conecte-se conosco


Cidades

Comercialização e assistência técnica no setor agrícola é diferencial de empresa de Venda Nova do Imigrante

Publicados

em

 

O fornecimento de insumos agropecuários é de suma importância para o desenvolvimento das cadeias produtivas ligadas ao setor, por possibilitar que o produtor busque a melhor alternativa para alcançar os mais altos níveis de sustentabilidade. Na região das montanhas capixabas, a empresa Comercial Agrícola Terra Nova tem investido na estruturação de seu modelo de negócio baseado na comercialização e difusão do conhecimento relacionado ao uso de técnicas e de conhecimento para aperfeiçoar ou facilitar o trabalho do homem no campo.

A empresa, fundada em 2008 e sediada em Alto Caxixe, no interior de Venda Nova do Imigrante, conta com três filiais em Santa Maria de Jetibá, Mimoso do Sul e outra unidade em Venda Nova, na localidade de Vila Betânia. Recentemente, a empresa contou com apoio das linhas de financiamento contratadas junto ao Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) para investimento.

O diferencial do modelo de negócio da empresa é o foco na assistência técnica e disseminação do conhecimento. Com uma programação constante de palestras direcionadas aos produtores e colonos, a equipe da Terra Nova consegue transmitir novos conhecimentos e informações sobre insumos, tecnologia e maquinário, fazendo apresentação in loco desses produtos nas lavouras dos participantes dos cursos.

O diretor executivo da empresa, Carlos Augusto Cardoso, destaca a importância para o desenvolvimento do negócio dos recursos contratados junto ao Bandes. “Em 2016, nossa empresa estava vivendo um momento de plena expansão nas regiões serrana e sul. Nesse período, o recurso obtido junto ao Bandes foi fundamental para esse crescimento. Na época, tínhamos duas lojas agrícolas e hoje estamos caminhando para inaugurar nossa quinta filial em Linhares, no norte do Estado. Quando é feito um aporte de recurso com responsabilidade, todos ganham. E com o resultado dessa parceria, colaboramos para o crescimento do agronegócio do nosso Estado”, destaca o empresário.

A estruturação da empresa com esse modelo possibilitou o crescimento e a expansão da Terra Nova nos três últimos anos, oferecendo atendimento personalizado e qualificado. Os recursos contratados junto ao Bandes foram direcionados para capital de giro, ou seja, aquisição de mercadorias para venda e outras despesas continuas do negócio.

A perspectiva de crescimento da atividade é alta, devido à importância do uso de insumos agrícolas para o aumento da produtividade que se dá a partir do investimento em técnicas de produção modernas.

A tecnologia avançada no setor do agronegócio possibilita uma forma mais econômica e sustentável dos insumos. Com isso, é possível o controle da produtividade e o crescimento em alta escala, além de maior lucratividade com a redução do uso de água e o combate a pragas, por exemplo.

Segundo o gerente de Negócios do Bandes, Mario Augusto Jantorno, o banco busca estar próximo às demandas que possibilitem movimentar a economia local. “A forma de atuar do Bandes possibilita que empreendimentos estratégicos para o desenvolvimento regionalmente equilibrado do Espírito Santo tenham um atendimento mais ágil e alinhado com a política de desenvolvimento do Governo. Atuando desta maneira, o banco fortalece sua função no desenvolvimento sustentável, atendendo com cuidado às necessidades de cada região”, enfatiza Jantorno.

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
[email protected]

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Polo UAB de Cachoeiro tem vagas remanescentes para curso de Letras

Publicados

em

Por

Reprodução: Polo UAB de Cachoeiro

Estão abertas as inscrições em processo seletivo para seis vagas remanescentes do curso de licenciatura em Letras-Português, na modalidade à distância, oferecido pelo Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), por meio do polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) de Cachoeiro.

Os candidatos podem concorrer às vagas por “transferência facultativa” ou “novo curso”. No primeiro caso, o candidato precisa ter conhecimentos básicos de informática e estar cursando Letras ou outro curso em área afim a Letras. Já para concorrer por novo curso, o candidato precisa ter conhecimentos básicos de informática e ser egresso de um curso de graduação, comprovando a colação de grau.

As inscrições poderão ser realizadas até terça-feira (29), através do e-mail [email protected]. O formulário de inscrição e o edital com todas as orientações sobre como participar estão disponíveis em www.cefor.ifes.edu.br.

A classificação dos candidatos levará em conta a maior compatibilidade entre os componentes curriculares cursados na Instituição de Ensino Superior de origem e as do curso de Licenciatura Letras-Português do Ifes.

O curso

O curso de licenciatura em Letras-Português tem duração de quatro anos. Tem como objetivo habilitar professores para atuação nos níveis de ensino fundamental, médio e profissionalizante.

Em função da pandemia, inicialmente, as atividades presenciais de orientação acadêmica com o tutor do curso acontecem, semanalmente, de forma remota. Parte das vagas do curso, que teve início em fevereiro deste ano, foi destinada a profissionais da rede pública de ensino.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana