conecte-se conosco

Economia

Caixa abre 771 agências hoje para pagar auxílio emergencial

Publicado


A Caixa Econômica Federal abre hoje (21) 771 agências para o pagamento do auxílio emergencial a 7,4 milhões de beneficiários dos ciclos 3 e 4 nascidos em abril e maio. O atendimento será das 8h ao meio-dia.

Ao todo, foram creditados R$ 6,1 bilhões para esse público. Desse total, R$ 2,7 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial, de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras).

O restante, R$ 3,4 bilhões, corresponde às parcelas do auxílio emergencial extensão, de R$ 300 (R$ 600 para mães solteiras).

A lista das agências está disponível no endereço. Não é preciso chegar antes do horário de abertura. Em comunicado, a Caixa esclareceu que todas as pessoas que procurarem as agências dentro do período de funcionamento serão atendidas.

Além do saque, será possível transferir de forma gratuita os valores, por meio do aplicativo Caixa Tem, para outra conta, seja da Caixa ou de outras instituições financeiras.

Beneficiários

Do total de beneficiários, 3,6 milhões de pessoas nasceram em abril e 3,8 milhões, em maio. Entre os beneficiários do ciclo 3, o dinheiro havia sido depositado na conta poupança digital em 9 de outubro, para os nascidos em abril, e em 11 de outubro, para os nascidos em maio.

No ciclo 4, os depósitos na poupança digital haviam sido feitos em 6 de novembro, para os nascidos em abril, e em 8 de novembro, para os nascidos em maio.

Desde então, os recursos podiam ser movimentados apenas por meio do Caixa Tem, que permite compras por cartão de débito virtual, compras por QR Code (versão avançada do código de barras) em estabelecimentos parceiros e o pagamento de boletos e de contas residenciais.

Somados aos pagamentos deste sábado, o auxílio emergencial alcançará 67,8 milhões de brasileiros, num montante de R$ 258,2 bilhões.

Edição: Kleber Sampaio

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Ceagesp entregou mais de 733 toneladas de alimentos durante a pandemia

Publicado


A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) já distribuiu mais de 733 toneladas de alimentos durante o período de pandemia, informou hoje (2) o presidente da instituição, Mello Araújo.

O número diz respeito ao trabalho feito pela Ceagesp de março – data da declaração da emergência sanitária – a novembro deste ano, e deve aumentar com a consolidação das doações de dezembro, que ainda não foram computadas pela companhia.

Os alimentos são fornecidos por atacadistas, produtores rurais e agroindústrias que usam os serviços de armazenamento e distribuição da Ceagesp para suprir as necessidades de grandes centros urbanos. Após doados, eles são transformados em marmitas, sopas, complementos alimentares e vitamínicos e servidos à população em 18 cidades do estado.

A iniciativa visa a beneficiar famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Apesar de ter sido sido inaugurada antes do período da pandemia de covid-19, a campanha de distribuição de alimentos da Ceagesp mobilizou colaboradores em caráter especial para mitigar os danos causados pela paralisação econômica após a declaração de emergência sanitária.

“Nosso objetivo é colaborar com as famílias que passam por situação de vulnerabilidade alimentar e mostrar à sociedade a força da Ceagesp, além de continuar a contribuir para que esse problema diminua no mundo atual”, disse Mello Araújo.

Cartilha de alimentação

A Ceagesp, além das ações beneficentes de distribuição de alimentos, também fornece guias de orientação alimentar e de boas práticas na escolha, no manuseio e preparo das refeições.

Para o período de pandemia, a companhia elaborou um caderno especial de orientações ao consumidor, com a ajuda da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A publicação mostra como otimizar as saídas de casa para abastecimento, como condicionar frutas, legumes e vegetais para que durem mais e como higienizá-los adequadamente para minimizar o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Outra publicação da companhia mostra como tirar as principais dúvidas em relação aos alimentos, além de fornecer dicas de nutrição saudável para as famílias e orientações sobre o congelamento de hortaliças, legumes, verduras e carnes. 

Vinculada ao Ministério da Economia, a Ceagesp é considerada o maior posto de comercialização de produtos hortícolas da América Latina.

Edição: Graça Adjuto

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana