conecte-se conosco


Cidades

Cachoeiro já tem mais de 200 professores vacinados contra a Covid-19

Publicados

em

Vacinação é realizada de acordo com a lista de profissionais encaminhada pelo governo estadual Foto: Márcia Leal/PMCI

Até a tarde desta terça-feira (4), 282 profissionais da educação de Cachoeiro de Itapemirim tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) deu início à vacinação desse público na semana passada, levando em conta as listas preestabelecidas com os nomes dos trabalhadores fornecidas pelo governo estadual.

“Acredito muito na importância da vacina para evitar mais perdas nessa pandemia. Para as escolas é fundamental essa imunização, para evitar a transmissão no nosso ambiente de trabalho”, afirma Iêda Mardegan Games, professora da rede municipal de ensino, que se vacinou na tarde desta terça-feira.

A resolução nº 046/2021 da Comissão Intergestora Bipartite do SUS no Espírito Santo (CIB/SUS-ES) determina que a vacinação dos trabalhadores da educação deverá seguir um escalonamento por faixa etária. Neste momento, portanto, estão sendo vacinados aqueles com idade de 50 a 59 anos.

Além disso, os profissionais – professores e auxiliares – contemplados são os que atuam em sala de aula, seja nas creches com crianças de 0 a 3 anos de idade; pré-escola; ensino fundamental I e II; e ensino médio e técnico.

Conforme a chegada de novas doses e do repasse das listas com os nomes dos profissionais, a Semus aciona as unidades em que eles trabalham para que seja agendada a vacinação na Policlínica Municipal Bolívar de Abreu.

No total, Cachoeiro recebeu, até a tarde desta terça-feira, 537 doses da vacina Covishield/Fiocruz (Oxford/AstraZeneca) para aplicar nos trabalhadores da educação.

“O número ainda não é suficiente para alcançar todos os trabalhadores da área, e por isso pedimos tranquilidade aos profissionais da educação. Aos poucos, a campanha vai avançando em Cachoeiro”, destaca o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.

“A vacinação é fundamental para a retomada, com segurança, das atividades nas escolas, e estamos muito felizes que os trabalhadores da educação tenham sido incluídos nos grupos prioritários e que Cachoeiro já tenha um número expressivo de profissionais vacinados”, comemora a secretária municipal de Educação, Cristina Lens.

A Prefeitura de Cachoeiro segue o planos nacional e estadual de imunização e realiza diferentes estratégias para vacinar a população, a partir do número de doses disponibilizadas pelo governo federal e repassadas pelo governo estadual. Até o momento, já foram aplicadas 53.089 doses em cachoeirenses, somando primeiras e segundas (dados da tarde de 04/05). A evolução da vacinação pode ser acompanhada pelo portal www.cachoeiro.es.gov.br/covid19. Os dados da imunização são atualizados às quartas e sextas-feiras.

Dúvidas sobre a vacinação podem ser esclarecidas por meio da página www.cachoeiro.es.gov.br/vacinacao.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Polo UAB de Cachoeiro tem vagas remanescentes para curso de Letras

Publicados

em

Por

Reprodução: Polo UAB de Cachoeiro

Estão abertas as inscrições em processo seletivo para seis vagas remanescentes do curso de licenciatura em Letras-Português, na modalidade à distância, oferecido pelo Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), por meio do polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) de Cachoeiro.

Os candidatos podem concorrer às vagas por “transferência facultativa” ou “novo curso”. No primeiro caso, o candidato precisa ter conhecimentos básicos de informática e estar cursando Letras ou outro curso em área afim a Letras. Já para concorrer por novo curso, o candidato precisa ter conhecimentos básicos de informática e ser egresso de um curso de graduação, comprovando a colação de grau.

As inscrições poderão ser realizadas até terça-feira (29), através do e-mail [email protected]. O formulário de inscrição e o edital com todas as orientações sobre como participar estão disponíveis em www.cefor.ifes.edu.br.

A classificação dos candidatos levará em conta a maior compatibilidade entre os componentes curriculares cursados na Instituição de Ensino Superior de origem e as do curso de Licenciatura Letras-Português do Ifes.

O curso

O curso de licenciatura em Letras-Português tem duração de quatro anos. Tem como objetivo habilitar professores para atuação nos níveis de ensino fundamental, médio e profissionalizante.

Em função da pandemia, inicialmente, as atividades presenciais de orientação acadêmica com o tutor do curso acontecem, semanalmente, de forma remota. Parte das vagas do curso, que teve início em fevereiro deste ano, foi destinada a profissionais da rede pública de ensino.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana