conecte-se conosco

Estado

Cadastro das chaves Pix no Banestes garante gratuidade em transações e mais benefícios

Publicado


Os clientes do Banestes, o Banco do Estado do Espírito Santo, já podem realizar o cadastro de suas chaves Pix diretamente no Aplicativo Banestes ou no Aplicativo Banestes Cartões. Uma das vantagens já anunciadas pelo banco é a garantia de 100% de gratuidade em todas as transações via Pix, tanto para clientes pessoa física (PF) quanto pessoa jurídica (PJ).

Além disso, os clientes garantem os mesmos benefícios das operações tradicionais quando também forem utilizar o Pix, como, por exemplo, a oferta de até 15 dias sem juros no cheque especial.

“O Pix será mais uma solução ágil e completa para os clientes do Banestes, com o adicional do benefício da gratuidade tanto para PF quanto para PJ”, destaca o diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

O Pix, serviço de transferências e pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central, estará disponível para transações a partir do dia 16 de novembro deste ano. No momento, está em operação a etapa de cadastro das chaves, que tornarão possível efetivar transações financeiras em até 10 segundos, 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana, e de forma segura.

Como é feito o cadastro das chaves Pix no Banestes?

O cliente deverá acessar um dos canais digitais do Banestes para cadastramento on-line: Aplicativo Banestes ou Aplicativo Banestes Cartões. Ao acessar um banner informativo, será automaticamente exibido, com o convite para o cadastro e direcionamento para mais informações.

Além disso, o cliente Banestes poderá clicar diretamente no botão Pix, que, em breve, estará disponível nos canais eletrônicos citados. Ao clicar, irá encontrar a opção “cadastrar chave”.

O processo é realizado de forma rápida, em apenas alguns segundos. Como medida de segurança, haverá uma etapa de confirmação de cadastro, por meio do e-mail ou telefone cadastrado, com informação de código verificador.

É importante destacar que o cliente deve verificar se o App está com sua versão atualizada, caso contrário, pode não receber a atualização de cadastro das chaves Pix.

Vale ressaltar que clientes Pessoa Física poderão cadastrar até cinco chaves e clientes Pessoa Jurídica poderão cadastrar até vinte chaves por conta. Em breve, o serviço de cadastro também estará disponível no Banestes Internet Banking.

E o que é uma chave Pix?

A chave Pix é um “apelido” que poderá ser utilizado em substituição às informações de código do banco, agência e conta bancária, para realizar ou receber pagamentos e transferências financeiras.

Ou seja, a chave Pix torna o processo mais ágil, pois passará a ser necessário informar apenas um único dado para a transação. Poderão ser utilizados como chave Pix os números de CPF ou CNPJ do cliente, número de telefone, e-mail ou ainda poderá ser cadastrada uma chave aleatória (chave alfanumérica gerada pelo Banco Central).

Todos os clientes do Banestes podem cadastrar uma ou mais chaves Pix e informá-las ao pagador para receber pagamentos e transferências diretamente na sua conta, em poucos segundos, a partir do dia 16 de novembro de 2020.

Para informações completas sobre o Pix no Banestes, acesse: https://www.banestes.com.br/pix-banestes/

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Banestes
Rafaella Rodrigues
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Parque Paulo Cezar Vinha recebe ouriço e tatu reabilitados

Publicado

 

O Parque Estadual Paulo Cesar Vinha (PEPCV), em Guarapari, recebeu dois animais reabilitados que tiveram a chance de voltar à natureza: um ouriço e um tatu. Antes, os bichinhos passaram por um período de cuidados no Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (Ipram), instituição que operacionaliza o Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetras), do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), em Jardim América, Cariacica.

O ouriço é uma fêmea da espécie Coendou prehensilis. Ela foi resgatada, ainda filhote, depois que a mãe morreu ao ser atacada por um cachorro. “Como ela era muito filhote, chegou com 200 gramas e ainda não tinha espinhos para proteção, então ela foi cuidada pela nossa equipe do Ipram”, explica a médica veterinária Renata Hurtado, Coordenadora de Medicina e Reabilitação do Ipram.

Primeiro, a “ouricinha”, como é carinhosamente chamada pela equipe que cuidou dela, recebeu leite na mamadeira. Conforme foi crescendo, foram adicionadas frutas ao leite e depois ofertados diversos alimentos em pedaços, como frutas, legumes e brotos. “Toda a criação dela foi feita de forma especial para que não ficasse acostumada com as pessoas. Quando ela cresceu e foi aprovada para soltura, fizemos contato com o PEPCV para nos auxiliar no que chamamos de soltura branda ou soft release”, ressalta Renata Hurtado.

Na soltura branda, o animal vai sendo aclimatado ao novo ambiente aos poucos. “Por ser um filhote de uma espécie tradicionalmente não agressiva, este tipo de soltura é importante para auxiliar na adaptação gradativa do animal ao seu ambiente natural”, lembra a médica veterinária.

E é exatamente assim que tem sido a adaptação do ouriço. A gestora do PEPCV, Joseany Trarbach, conta que a princípio o animal ficou num viveiro com água, abrigo e alimentos. Após alguns dias de ambientação, a porta do espaço foi aberta e a “ouricinha” saiu para explorar a área. “Ela tem a oportunidade de voltar caso não encontre abrigo ou não se sinta segura. Às vezes ela volta para o viveiro apenas para se alimentar”, conta.

A médica veterinária Renata Hurtado explica que esse comportamento é normal. “A ideia é manter os alimentos no recinto para que o animal entenda que lá é seu local seguro, e só precisa abandoná-lo quando encontrar um lugar melhor ou mais adequado. Como é ainda muito jovem, é normal que volte”, destaca.

Outro animal resgatado que foi solto no Parque Paulo Cesar Vinha foi um tatu. Ele foi encontrado em uma rua, em Guarapari, aparentemente perdido e sofrendo com o calor excessivo. “Cuidamos dele para aliviar os efeitos das altas temperaturas que enfrentou. Mas, apesar da situação em que foi encontrado, ele estava bem e apto para retornar logo para a natureza”, afirma a médica veterinária.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana