conecte-se conosco

Cidades

Centro de Referência da Juventude ajuda instituições a se cadastrem no ES Solidário

Publicado


.

O Centro de Referência da Juventude (CRJ), da Secretaria de Desenvolvimento Social de Cachoeiro (Semdes), está auxiliando organizações que desenvolvem projetos sociais com jovens do município a se cadastrarem no ES Solidário, programa do governo estadual que disponibiliza cestas básicas durante a pandemia.

As entidades que se cadastram recebem as doações para repassá-las às famílias de jovens que vivem em locais com grau elevado de vulnerabilidade social ou com maior possibilidade de propagação da Covid-19.

Até o momento, já foram entregues 80 cestas de alimentos para participantes do Grupo Pedra – Juventude e Diversidade, do Espaço Criança Feliz e do Fórum Municipal da Juventude.

De acordo com o CRJ, o cadastramento foi feito levando em consideração, primeiramente, as entidades que fazem parte do Conselho Municipal da Juventude. Posteriormente, outras entidades foram orientadas a se cadastrar.

Para realizar o cadastro, informa o CRJ, basta acessar o portal coronavirus.es.gov.br/ESsolidario e preencher as informações necessárias, como tipo de organização (coletivo, entidade, grupo ou movimento), nome, CNPJ, telefone e data de fundação ou início das atividades da organização.

As cestas de alimentos chegam no endereço cadastrado e os responsáveis pela entidade as entregam para as famílias vinculadas ao grupo, seguindo as orientações de higiene, por conta da Covid-19.

O CRJ também acompanha e presta contas, ao programa ES Solidário, das cestas que foram entregues.

“Se tornou um desafio para as políticas públicas de cidadania, em especial da juventude, durante a pandemia, encontrar uma forma de continuar atuando. O programa ES Solidário foi um dos caminhos que encontramos para seguir contribuindo com a juventude do município”, afirma o gerente do CRJ, Thiago Tognere.

“Além das ações que temos realizado para assistir as famílias em situação de vulnerabilidade social nesse cenário tão difícil gerado pela pandemia, também buscamos somar forças, com diversos parceiros, para que possamos contribuir com o maior número possível de pessoas”, ressalta a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Márcia Bezerra.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Plano de Convivência: Estado diz que ainda não é o momento

Publicado


.
Plano é fruto de debates com representantes de setores econômicos
Foto: Divulgação/PMCI

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim recebeu, nesta segunda-feira (3), o ofício 101/2020, da Sala de Comando e Controle Coronavírus Covid-19, do Governo do Estado, com resposta referente ao “Plano de Convivência – Atividades Econômicas”, proposto pelo município, após debates com os setores do comércio, bares, restaurantes e eventos.

O ofício traz a seguinte consideração: “Embora reconheçamos todo esforço e preocupação dessa Administração Municipal, na gestão dos diversos impactos decorrentes da Covid-19, sendo o plano proposto considerado consistente e bastante minucioso, tratando de forma muito cuidadosa o tema, neste momento, a Administração Estadual entende ainda não ser oportuno tratar de forma individualizada ações customizadas de quaisquer dos 78 entes municipais, haja vista que ainda não dobramos a curva de aprendizado sobre esta doença, carecendo ainda a centralização das ações e orientações.”

A proposta da Prefeitura de Cachoeiro ao Governo do Estado apresentou estudos e levantamentos acerca do comportamento da pandemia no município, na região sul, comparando-o à Grande Vitória; e as medidas realizadas pela gestão no combate ao Covid-19, que resultaram na desaceleração do contágio. A partir disso, a prefeitura propôs um regramento que integra cuidados de higiene, limpeza, monitoramento e comunicação para a reabertura gradual das atividades econômicas, com descrição de turnos, dias e horários para funcionamento.

“Cachoeiro de Itapemirim chega a quase 90% de curados nesse primeiro dia de agosto, após quatro meses de pandemia. O Espírito Santo já entra no patamar de queda no contágio, mas ainda registra mortes todos os dias. Entendemos que o Estado governa para todos os municípios capixabas, porém Cachoeiro tem particularidades que precisavam ser debatidas. Foi o que fizemos. A resposta ainda não é a queremos, mas entendemos que estamos próximos de um desfecho positivo, principalmente, para os segmentos não essenciais, ainda com restrições ou fechados”, avalia o prefeito Victor Coelho.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana