conecte-se conosco

Entretenimento

Com bumbum à mostra, Geisy Arruda dá bronca em haters: “Aceitação? nunca quis”

Publicado


source

Sem papas na língua,  Geisy Arruda usou suas redes sociais nesta terça-feira (7) para dar uma bronca nos homens que não respeitam as mulheres por suas escolhas e que a criticam diariamente. Para isso, a influencer compartilhou um clique desinibido do seu bumbum.

Geisy Arruda
Reprodução/Instagram

Geisy Arruda


“Vou contar uma coisa para vocês, eu sou uma mina inteligente e gente boa pra caramba. Eu também sou uma mulher que tomou paulada da vida desde cedo, e aprendi que ‘meu corpo, minhas regras’ e que minha vida pertence a mim, como a minha felicidade só depende de mim também. Aceitação de vocês? Aprovação? Nunca quis”, escreveu Geisy Arruda .

“Aprendi a não deixar ninguém dizer o que eu devo fazer, vestir ou me comportar! Então o f…-se vai ser meu bom dia hoje! Porque vocês estão vendo uma raba. Eu estou vendo uma senhora raba de uma mulher f…! Aos homens que não respeitarão e às mulheres que irão me julgar: meu f…-se está sempre ligado. Segue!”, completou.

Já nos seus Stories, ela compartilhou uma conversa que teve com uma seguidora que a aconselhou para não se expor demais. “Você não tem de achar nada. Só cuida da sua vida”, desabafou a modelo.

“As pessoas têm de me respeitar se eu estiver pintada de roxo porque eu sou uma mulher livre. Se eu quiser postar 50 fotos da minha raba, vou postar e vocês têm de respeitar. A raba é minha e não é uma propriedade”, concluiu Geisy Arruda .


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Vovó Naná, do “BBB 9”, fala de sequelas após sofrer cinco AVCs

Publicado


source
Vó Naná se recupera de cinco AVCs
Reprodução

Vó Naná se recupera de cinco AVCs


Naiá Barros, que ficou mais conhecida como Vovó Naná quando participou do “BBB 9”, sofreu cinco AVCs em março de 2018, tendo que ficar um mês internada. Agora, aos 72 anos, ela luta para se recurar das sequelas que os acidentes vasculares cerebrais deixaram – Naná teve a visão e a fala comprometidas, tem dificuldade para andar e está com o lado esquerdo do corpo paralisado.

“Foram cinco AVCs, um atrás do outro. Fiquei dez horas no chão esperando socorro. Pensei no pior, tive medo, mas nunca me faltou fé. Meu lado esquerdo do braço e da perna ficaram paralisados. Caminho com dificuldade, com uma bengala. Precisei aprender a andar num guindaste. A fala ficou bem comprometida, estou com dificuldade de enxergar e teclar. Os médicos dizem que, pelo jeito que eu estava e fiquei, o que aconteceu comigo foi um milagre”, afirma ao jornal Extra.

Naiá está isolada no apartamento que ganhou do filho, em Indaiatuba, em São Paulo. O imóvel fica em frente a casa de suas filhas e ela tem também a companhia de uma cuidadora. Por causa da pandemia, ela teve que interromper as sessões de hidroterapia que estava fazendo e espera voltar o tratamento agora em agosto.

“Sinto muita saudade de trabalhar. Ficar em em casa é horrível. Passo o dia vendo TV. Mas também fico com um pouco de vergonha de sair, porque sou vaidosa. Eu era uma pessoa tão bonita e não estou mais assim agora. Não tenho mais vaidade. A idade vai chegando…”, lamenta ela.

“Meu filho me ajuda, ele tem condições e me ajuda em tudo. O que eu gasto de remédio… Eu tomo remédio para o coração, para diabres, pressão, pra tudo”, conta. Além dele, Naná tem mais três filhos, seis netos e um bisneto.

Antes do acidente, ela namorava um homem 28 anos mais jovem. “Ele é meu amigo agora. Depois que eu tive AVC, não quis mais namorar”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana