conecte-se conosco

Grande Vitória

Cantor do The Voice Kids movimenta Colonia de Férias do Cajun

Publicado

Divulgação Semas

Cantor Welcson Viegas conversa com crianças da Colônia de Férias do Cajun Praia do Suá

Depois da conversa, Welcson esbanjou simpatia para tirar fotos com as crianças

As 14 crianças da Colônia de Férias do Cajun da Praia do Suá tiveram uma surpresa na tarde desta segunda-feira (13). O cantor Welcson Viegas, de 12 anos, movimentou a programação, cantando, conversando e fazendo fotos com os participantes.

Welcson é morador do bairro Santa Martha e ganhou fama após participar da estreia do programa The Voice Kids 2020, da TV Globo, no último dia 5. Na apresentação, ele foi escolhido pela dupla sertaneja Simone e Simaria. “Ainda estou sonhando, muito emocionado. Eu queria muito que elas me escolhessem e aconteceu”, contou.

As crianças fizeram várias perguntas ao cantor adolescentes, que respondeu a todas muito à vontade. Ele contou que queria ser engenheiro. “Mas a matemática começou a ficar a difícil e o amor pela música só cresceu”, disse, acrescentando que se inspirou no pai. Welbert, que também é músico.

Ele contou ainda que tentou participar do programa em 2017, mas não conseguiu. Depois disso, fez aulas de canto e se preparou com mais afinco para a competição, sempre com o apoio da família. “Tenha sempre um objetivo e assim você conquistará seus sonhos”, disse para o Cajun.

Welcson estava acompanhado pela empresária e tia, Ana Paula Viegas, e o convite para o Cajun foi feito pela educadora de música da unidade, Jaqueline Rodrigues de Jesus.

Férias

As colônias de férias do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Caminhando Juntos (Cajun) prosseguem em todas as unidades, crianças e adolescentes com idades entre 6 e 15 anos, até dia 31. A participação é gratuita e as inscrições devem ser realizadas diretamente nos Cajuns.

Comentários Facebook
publicidade

Grande Vitória

Coronavírus: Secretaria de Saúde otimiza atuação de assistentes sociais

Publicado


.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) iniciou um projeto para identificar como a pandemia do novo coronavírus impactou as atividades dos assistentes sociais da pasta e debater estratégias de potencializar a atuação dos profissionais, principalmente, na intervenção no cenário dos desdobramentos pós-pico da pandemia.

Será uma série de atividades, como encontros virtuais, em parceria com a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

“Sabemos que aspectos sociais e econômicos influenciam na saúde das pessoas e, numa pandemia, as situações de vulnerabilidade costumam ser agravadas, exigindo que o assistente social mobilize recursos para enfrentar essas condições”, explica referência técnica da Secretaria Executiva da Semus, Clarice Imperial.

Metodologia

Os assistentes sociais da Semus foram organizados em duas turmas, agrupadas por territórios, portanto, com realidades semelhantes. Durante os encontros, os profissionais também farão o compartilhamento de documentos e informações para subsidiar a atuação nos diferentes espaços ocupacionais.

A coordenação do projeto, composta por técnicos da Semus e da Ufes, formularam e aplicaram questionários junto aos assistentes sociais com o objetivo de identificar a realidade e as expectativas desses profissionais.  Foi possível identificar o perfil dos profissionais e principais necessidades para atuação.

A assistente social da Unidade de Saúde de Santa Luiza Patrícia Amorim destaca que os encontros fortalecerão o trabalho dos profissionais nesse momento. “Se antes trabalhávamos com tantos outros profissionais nas unidades de saúde, utilizando nossa presença, nossa voz, agora precisamos adaptar nosso trabalho utilizando tecnologias e de forma remota. Esses encontros irão permitir que façamos os ajustes necessários nos processos de trabalho de forma coletiva, dividindo experiências”.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana