conecte-se conosco

Estado

Casagrande anuncia aquaviário em 2021 e ampliação da Terceira Ponte

Publicado

O governador do Espírito Santo Renato Casagrande (PSB) anunciou, na manhã desta segunda-feira (13), o início da operação do aquaviário, com trajeto entre os municípios de Vitória e Vila Velha, para 2021. Ele também divulgou obras importantes para mobilidade urbana da região Metropolitana de Vitória, como a ampliação da Terceira Ponte e o início das obras no Terminal de Itaparica, fechado desde 2018.

O prazo para operação do aquaviário, que vai ligar as cidades da região metropolitana Vitória, Vila Velha e Cariacica, foi prorrogado novamente. De acordo com Casagrande, a nova promessa é de que a operação do modal tenha início em 2021. O projeto está em fase de contratação da empresa.

“O aquaviário vai estar funcionando em 2021. Ele não transporta muita gente não, está certo? Mas é uma alternativa para quem mora perto, em alguns bairros do Centro [de Vitória], de Itacibá [Cariacica], e da Prainha [Vila Velha], mas é uma alternativa a mais para o transporte coletivo”, revelou Casagrande.

Metrô de superfície

Velha promessa de governantes para melhorar o trânsito da região metropolitana de Vitória, o governador afirma que o projeto do metrô de superfície não existe mais.

No entanto, Casagrande informou que o governo foi procurado por uma empresa que tem interesse em instalar um monotrilho leve, que ligaria o Terminal de Carapina, na Serra, e o Terminal Rodoviário de Vitória.

“Nós autorizamos a empresa a estudar e abrimos edital para saber se outras empresas querem também estudar”, informou.

Terminal de Itaparica

Interditado desde novembro de 2018, a obra de reconstrução do Terminal de Itaparica, em Vila Velha, começa em janeiro deste ano e a previsão é de que seja concluída em um ano.

Leia mais:  Ônibus cai em barranco e deixa mais de 20 feridos em Atílio Vivácqua

O terminal foi inaugurado em 2009, com investimento de R$ 12 milhões. Um laudo divulgado no final de julho de 2018 apontou problemas na estrutura e riscos de desabamento do teto. A vistoria foi pedida porque, em 2013, parte da cobertura do Terminal caiu durante uma tempestade. Em 2015, outra parte foi removida por também apresentar riscos. Em dezembro de 2018, a cobertura da estrutura foi demolida.

“O terminal não precisava ser derrubado, mas foi derrubado. Recebemos essa herança e estamos dando conta dela”, disse o governador. Quando foi fechado, cerca de 45 mil passageiros dependiam do terminal para pegar ônibus diariamente. As linhas que passavam no local foram transferidas para os terminais do Ibes e de Vila Velha.

Pontes

Outro projeto de mobilidade urbana deixado pelo governador é o da Quarta Ponte. O projeto que ligaria os municípios de Vitória e Cariacica foi apresentado por Casagrande em 2013, na primeira gestão dele no executivo estadual (2011-2015). A previsão era de que a obra tivesse início em 2014 e fosse concluída em 2018.

Agora, Casagrande diz que a construção da Quarta Ponte não está mais na sua programação de governo e o foco de investimento é na reforma da Segunda Ponte, entre Vitória e Cariacica, e ampliação da Terceira Ponte, que liga a capital a Vila Velha. “Se uma empresa privada quiser estudar a Quarta Ponte, nós atualizaremos”, revelou.

Para as obras de ampliação da Terceira Ponte, o governador disse que o edital para contratar a empresa que vai fazer o projeto e a execução será publicado neste mês. O início das obras está previsto para o segundo semestre deste ano. O prazo para a conclusão é de três anos.

Leia mais:  Ales entra com ação civil pública contra bloqueio de verbas da Ufes

Trânsito

O governador também anunciou obras para melhorar a estrutura viária em trechos de congestionamento da Grande Vitória, como na chegada de Vitória pelo município de Cariacica, com a obra do Portal do Príncipe, e também na região de Carapina, na Serra.

“O trânsito naquela região vai ficar muito melhor quando ficar pronto o contorno do Mestre Álvaro. Para esse ano, a obra tem orçamento R$ 50 milhões. No ano passado foi feito um investimento de R$ 73 milhões. Então, assim, tem orçamento. Mas depende do governo federal liberar esse dinheiro”, informou.

Outra obra que pretende melhorar o trânsito da região é a ampliação da avenida Fernando Ferrari, no trecho da reta do Antigo Aeroporto, que liga o município de Vitória a Serra. O projeto do governo é aumentar uma faixa de cada sentido e fazer um túnel ou elevado na via que dará acesso para os bairros de Fátima e Jardim Carapina.

“O edital para obra será publicado até março e a obra começa no segundo semestre deste ano. A obra vai melhorar a mobilidade na região de Carapina. A empresa que vencer esse edital que vai dizer se a gente vai ter a construção de um túnel ou um elevado para dar acesso aos bairros de Fátima e Jardim Carapina”, explicou Casagrande. Segundo ele, os recursos para essas obras já estão garantidos.

Fonte: G1

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Hospital Central lança projeto focado na segurança do paciente

Publicado

O Hospital Estadual Central – Benício Tavares Pereira (HEC) começou o ano investindo na segurança do paciente. Após meses de planejamento, o projeto ‘4 Estações da Segurança’ saiu do papel e foi apresentado, nessa sexta-feira (17), aos gestores de diversos setores da instituição. A ideia é implantar e desenvolver ações focadas em uma assistência cada vez mais segura.

O conteúdo apresentado será disseminado entre as equipes, para que todos tenham consciência da importância de suas ações e funções dentro do hospital. O projeto tem o objetivo de unir esforços para proporcionar um atendimento mais seguro ao paciente. Durante todo o ano de 2020, os colaboradores terão a oportunidade de participar de capacitações voltadas para a qualidade dos serviços prestados, fazendo com que isso se torne rotina.

Ao longo de 2019, o projeto foi amplamente discutido e os temas foram escolhidos com base nas sugestões dos envolvidos, sendo eles: “Verão da identificação correta dos pacientes e da comunicação efetiva”; “Outono da higienização das mãos e da segurança na administração de medicamentos”; “Inverno da redução de queda e lesão por pressão”; “Primavera da cirurgia segura”.

Leia mais:  Jaqueline Moraes participa da 2ª edição do TEDx no Rio de Janeiro

Cada um desses temas será trabalhado durante uma estação do ano. Nesse período, os principais assuntos relacionados à segurança do paciente serão abordados com as equipes, e os corredores e postos de enfermagem permanecerão decorados para manter a chama do projeto acesa.

“As ações serão realizadas de formas variadas, dependendo do tema. Podem ser oficinas, teatro, jogos, todas focadas nos temas. Algumas serão mais lúdicas enquanto outras precisarão de um momento de mais ‘seriedade’ e concentração dos participantes”, contou a médica da Qualidade e Núcleo de Segurança do Paciente e uma das idealizadoras do projeto, Cristiana Costa Gomes.

Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC)

A Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC) é uma entidade filantrópica e Organização Social de Saúde (OSS), fundada em 1922 no Brasil. A instituição concentra atividades nas áreas da saúde, educação e assistência social, formando uma rede a serviço da vida.

Desde 2011, a ACSC é a responsável pelo gerenciamento do Hospital Estadual Central – Benício Tavares Pereira (HEC), localizado no Centro de Vitória, garantindo 100% de atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia mais:  Sedes assina laudo para criação de selo de identificação geográfica de produtores de granito

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
(27) 3347-5642 / 3347-5643
[email protected]

Assessoria de Comunicação – Hospital Estadual Central – Benício Tavares Pereira
[email protected]

(27) 3636-4733

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana