conecte-se conosco

Cidades

Compras públicas de alimentos do campo injetam R$ 1,3 milhão na economia rural de Cachoeiro

Publicado

São recursos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Foto: Divulgação/PMCI

 

.

Em meio à retração das atividades econômicas, causada pela pandemia do novo coronavírus, uma boa notícia para a agricultura familiar de Cachoeiro: dois programas de compras públicas de alimentos do campo vão garantir uma injeção de cerca de R$ 1,350 milhão na economia rural, neste ano.

Por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), a Prefeitura compra de pequenos produtores rurais itens como legumes, frutas, verduras e ovos, que integram as refeições servidas na rede municipal de ensino.

Durante a suspensão das aulas, em virtude da pandemia, a Secretaria Municipal de Educação está fazendo esses e outros alimentos da merenda chegarem à mesa de mais de 4 mil famílias de estudantes inscritas no programa Bolsa Família.

“As compras de produtos da agricultura por meio do Pnae são feitas, sempre, a partir de uma chamada pública, para oportunizar a ampla participação dos agricultores do município. Neste ano, serão investidos, aproximadamente, R$ 850 mil, o que corresponde a 30% dos recursos do Pnae”, explica a secretária municipal de Educação, Cristina Lens.

Em outra frente, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), a Prefeitura de Cachoeiro investirá R$ 500 mil na produção rural. Nesse caso, os itens comprados são encaminhados para o Banco de Alimentos, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), para abastecer entidades socioassistenciais (como lares de idosos, hospitais filantrópicos e abrigos para crianças) e atender a famílias referenciadas pelos Centros de Referência de Assistência Social com a distribuição mensal de cestas.

Os produtores rurais habilitados para fornecer os alimentos também são selecionados por meio de chamada pública. De acordo com a Semdes, a equipe responsável está executando as medidas administrativas necessárias para começar o processo efetivo de compra, nesta semana. Os recursos do programa são repassados pelo Ministério da Cidadania.

“Através dessa iniciativa, nós conseguimos fortalecer as políticas de segurança alimentar no nosso município, proporcionando alimentos saudáveis para quem mais precisa e, ainda, incentivamos e fortalecemos a produção rural local”, salienta a secretária de Desenvolvimento Social de Cachoeiro, Márcia Bezerra.

O secretário municipal de Agricultura e Interior, Robertson Valladão, destaca a importância desses investimentos na atual conjuntura. “Para os produtores, essas ações do município representam um importante alento, tendo em vista que ocorrem num momento de grande dificuldade para comercialização da produção, devido às restrições impostas pela prevenção à covid-19. Essa venda, além de garantir parte da renda familiar dos agricultores, vai permitir o planejamento futuro da produção”, ressalta.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Primeira barreira sanitária no Centro aborda 350 pessoas

Publicado


.
Ação com medição de temperatura foi realizada na Rua Capitão Deslandes, nesta terça (7)
Foto: Márcia Leal/PMCI

Nesta terça-feira (7), a Prefeitura de Cachoeiro iniciou ações de barreira sanitária e educativa de combate à Covid-19 no Centro da cidade. O primeiro ponto da região a receber o trabalho, que segue os moldes das barreiras realizadas em rodovias, foi a rua Capitão Deslandes.

Cerca de 350 condutores e pedestres foram abordados na ação, que foi realizada das 8h às 11h, com aferição de temperatura e distribuição de material informativo sobre prevenção ao novo coronavírus e importância do isolamento social.

Servidores municipais fizeram a abordagem aos condutores no semáforo do cruzamento com a rua Rui Barbosa. Taxistas do ponto de táxi daquela área também foram abordados.

Participaram da primeira ação, no Centro, agentes de trânsito, guardas civis municipais e servidores das secretarias municipais de Saúde (Semus) e de Desenvolvimento Econômico (Semdec). Não foram identificadas pessoas com sintomas de Covid-19.

“Deslocamos, para o Centro, uma das duas barreiras que temos realizado, desde maio, nas rodovias de acesso ao município. Nos próximos dias, vamos atuar na Capitão Deslandes e, também, na rua Professor Quintiliano de Azevedo, pontos muito movimentados da área central. É uma mudança estratégica”, explica Ruy Guedes, coordenador do Sistema de Comando em Operações (SCO) de combate à Covid-19 em Cachoeiro.

Enquanto perdurar a ação no Centro, a Prefeitura vai manter, simultaneamente, apenas a barreira sanitária da BR-482 (Cachoeiro X Safra), onde foram abordadas 25 mil das 39 mil pessoas já alcançadas, em rodovias, por meio dessa iniciativa.

As barreiras sanitárias em rodovias também contam com a participação de servidores da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semesp) e apoio da Polícia Militar. A ação é desenvolvida, ainda, na rodoviária de Cachoeiro, pela Semus.

Quem apresenta temperatura alta é orientado a procurar atendimento na unidade de saúde mais próxima ou no Pronto Atendimento do Centro de Saúde “Paulo Pereira Gomes”, que é referência para casos suspeitos de Covid-19 no município.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana