em uma área em frente ao Teatro Municipal Rubem Braga, onde haverá bancos, equipamentos de academia e um espaço aberto para prática de exercícios físicos. Além disso, está sendo feita uma pequena plataforma elevada, na qual, profissionais de educação física poderão se colocar para dar instruções a alunos, durante atividades ao ar livre.

Em junho, também foi iniciada a aplicação de granilite no calçadão, material mais apropriado para a prática de caminhada que o antigo piso de pedras portuguesas. O projeto prevê, ainda, recuperação dos guarda-corpos e melhorias em iluminação e jardinagem.

A reforma é divida em dois trechos: o primeiro tem início na altura do acesso à rua Bernardo Horta e termina na ponte de pedestres Rosalina Despoli; o segundo, segue da ponte Rosalina Despoli até a altura do Teatro Rubem Braga. A expectativa é de que o trabalho de concretagem e de acabamentos estruturais nas duas partes seja concluído nos próximos 45 dias.

“A reforma do calçadão da Beira Rio é uma demanda de longa data da população cachoeirense. Nós estamos trabalhando, com responsabilidade, para entregar instalações de qualidade e mais acessíveis a todos. Enquanto as obras acontecem, pedimos às pessoas que passarem pelo local que respeitem a sinalização para não passar pela área das intervenções – e, de preferência, que evitem sair de casa durante a pandemia”, afirma o prefeito Victor Coelho.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Covid-19: Bom Jesus tem morte investigada e mais de 600 casos

Publicado

A Secretaria de Saúde de Bom Jesus do Itabapoana (RJ) informou nesta segunda-feira (27/07) que investiga a possibilidade da morte de um morador ter sido causada pela Covid-19. Seria o 16º óbito no município.

Conforme o último boletim, a cidade ultrapassou a marca dos 600 casos confirmados da doença (611). O número de pessoas curadas subiu para 348. Já a quantidade de pacientes monitorados caiu para 247.

A UTI do Hospital São Vicente de Paulo (única do município) passou a ter vagos quatro dos 22 leitos para pacientes com coronavírus. Na enfermaria, para os casos menos graves, existem ainda 27 vagas.

O bairro Pimentel Marques segue com o maior número de infectados, com 122. Em seguida vêm o Centro da cidade, que superou os 100 casos (101) e o Lia Márcia, que passou para 73 registros positivos.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana