conecte-se conosco

Mundo

Casal de brasileiros morre em acidente de carro na Austrália

Publicado

source

IstoÉ

Casal do lado de árvore de natal arrow-options
FACEBOOK / REPRODUÇÃO

Carro no qual casal de brasileiros estava capotou na Austrália

Um casal de brasileiros morreu em um acidente de carro na Austrália no último domingo (12). Eduardo Rodrigues, de 41 anos, e Danielle Billeski, de 37, voltavam de uma viagem com os três filhos pequenos e os pais de Eduardo quando o veículo, de sete lugares, capotou em uma rodovia perto da cidade de Binningup, a 145 km de Perth, onde moravam. As crianças e os avós delas estão internados no hospital. As informações são do Portal Uol.

Segundo relatos, não houve colisão com nenhum outro veículo. A polícia local investiga a circunstâncias do acidente. Danielle trabalhava como cozinheira em uma creche e Eduardo como motorista de ônibus. Além das crianças envolvidas no acidente, o casal também deixa o filho João Miguel, de 15 anos, que mora no Brasil.

Leia também: Acidente com ônibus mata 16 no Peru e dois brasileiros estão entre os feridos

Pela internet, uma brasileira amiga do casal que também mora na Austrália, criou uma campanha para ajudar as crianças que ficaram órfãs. Com a vaquinha, que já recebeu diversas doações, a família já arrecadou, até a manhã desta terça-feira (14), $82 mil dólares australianos.

Outros casais amigos da família na Austrália estão ajudando a cuidar das crianças e dos pais de Eduardo no hospital. O bebê está recebendo leite materno que foi doado por uma brasileira. Nenhum deles corre risco de morte.

Segundo a descrição no site onde estão sendo arrecadadas as doações, o valor ajudará a custear as despesas das crianças, dos pais de Eduardo e também a da família de Danielle que está indo de emergência para a Austrália liberar o corpo da vítima e cuidar dos netos.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

Mundo

Mulher branca presa por puxar a arma contra mulher negra e sua filha

Publicado


source
Jillian aponta  arma para Hill
Reprodução Twitter

Jillian aponta uma arma para Hill



Uma mulher branca  que apontou uma arma para uma mãe negra e sua filha de 15 anos em um estacionamento de Chipotle, foram detidos na quinta-feira a partir do registro de uma câmera do estabelecimento.

Envolvidos no incidente, Jillian Wuestenberg, 32, e Eric Wuestenberg, 42, serão processados por agressão depois que a mulher foi gravada apontando uma arma para a mãe da adolescente, Takelia Hill, no estacionamento do restaurante em Lake Orion na quarta-feira, informou o Detroit News , citando a procuradora do Condado de Oakland, Jessica Cooper.

O confronto começou depois que Jillian supostamente esbarrou na filha adolescente de Hill, Makayla Green, ao sair do Chipotle em Orio por volta das 18h.

Inicialmente as filmagens não capturam a colisão, o incidente é registrado quando chega ao estacionamento e começa com Hill e sua filha discutindo com a mulher, enquanto elas exigem um pedido de desculpas.

“Você é muito racista e ignorante”, diz a adolescente a certa altura, depois que o marido no banco do motorista do veículo ajuda Jillian a entrar no banco do passageiro.A discussão segue com Jillian dizendo a Hill: “Você não pode simplesmente andar por aí chamando os brancos de racistas”.

As cobranças continuam à medida tensão também:”Por que você a esbarraria? Por que você não pediu desculpas? Hill pergunta continuamente à mulher em resposta.

Neste momento Jillian responde: “Os brancos não são racistas … eu me importo com você e me desculpe se você teve um incidente que fez alguém fazer você se sentir assim. Ninguém é racista”. Jillian fecha a janela e o SUV começa a recuar na vaga de estacionamento.

Hill é vista recuando quando o SUV começa a se afastar, antes que ela seja atingida pela janela traseira do veículo, alegando que ela achava que o motorista iria bater neles.

Neste momento Jillian saltou do SUV e puxou uma arma para Hill e sua filha, e Hill pode ser ouvida dizendo: “Ela colocou a arma em mim!” enquanto a mulher grita: “Recupere-se!”

As autoridades em uma entrevista coletiva nesta quinta-feira, detalharam o incidente. Jillian, argumentou que se sentiu ameaçada pelas duas mulheres mesmo estando no carro e sugeriu que as afrodescendentes estavam tentando danificar seu carro.Vários populares denunciaram o ocorrido.

Jillian foi presa junto com seu marido que também estava carregando uma arma e por os dois não terem mostrado as licenças das pistolas.


Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana