conecte-se conosco


Grande Vitória

Comitê encerra festa clandestina com cerca de 300 pessoas em marina de Vitória

Publicados

em

Uma operação integrada envolvendo fiscais da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Habitação (Sedec), do Disque-Silêncio da Secretaria de Meio Ambiente de Vitória (Semmam), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros encerrou uma festa clandestina que estava sendo realizada em uma marina no bairro Jardim da Penha. Cerca de 300 pessoas estavam no local. O proprietário foi autuado e o som apreendido.

O Comitê integrado de combate à Covid-19, que reúne Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Habitação (Sedec), Secretaria de Meio Ambiente de Vitória (Semmam), Vigilância Sanitária, Guarda Municipal, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, já vistoriou mais de 1500 locais de 1° de janeiro deste ano até o dia 1º de maio.

Comentários Facebook
Propaganda

Grande Vitória

Cariacica: parte da garagem do Condomínio Mochuara pode ser liberada nesta quarta-feira (12)

Publicados

em

Por

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) Eng. Jorge Silva disse na tarde desta terça-feira (11) que, após vistoria realizada no conjunto de garagens do Condomínio Mochuara e reunião realizada com representantes da Defesa Civil de Cariacica e Corpo de Bombeiros, pode ser possível que parte da estrutura seja liberada a partir desta quarta-feira (12).

“Realizaremos nova vistoria nesta quarta-feira (12), às 16 horas. Será um trabalho integrado com a Defesa Civil Municipal, Defesa Civil Estadual e Corpo de Bombeiros. Dependendo do resultado e das constatações, pode haver uma possibilidade de liberação de, pelo menos, uma parte da garagem. Isso irá viabilizar a entrada de pelo menos 50 veículos no local. Hoje a mobilidade urbana na região está bem comprometida “, disse o Eng. Jorge Silva.

O presidente do Crea-ES também informou que dará início a elaboração de um Termo de Cooperação Técnica para que o Conselho, a Defesa Civil do Município, a Defesa Civil Estadual e o Corpo de Bombeiros estabeleçam ações em conjunto para agirem em sintonia em casos como esses, que podem gerar riscos para a população.

Na vistoria realizada na manhã desta terça, além das fissuras, rachaduras, trincas e infiltrações já identificadas, a equipe de engenheiros do Conselho observou  a existência de novas anomalias como, por exemplo, colunas com recalques. A recomendação feita ao condomínio foi para realizar uma revisão geral da estrutura e contratar profissionais e/ou empresas legalmente habilitados para elaborar um laudo técnico de engenharia conclusivo. O Crea-ES já solicitou para análise os projetos das empresas que executaram a obra e os documentos das empresas que realizaram a reforma estrutural em 2016 e 2017.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana