conecte-se conosco


Destaque

Confira a Operação Rubi que tenta desarticular organização criminosa em cidades do Sul do Estado

A prefeita de Presidente Kennedy, Amanda Quinta (PSDB), é uma das cinco pessoas que foram presas na Operação Rubi do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), deflagrada nesta quarta-feira (8) em cidades do Sul do Estado. A assessoria de Amanda informou que a defesa dela só vai se pronunciar após o resultado da audiência de […]

Publicados

em

A prefeita de Presidente Kennedy, Amanda Quinta (PSDB), é uma das cinco pessoas que foram presas na Operação Rubi do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), deflagrada nesta quarta-feira (8) em cidades do Sul do Estado.

A assessoria de Amanda informou que a defesa dela só vai se pronunciar após o resultado da audiência de custódia, que acontece nesta quinta-feira (9).

Segundo o MPES, Amanda foi presa em flagrante no momento em que participava de uma reunião com empresários e agentes públicos na casa dela, onde receberia propina.A Operação Rubi teve o objetivo de desarticular e colher provas referentes a uma organização criminosa que deu prejuízos aos cofres públicos em várias cidades da região Sul do Estado.

Os mandados são de prisão temporária. Também foram cumpridos cinco mandados de afastamento funcional de agentes públicos, 11 de proibição de acesso às dependências de órgãos públicos e 25 mandados de busca e apreensão pelos agentes do Gaeco, sendo:

nove em Presidente Kennedy;
cinco em Marataízes;
dois em Jaguaré;
um em Piúma;
um em Cachoeiro de Itapemirim;
um em Linhares;

um em Jerônimo Monteiro;
dois na Grande Vitória;
dois no Estado do Rio de Janeiro.


Um dos mandados de busca e apreensão foi cumprido na casa de Amanda Quinta, além de residências de investigados e dependências de órgãos públicos e de empresas suspeitas de integrar o esquema.Todos os mandados foram emitidos pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo.

Investigações
Segundo o Ministério Público, as investigações colheram fortes indícios do envolvimento de agentes políticos e servidores municipais no recebimento de propina de empresários dos ramos de limpeza pública e transporte coletivo como contraprestação a benefícios financeiros em licitações e contratos e possível enriquecimento indevido dos envolvidos.

A partir de agora, a equipe responsável vai analisar documentos, computadores, dados colhidos durante a operação. Vai também ouvir, nas próximas semanas, depoimentos de investigados e testemunhas.

Ao todo, cinco membros do Ministério Público (um procurador de Justiça e quatro promotores de Justiça) coordenam os trabalhos, auxiliados por 22 agentes do Gaeco e por policiais militares.

Crimes
Os crimes investigados estão previstos no Dec-Lei nº 201/67, na lei nº 12.850/13 (organização criminosa), lei nº 8.666/93 (fraude em licitações), Lei n. 9.613/98 (lavagem de dinheiro), além de corrupção ativa, passiva e falsidade documental.

Comentários Facebook
Propaganda

Destaque

Mercado financeiro prevê queda de 1,96% na economia este ano

Publicados

em

Com a pandemia de covid-19, o mercado financeiro tem piorado a estimativa para a queda da economia este ano. A previsão de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – passou de 1,18% para 1,96%. Essa foi a nona redução consecutiva.

A  previsão para o crescimento do PIB em 2021 subiu de 2,50% para 2,70%. As previsões de expansão do PIB em 2022 e 2023 permanecem em 2,50%.

Dólar

A cotação do dólar deve fechar o ano em R$ 4,60, contra R$ 4,50 na semana passada. Para 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 4,47, contra R$ 4,40 da semana passada.

Inflação

As instituições financeiras consultadas pelo BC reduziram a previsão de inflação para 2020 pela quinta vez seguida. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 2,72% para 2,52%.

Para 2021, a estimativa de inflação segue em 3,50%, assim como para 2022 e 2023.

A projeção para 2020 está praticamente no limite inferior da meta que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, ou seja, o limite inferior é 2,50% e o superior, 5,50%. Para 2021, a meta é 3,75% e para 2022, 3,50%, também com intervalo de 1,5 ponto percentual em cada ano.

Selic

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 3,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic tenha mais uma redução e encerre 2020 em 3,25% ao ano a mesma previsão da semana passada.

Para o fim de 2021, a expectativa é que a taxa básica chegue a 4,50% ao ano. A previsão anterior era de 4,75% ao ano. Para o fim de 2022 e 2023, as instituições mantiveram a previsão em 6% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana