conecte-se conosco


Agronegócio & Turismo

Cafés de produtores de Castelo são vendidos por até R$ 6 mil em Encontro de Compradores Interacionais

Em evento realizado no dia 21 de fevereiro, em Alto Caparaó, MG pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Apex Brasil, classificou amostras de cafés especiais de várias regiões. O município de Castelo – ES se destacou com 5 produtores entre amostras classificadas dos estados de Minas Gerais, Bahia e Espirito […]

Publicados

em

Em evento realizado no dia 21 de fevereiro, em Alto Caparaó, MG pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Apex Brasil, classificou amostras de cafés especiais de várias regiões.

O município de Castelo – ES se destacou com 5 produtores entre amostras classificadas dos estados de Minas Gerais, Bahia e Espirito Santo.

Os micros lotes de 20 quilos de café com colheita tardia com classificação mínima de 88 pontos classificados foram arrematados no leilão por até R$ 6.000,00, os produtores que representaram o município de Castelo são: Abner Dalvi Tomazini – Sítio Bateia (Tomazini Filho), Eduardo Vettorazzi Tozi –Sítio Floresta, Genésio Tomaz Tomazini – Sítio Bateia Genésio Tomazini, Maria da Penha Dalvi Tomazini –Sitio Bateia (Familia Tomazini), Valdeir Dalcin Tomazin – Sítio Bateia (Tomazini) região Montanhas do Espírito Santo.

Segundo o Secretário Municipal de Agricultura, Victor Emanuel Schettino. “Todo esse resultado positivo para o município de Castelo é graça ao empenho e o trabalho dos produtores de cafés especiais e o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura que através da Sala de Classificação de Cafés coordenada pelo servidor Dimas Sasso Christo acompanharam os produtores no evento. Parabenizamos a todos pelas conquistas e bons negócios efetuados”.

Comentários Facebook
Propaganda

Agronegócio & Turismo

Voos Campos – Rio vão ser retomados em novembro

Publicados

em

O Cessna Caravan leva até nove passageiros e opera em todo o país

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras anunciou o retorno dos voos de Campos dos Goytacazes, no Norte fluminense, para a capital do estado a partir do próximo dia 12 de novembro. O acerto foi anunciado após encontro entre a direção da empresa e executivos de agências de turismo no fim da semana passada, em Barueri (SP). As operações estavam suspensas em razão da pandemia da covid-19.

“Não poderíamos ficar aqui sentados e fomos em busca deste resultado. O alto comando da Azul nos recebeu muito bem. A empresa entendeu a importância da região e a retomada dos voos”, disse Marcelo Miranda, diretor executivo de uma agência de turismo.

De acordo com informações do assessor da presidência da Azul, Ronaldo Veras, e o diretor de Relações Institucionais da empresa, Marcelo Bento, em princípio a retomada dos dois voos diários para o Rio será feita numa aeronave Cessna Caravan, monomotor de nove lugares. À medida em que o mercado se reaquecer, a previsão é de que haja o retorno das viagens através do ATR-72, com capacidade para até 70 lugares.

Desta vez, a rota Rio – Campos – Rio será feita sem escalas em Macaé. Os voos sairão do Aeroporto Santos Dumont (SDU) às 6h20 e 12h40. A volta, saindo do Aeroporto Bartolomeu Lisandro (CAW), acontece às 7h40 e 14 horas (Em consulta do Hoje ES ao site da Azul, cada trecho para compra hoje (05/10) custa entre R$ 801,96 e R$ 809,37).

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana