conecte-se conosco

Esporte

Clássico-Rei abre semifinais da Copa do Nordeste nesta terça-feira

Publicado


.

Fortaleza e Ceará travam duelo histórico nas semifinais da Copa do Nordeste, nesta terça-feira (28), às 21h30, no estádio de Pituaçu, em Salvador. Pela primeira vez, uma partida oficial do Clássico-Rei será disputada fora do estado do Ceará. Por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), todos os jogos restantes da Lampions League ocorrerão no estado da Bahia. 

Quem vencer, disputará o título da competição. Caso a partida termine empatada, o finalista sairá após cobrança de pênaltis. A rivalidade entre as duas equipes vem de longe, lá se vão 101 anos. Os  dois clubes já se enfrentaram este ano em duas oportunidades. Na Primeira Fase da Copa do Nordeste, o clássico terminou empatado de 1 a 1. No Estadual, o Fortaleza, também chamado de Leão do Pici, levou a melhor, vencendo o Vovô, comandado pelo técnico Rogério Ceni, por 2 a 1.

O atual campeão Fortaleza se garantiu na semifinal após eliminar o Sport, no último sábado (25), na disputa por pênaltis, em partida das quartas de final. Em relação ao time titular, Ceni não deve fazer alteração em relação ao último jogo.

 

Por outro lado, o técnico Guto Ferreira tem algumas lacunas a serem preenchidas. Na vitória por 1 a 0 contra o Vitória no sábado (25), o treinador ligou o sinal de alerta. No decorrer da partida, o atacante Rick torceu o tornozelo, e Rafael Sobis foi substituído após passar mal. Caso a dupla não possa entrar em campo esta noite, Lima e Cleber deverão ganhar oportunidade de jogar.

No sistema defensivo o treinador do Vovô terá que resolver outra questão. O zagueiro Luiz Otávio foi expulso contra os baianos, portanto terá que cumprir suspensão automática. A tendência é que Eduardo Brock faça dupla de zaga com Tiago.

Amanhã (29), a outra semifinal será entre Bahia e Confiança, também no Pituaçu. No sábado (25), os baianos conquistaram vaga após vitória por  3 a 1 sobre o Botafogo-PB.  O time sergipano avançou após eliminar, nos pênaltis, o Santa Cruz.

Prováveis escalações

Fortaleza: Felipe Alves; Gabriel Dias, Paulão, Quintero, Bruno Melo; Felipe, Romarinho, Juninho, David; Osvaldo, Wellington Paulista. Técnico: Rogério Ceni.

Ceará: Fernando Prass; Samuel Xavier, Eduardo Brock, Tiago, Bruno Pacheco; Charles Sobral, Ricardinho, Vinícius; Fernando Sobral, Rafael Sobis (Cléber), Rick (Lima). Técnico: Guto Ferreira.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Morre apresentador do SporTV Rodrigo Rodrigues

Publicado

Morreu hoje (28/07), aos 45 anos, o jornalista, músico e escritor Rodrigo Rodrigues. Ele teve diagnóstico de Covid-19 e estava internado desde o último sábado no Hospital Unimed-Rio, no Rio de Janeiro.

Um dos principais apresentadores do SporTV, ele recebeu diagnóstico na primeira quinzena de julho. Após sentir-se mal no último sábado, RR, como era chamado, teve complicações devido a uma cirurgia para controlar uma trombose venosa cerebral (TVC) e não resistiu. A confirmação da morte foi feita no programa SportTV News, do SporTV.

Rodrigo nasceu no Rio e fez carreira em diversos canais de televisão, como TV Cultura, SBT, ESPN Brasil, Band, Gazeta e Esporte Interativo. No SporTV, ele comandou programas como “Troca de passes”, “Redação SporTV”, “SporTV News”, “Tá na Área” e “Seleção SporTV”, além de ancorar o “Globo Esporte” em esquema de plantão aos sábados na TV aberta. Na ESPN Brasil, ele foi o primeiro apresentador do “Resenha ESPN”, um dos mais conceituados programas do gênero.

Além do esporte, o jornalista também trabalhou na área cultural, em programas como “Vitrine”, da TV Cultura, “5 Discos”, da Gazeta, e “Cor de Rosa”, do SBT. Ainda lançou livros: “As Aventuras da Blitz”, sobre a trajetória do grupo musical comandado por Evandro Mesquita, e “London London”, um guia para conhecer Londres de metrô.

O apresentador também se notabilizou na música. Ele era guitarrista da banda “The Soundtrackers”, que toca apenas trilhas sonoras do cinema, e chegou a se apresentar no quadro “Ding Dong”, do “Domingão do Faustão”. Ele também trabalhou como locutor e apresentador da Rádio Globo em São Paulo.

“Comecei desenhando, passei para o violão e aí, quando eu achava que ia ser professor de artes e tocar na noite, fiz um teste acidental e virei apresentador. E não parei mais, faz 25 anos isso”, disse, em março.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana