conecte-se conosco

Política Estadual

Cadeira de rodas via SUS é tema de audiência

Publicado

A Comissão de Saúde promove audiência pública nesta terça-feira (3) para discutir as demandas relacionadas com as cadeiras de rodas fornecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O debate será no Plenário Dirceu Cardoso, às 19 horas, e deve contar com a presença de secretários estaduais e municipais, representantes de entidades de classe e de instituições do campo da saúde além das próprias pessoas com deficiência.

Estão confirmados para o debate: a representante do Fórum Municipal da Pessoa com Deficiência de Vila Velha, Rosilda Maria Diniz; o diretor Administrativo do Centro de Reabilitação Física do Espírito Santo (Crefes), Ivany Heringer Braz; e a chefe do Núcleo da Unidade de Trabalho de Prótese, Órtese e meios auxiliares de locomoção (UTPO), Adriana Gimenez Mascarenhas.

De acordo com o site do Governo do Estado, de janeiro até o início de abril de 2019, o Centro de Reabilitação Física do Espírito Santo (Crefes) entregou 985 materiais, entre meios de locomoção, próteses e órteses para a população que necessita do serviço. Desse material foram 97 cadeiras, sendo 71 para tetraplégicos infantis e juvenis e 26 cadeiras para paraplégico com adequação postural.

Leia mais:  Previdência: PLC traz regras de transição para atuais servidores

A Comissão de Saúde é presidida por Doutor Hércules (MDB), o Dr. Emilio Mameri (PSDB) é o vice-presidente e o deputado Hudson Leal (Republicanos) é membro efetivo.

Comentários Facebook
publicidade

Política Estadual

Empreendedorismo nas escolas é tema de PL

Publicado

Iniciativas ou experiências educacionais dentro e fora da sala de aula e que têm como objetivo inspirar e proporcionar oportunidades para os estudantes se envolverem com o empreendedorismo. Esse é o desejo do deputado Luciano Machado (PV) no Projeto de Lei (PL) 829/2019 que tramita na Assembleia Legislativa (Ales).

A matéria prevê que a Política Estadual de Empreendedorismo seja instituída e desenvolvida nas instituições de ensino do Estado do Espírito Santo. O envolvimento com o empreendedorismo se daria na forma de disciplinas, técnicas de ensino, materiais didáticos, pesquisas, projetos interdisciplinares, eventos culturais, feiras, programas de tutoria e mentoria.

O texto do próprio projeto explica que se entende por empreendedorismo o aprendizado pessoal que, impulsionado pela motivação, criatividade e iniciativa, capacita para a descoberta vocacional, a percepção de oportunidade e a construção de um projeto de vida.

Entre as diretrizes da política sugerida estaria estimular a realização de pesquisas, experimentos e atividades que visem ao aprimoramento de ideias, à concretização e ao efetivo funcionamento dos negócios implementados. Entre os objetivos estão fomentar a atividade econômica e apoiar a criação e a gestão de pequenas empresas; além de desenvolver as competências empreendedoras nos alunos.

Leia mais:  Sete urgências compõem a pauta desta quarta-feira

Para o deputado Luciano Machado, os meios de ensino são estratégicos para difundir a cultura empreendedora, assim como o potencial criativo dos estudantes, para que estes possam dar vazão às suas competências empreendedoras. “O ensino do empreendedorismo já é uma prática mundial, sendo considerada uma estratégia nacional de ensino. Parcerias entre o Poder Público e instituições, como o Sebrae, concretizarão técnicas e ferramentas de aprendizagem inovadoras”, justifica.

O projeto será analisado pelas Comissões de Justiça, Educação e Finanças.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana