conecte-se conosco

Agronegócio & Turismo

Carnaval em Belo Horizonte tem 23 dias de folia e monta esquema contra chuvas

Publicado

source

O carnaval em Belo Horizonte já começou. Apesar das incertezas depois de um janeiro com intensas chuvas na cidade, a Secretaria de Turismo confirmou que a edição de 2020 terá mais de 500 desfiles de blocos de rua, além de palcos espalhados pelas regionais e as tradicionais apresentações das escolas de samba.

belo horizonte arrow-options
Reprodução/ Belotur

O carnaval em Belo Horizonte tem 23 dias de festa e muitos blocos pelo centro

A folia mineira está no Top 5 de festas pelo país. No último ano, BH viu um aumento de 13% em relação ao mesmo período de 2018 e pretende fazer uma festa muito maior em 2020.

“O grande diferencial do Carnaval de Belo Horizonte está em seu planejamento robusto para atender as demandas da sociedade civil com as festividades nas ruas da cidade. É, sem sombra de dúvidas, um dos carnavais mais seguros do país. Tanto é que em seu primeiro fim de semana (8 e 9 de fevereiro), com tanta programação de rua, nenhuma ocorrência séria foi registrada pelos profissionais de segurança”, comenta Gilberto Castro, presidente da Belotur.

A folia em Belo Horizonte teve início no dia 08 de fevereiro e vai até o dia 01 de março. Considerando que o feriado de carnaval é somente no dia 25 de fevereiro, a cidade respira a comemoração por quase um mês.

Quem já passou o carnaval em Belo Horizonte garante que tem diversão para todos os gostos. “Se você quer sertanejo tem, funk, axé, pop, têm todos”, explica o gerente de vendas, Eduardo Cesar Comanduci, morador da cidade.

A festa ainda conta, todos os anos, com um concurso que elege a “corte momesca” do carnaval. Composta por um rei momo, uma rainha e uma princesa, o trio é responsável por divulgar a festa em BH e participa de diversos eventos durante o ano. As coroações sempre acontecem no mês de setembro.

Os 500 desfiles de blocos de rua têm início com o Kandandu, encontro de blocos afros de BH na sexta-feira (dia 21) às 18h. Nos oito palcos oficiais dispostos pela cidade, os shows terão acesso para pessoas com mobilidade reduzida e tradução em libras. 

Mas não é só isso, existem também festas privadas que os foliões podem aproveitar. “No clube Chalezinho eles fecham quadras de futebol para o carnaval, tem o Mirante também com festa fechada, mas o melhor é o de rua porque você não paga nada e sai com a sua galera”, comenta Eduardo.

A chuva pode atrapalhar o carnaval em Belo Horizonte?

chuva arrow-options
undefined

As chuvas têm castigado Belo Horizonte

Nos últimos dias de janeiro, grande parte do estado de Minas Gerais foi sido castigada com fortes chuvas. Belo Horizonte foi uma das cidades mais atingidas. Apesar dos problemas estruturais, no fim de janeiro o prefeito Alexandre Kalil confirmou o calendário do carnaval na cidade.

Para manter a segurança dos foliões, a Defesa Civil de BH estará de plantão 24 horas por dia durante o Carnaval e atualizará sobre o tempo em suas redes sociais. Organizadores de blocos e escolas de samba serão orientados sobre o que fazer em caso de chuvas fortes, e o órgão também divulgou informações aos participantes. Confira:

Em caso de chuva forte

  • Durante os deslocamentos dirija com segurança. Verifique os limpadores de pára-brisas, faróis, lanternas, luzes de freio e pneus. Evite frear bruscamente e dar “golpes na direção”, para reduzir o risco de aquaplanagem. Deixe um espaço de segurança entre você e o veículo da frente.
  • Não tente atravessar ou caminhar em enxurradas. A força da água pode te arrastar!
  • Evite trafegar em áreas de inundação ou em ruas sujeitas a alagamentos.
  • Se for surpreendido por uma súbita inundação, abra os vidros e suba para o teto do veículo pela janela, identifique algum ponto fixo seguro e ligue imediatamente para a CORPO DE BOMBEIROS (193).
  • Durante vendavais, não se abrigue ou estacione debaixo de árvores, pois podem ocorrer quedas de galhos ou tombamentos ocasionando graves acidentes.
  • Durante as tempestades com raios evite a exposição com superfícies condutoras. (esquadrias, fios, cercas de arame, varais metálicos, linhas de transmissão de energia e linhas de trem e estruturas metálicas).  
  • Se estiver na rua, abrigue-se e não permaneça em áreas abertas.
  • Não fique no alto de morros ou no topo de prédios.
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos arrebentados ou molhados. Ligue imediatamente para a CEMIG (116)
  • Ao notar depressões no terreno ou rachaduras nas paredes não fique próximo! Busque local seguro.

A reportagem consultou a unidade de Belo Horizonte do INMET – Instituto Nacional de Metereologia. De acordo com eles, é cedo para prever temporais nos dias de carnaval. A única projeção é a média histórica de chuvas para o mês de fevereiro que é de 181,4 mm, considerado normal. Portanto, quem for para BH é bom acompanhar a previsão do tempo.

Quanto custa passar o carnaval em BH?

carnaval arrow-options
shutterstock

O carnaval em Belo Horizonte promete ser maior do que no ano anterior

Em pesquisa realizada pela Kayak , Belo Horizonte ficou em segundo lugar como o destino mais barato para aproveitar o Carnaval 2020 . De acordo com o site, a média das passagens aéreas é de R$ 749, a média da diária dos hotéis é de R$ 90 e a média do pacote hospedagem + aéreo é R$ 1.199.

Confira o preço das passagens para BH (ida e volta) saindo das principais capitais do país no dia 21 de fevereiro e retornando em 26 de fevereiro*:

  • São Paulo – Belo Horizonte: R$ 755 a R$ 915
  • Rio de Janeiro – Belo Horizonte: R$ 306 a R$ 356
  • Porto Alegre – Belo Horizonte: R$ 1.049 a R$ 1.845
  • Salvador – Belo Horizonte: R$ 884 a R$ 1.460
  • Manaus – Belo Horizonte: R$ 1.540 a R$ 2.424

Leia também: Sem tempo para a folia – 10 destinos para fugir do Carnaval 

No quesito hospedagem, vale a pena buscar ofertas de hotéis ou hostels em plataformas de ofertas, como o Peixe Urbano e Decolar.com . Para quem gosta de farra, o ideal é buscar um hotel no centro da cidade que fica bem pertinho dos blocos no carnaval em Belo Horizonte .

*valores consultados em 12 de fevereiro

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio & Turismo

Você pode pegar vírus num cruzeiro? Entenda como é a limpeza dos navios

Publicado

source

A epidemia do novo coronavírus (COVID-2019) na China tem espantado o mundo. Casos foram diagnosticados em outros países e até em navios de cruzeiro. Um deles, o navio Diamond Princess, está atracado no Japão desde o dia 03 de fevereiro com 542 pessoas infectadas a bordo – até esta terça-feira (18).

Leia também: O planejamento faz viagem de cruzeiro sair 30% mais barata

limpeza arrow-options
shutterstock

A limpeza interna de navios de cruzeiro é bem rigorosa

O confinamento e a aglomeração de pessoas dentro de navios de cruzeiro pode ser um prato cheio para a proliferação de um vírus. Mas como evitar esse problema? Um ex-membro da tripulação de um cruzeiro fala ao Express como são feitas as limpezas no navio, e saber tais detalhes vai aliviar a mente de quem tem viagem marcada nos próximos meses.

“Trabalhei em um navio por dois verões e poderia responder a muitas perguntas, mas os padrões de limpeza são muito altos. Existe uma organização na qual não consigo lembrar o nome que visita os navios aleatoriamente para verificar a limpeza e, se o navio não atender aos padrões, não poderá navegar”, comenta o ex-tripulante.

“Eu trabalhava no centro de atividades infantis e, no último dia de cada cruzeiro, realizávamos uma limpeza especial de duas horas com uma certa solução de limpeza em literalmente todos os cantos. Os brinquedos são limpos a vapor, os que tem pequenos orifícios são lavados à mão, os com muitas fendas são limpos com cotonetes e etc”.

Quem também comenta sobre o assunto é Brain David Bruns, escritor do livro “Cruise a la Carte”. Em sua publicação, ele, que também já trabalhou em navios, conta que, apesar das regras rigorosas de limpeza, alguns hóspedes cuidam eles mesmos da “luta contra os germes”.

“Muitos convidados de cruzeiro entram em sua cabine e limpam prontamente todas as superfícies, como interruptores de luz, maçanetas, torneiras e telefone, com lenços desinfetantes; “, explica.

Brian ainda diz que o esforço é desnecessário “Todo porto doméstico, comissários de quarto desinfetam todos os itens de alto toque na cabine, especialmente no banheiro. Os banheiros têm cerca de 400 vezes menos bactérias do que a sua mesa de escritório”, finaliza.

Leia também: Quais são as melhores companhias de cruzeiro em 2020?

Com esses depoimentos, dá para ficar mais tranquilo em relação ao novo coronavírus em navios de cruzeiro.  Se evitar as áreas afetadas e tomar os cuidados pessoais de higiene, dentro de um navio você não irá pegar nenhum vírus.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana