conecte-se conosco


Economia

Com orçamento de R$ 66 milhões em 2019, Vargem Alta segue aumentando receita

Educação é área que mais recebeu recursos ao longo dos anos A saúde financeira de muitos municípios do Espírito Santo é bastante complicada. A conta não fecha, despesas esmagam receitas e travam investimento. Em Vargem Alta, porém, a tônica é de aumento da receita nos últimos anos. O Orçamento Anual de 2018, elaborado e entregue […]

Publicados

em

Educação é área que mais recebeu recursos ao longo dos anos

A saúde financeira de muitos municípios do Espírito Santo é bastante complicada. A conta não fecha, despesas esmagam receitas e travam investimento. Em Vargem Alta, porém, a tônica é de aumento da receita nos últimos anos.

O Orçamento Anual de 2018, elaborado e entregue em 2017 pelo prefeito João Chrisóstomo Altoé (PSDB), por exemplo, registrou uma entrada de recursos na ordem de R$ 66.242.778,38.

Comparado ao exercício anterior, cuja receita municipal foi de R$ 59.937.582,11, houve aumento de 10,52%. E essa fórmula vem se repetindo no ano com aumentos graduais.

Embora as despesas zerem os cofres públicos, é de se ressaltar que não fechar o ano no vermelho é privilégio para poucos municípios, estados federados e até para a União.

Em nível nacional, a Lei Orçamentária Anual aponta um déficit primário de R$ 190 bilhões. O texto, aprovado no final do ano passado pelo Congresso, prevê um total de R$ 3,38 trilhões em despesas.

O exemplo de Vargem Alta, no Sul do Espírito Santo, aponta para o equilíbrio. E manter os cofres públicos sadios é fundamental para entregas importantes à população.

A previsão de distribuição de parte do orçamento em Educação é de R$ 16,84 milhões ante R$ 11,81 destinados à pasta em 2017. Aumento significativo para uma das áreas mais sensíveis e fundamentais da administração pública.

O crescente aumento na receita do município é mantido, além da boa gestão dos recursos público, mesmo com o prenúncio de uma derrocada financeira.

Por exemplo, em 2012, portanto antes do recesso em que entrou o Brasil, o então prefeito de Vargem Alta, Elieser Rabello (MDB), já exercitava o que segue empregado na administração pública local. Com uma receita de R$ 41,24 milhões, (37,3% menor do que o previsto para este ano), a Secretaria Municipal de Educação recebeu R$ 10,7 milhões.

Já em 2016, último ano de João Bosco Dias (PSB) à frente da Prefeitura, e com uma receita de R$ 56,14 milhões, a mesma pasta teve R$ 15,94 milhões à disposição.

Comentários Facebook
Propaganda

Economia

Dólar sobe para R$ 5,26 e fecha no maior valor desde fevereiro

Publicados

em

A possibilidade de os Estados Unidos entrarem em recessão fez o mercado financeiro ter um dia de nervosismo em todo o planeta. O dólar subiu e fechou no maior nível desde fevereiro. A bolsa de valores chegou a abrir em alta, mas perdeu fôlego no meio da sessão.

O dólar comercial encerrou esta terça-feira (28) vendido a R$ 5,266, com alta de R$ 0,032 (+0,6%). A cotação iniciou o dia em baixa, chegando a cair para R$ 5,19 na mínima do dia, por volta das 11h, mas reverteu a tendência durante a tarde, à medida que o pessimismo se consolidou no mercado internacional e local.

A moeda norte-americana está no maior valor desde 4 de fevereiro, quando tinha sido vendida a R$ 5,32. Nos últimos 16 pregões, o dólar subiu em 13. A divisa acumula alta de 10,79% em junho. Em 2022, recua 5,56%.

No mercado de ações, o dia também foi marcado pelo nervosismo. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 100.591 pontos, com queda de 0,17%. Apesar da alta de ações de mineradoras e petroleiras, o indicador não resistiu à queda nas bolsas norte-americanas.

No início do dia, o mercado financeiro estava animado com o alívio nas medidas de lockdown contra a covid-19 na China. No entanto, a divulgação de que a confiança dos consumidores norte-americanos caiu para o menor nível desde fevereiro de 2021 trouxe pessimismo aos investidores, ao reforçar a expectativa de que os Estados Unidos podem entrar em recessão.

No Brasil, os investidores acompanham as negociações para elevar o valor do Auxílio Brasil para R$ 600. O receio do impacto da medida sobre as contas públicas afetou as negociações.

*com informações da Reuters

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Economia

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana