conecte-se conosco

Estado

Congresso Internacional de Medicina de Família e Comunidade será realizado pela primeira vez no Estado

Publicado


.

Em reunião na manhã desta quinta-feira (20), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, recebeu integrantes da Sociedade Brasileira de Medicina de Família em Comunidade (SBMFC) para discutir sobre a realização, pela primeira vez em solo capixaba, do Congresso Ibero-americano de Medicina de Família e Comunidade e Congresso Brasileiro de Medicina de Família e Comunidade, previsto para acontecer em julho de 2021, no Pavilhão de Carapina, na Serra.

O evento reunirá médicos de família e comunidade, além de profissionais da Atenção Primária à Saúde de toda Ibero-américa para discussão sobre o papel do médico de família e comunidade e da Atenção Primária na consolidação dos sistemas de saúde. São esperados quatro mil participantes, presencial e on-line, que vão discutir sobre o tema “Saúde e sustentabilidade: do meio ambiente aos sistemas de saúde”.

Segundo o secretário Nésio Fernandes, o evento será um marco para a saúde pública no Brasil e vai ao encontro do contexto que o Espírito Santo se insere, na expansão do acesso e qualidade da Atenção Primária em Saúde (APS).

“Esse congresso vai coroar um reposicionamento da Medicina de Família e Comunidade no Brasil e esperamos que seja um marco na defesa do Sistema Único de Saúde. Ainda mais neste contexto que temos desafiado o Estado e municípios a expandir com qualidade a Atenção Primária, com os médicos de família e comunidade, e com as equipes estratégicas”, afirma Nésio Fernandes. 

“Estamos aproveitando essa oportunidade para estreitar o diálogo com a SBMFC para processos futuros de formação na área da APS no Espírito Santo”, informou também o secretário.

Na reunião, a presidente da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, Zeliete Linhares Leite Zambon, destacou que o evento será uma oportunidade de compartilhar experiências, entre elas os avanços no fortalecimento da Atenção Primária, experimentados pelo Espírito Santo.

Participaram ainda da reunião a presidente da Associação Capixaba Medicina de Família e Comunidade, Jetele Del Bem Seleme Piana; o diretor de Residência Médica e Pós-graduação Lato Sensu da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, José de Almeida Castro Filho, além de equipe técnica do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi).

 

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes / Luan Ribeiro
(27) 3347-5642 / 3347-5643
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Escola de Ibatiba trabalha competências socioemocionais com os professores

Publicado


.

Os profissionais da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Professora Maria Trindade de Oliveira, em Ibatiba, participaram de um evento virtual sobre o tema: “Saúde emocional dos professores”. A iniciativa da ação partiu da diretora da escola, Gisane Cordeiro Raposo de Paula.

Segundo a diretora, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) explicita as competências socioemocionais, em conformidade com os quatro pilares da Educação, preconizados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que são: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver.

“Diante disso me perguntei: O que estou fazendo para desenvolver as competências socioemocionais dos professores? Como posso auxiliar o professor de modo que ele também se sinta seguro para trabalhar as competências socioemocionais? Então, decidi realizar este ano essas atividades que trabalham as variadas inteligências e competências socioemocionais. A primeira foi uma terapia de grupo com a psicóloga Duany Freitas, em março, e logo após veio a situação de pandemia”, explicou a diretora.

Para o encontro virtual, foram convidadas duas profissionais: Cassiane Marvila, multiplicadora do Programa Ela Pode, para falar sobre autoestima; e a pedagoga Andressa Bonatto, que é formada também em Psicopedagogia e Parapsicologia Clínica, que falou sobre a competência do “autoconhecimento” e ensinou técnicas de meditação e repetição para desenvolver a inteligência intrapessoal e a inteligência existencial, para lidar mais facilmente com os desafios.

O professor Nilton Rocha Oliveira relatou suas experiências: “Se eu disser que não estou encontrando dificuldades, não estaria dizendo a verdade. Dificuldades com o Classroom, com as planilhas, mas tenho tido todo o apoio das professoras coordenadoras de área, são todas sempre prestativas. A interdisciplinaridade funciona bem, a equipe é maravilhosa, fizemos um projeto bem bacana. Posso afirmar que estou progredindo. Estamos caminhando, fazendo o caminho, construindo um período importante na história”, afirmou.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedu
Mirela Marcarini / Geiza Ardiçon
(27) 3636-7705/ 7706 / 7707 / 7888 / 99956-2479 / 99802-9043
[email protected]/ [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana